Coisas de Diva Coisas de Diva Coisas de Diva

Esse post é um compiladão de dicas de viagem para, quem sabe, ajudar você, amiga indecisa, a escolher um destino bacana pra ir! Tudo foi inspirado nas respostas da tag Eu Amo Viajar, que gravei para o nosso canal no Youtube – se ainda não for inscrita, corre lá pra não perder nada!

A título de curiosidade, as perguntas dessa tag são as seguintes:

#1 Qual seu carimbo do passaporte mais queridinho?
#2 Você sabe de cor o número do seu passaporte?
#3 Qual seu método preferido de viajar? Avião, carro ou trem?
#4 Quais são os 3 itens essenciais para a viagem?
#5 Hotel ou hostel?
#6 Você gosta de repetir lugares que já visitou ou prefere explorar novos lugares?
#7 Você pesquisa sobre futuros destinos?
#8 Qual seu site de viagem preferido?
#9 Qual lugar você recomendaria que seu amigo visitasse?
#10 Você está partindo amanhã. Dinheiro não é problema. Para onde gostaria de ir?

Se estiver a fim de saber as respostas, é só dar o play ali em cima! Caso não possa agora, saca só quanta coisa bacana eu já coloquei sobre os lugares para onde fui aqui no blog.

Dicas de viagem variadas!

Itália, 2015

Guia de Viagem Roma

Essa foi, sem dúvida, uma das minhas viagens favoritas de todos os tempos – e sinto que preciso até voltar um dia, talvez com o italiano mais afiado! hahahaha Fui primeiro para Roma com o intuito de estudar numa escola de verão da Università Sapienza. Foi genial! Fiz amigos do mundo todo, aprendi um pouco de italiano e vi a cultura, a arte, a arquitetura e a história de Roma através dos olhos de professores especializados. Fora os passeios guiados à tarde, que eram incríveis!

Aqui você pode encontrar meu guia de viagem para Roma dividido em duas partes: um e dois! Um dado importante é que as inscrições pra escola de verão ainda não abriram, mas vale ficar de olho pelo link que coloquei ali em cima.

Guia de Viagem Itália: Florença, Pádua e Veneza

E é CLARO que usei os meus dois fins de semana livres para viajar pela Itália. O primeiro passeio foi um dia em Florença, cidade pela qual também me apaixonei. A Toscana é linda demais! Também fui até Pádua, a cidade em que Santo Antônio fez sua obra (chorei que nem uma condenada na basílica com a minha mãe – somos devotas há anos!) e até Veneza – que gostei mais ou menos, mas leia o post!

Veja o guia das 3 cidades nesse post!

Londres, 2016

viagem para londres

Fui para Londres aproveitando que morei em Dublin por um mês. Infelizmente, o tempo e o dinheiro disponíveis só me permitiram ficar lá por 4 dias! Mas o desejo de voltar também é forte. A cidade é maravilhosa! Gostei dos museus, dos parques, dos monumentos… De início achei que não curtiria muito, mas que nada! Foi só avistar o Big Ben todo dourado com o sol batendo que me apaixonei na hora.

As dicas sobre meu intercâmbio de inglês em Dublin estão aqui, aqui e aqui. Sobre Londres, os posts completinhos são esse e esse.

Punta del Diablo, 2012/2013

Cara, esse foi o rolê mais doido que eu tive na vida porque fiz Curitiba/Porto Alegre/Chuí/Punta del Diablo DE ÔNIBUS, hahahaha! Ah, a juventude. Fiquei poucos dias, mas adorei essa praia no Uruguai. Coloquei aqui porque mencionei no vídeo o quanto foi legal – mesmo tendo que matar um escorpião amarelo que tava em cima da minha cama, risos – ficar em hostel lá. Agora quero conhecer mais o país e, quem sabe, esbarrar com o Mujica lá – AQUELAS.

Dicas de viagem aqui.

Disney, 2016

parques da florida

Meu sonho realizado MESMO foi quando estive na Disney em 2001, com 14 pra 15 anos – colecionava aqueles guias da Capricho e quase morri quando ganhei a viagem de presente dos meus pais! <3 Aí, muitos anos depois, fui para a Flórida com uma amiga e, claro, demos uma passadinha por lá. Foi bacana, mas acho que agora eu só voltaria daqui a um bom tempo, quem sabe pra levar os filhos/sobrinhos/agregados, enfim!

Aqui vai um guia bacana para quem quer ir conhecer os parques da Flórida – tem alguns da Disney e o Busch Gardens, que eu adoro por causa dos brinquedos ~radicais!

Sites úteis para as viagens

No vídeo, acabei mencionando um montão de sites de viagem bons para quem está se programando para sair do Brasil. Em termos de indicações, gosto de ver posts/vídeos das minhas colegas de profissão e também de blogs/canais especializados em viagem, como o Viaje na Viagem, do Ricardo Freire. Em termos de programas de TV, sou fã de Lugar Incomum e Anota Aí (ambos do Multishow) e Pedro pelo Mundo (do GNT). É assim que começo a pirar de ir pra algum canto! hahahaha

Agora a lista de sites – esses são alguns, mas não tenho nenhum apego específico não!

Expedia.com.br

TripAdvisor.com.br

Yelp.com

MelhoresDestinos.com.br

Airbnb.com.br

Trivago.com.br

Ufa! Bastante coisa, né? E olha que, na verdade, aqui no blog tem MUITO mais – não somente de viagens minhas, mas também das viagens que as meninas já fizeram! Eita, mulherada que ama mesmo viajar! hahahaha Veja aqui tudo o que já colocamos sobre o assunto.

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
12 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários

Souvenir é um tema meio polêmico, né? Há quem ache o máximo comprar lembranças de viagem para si/família/amigos – e há quem simplesmente deteste as lojas entulhadas de cacarecos made in China.

Posso dizer que estou no meio desses dois grupos. Desde que comecei a viajar com mais frequência, passei a buscar objetos específicos para serem guardados depois como minhas memórias. No fim, eles viraram pequenas coleções, que eu espero que ainda cresçam muito!

3 tipos de souvenir que eu coleciono

souvenir

Sempre fui apaixonada por caixas e latas bonitas. Mas, com as latas, percebi que podia trazer na mala alguma coisa gostosa e ainda ficar com a embalagem de lembrança. Comecei comprando em Roma. Depois, em Londres, não resisti e arrematei mais duas. Nunca fui a Amsterdam (e super pretendo), mas me apaixonei pela lata da cidade aqui no Brasil mesmo. O mesmo aconteceu com essa pequenininha, que é italiana (comprei no Eataly, em São Paulo – não deixa de ser viagem, né? hahahaha).

souvenir

souvenir

A história dos cadernos começou quando ganhei (da Marina e da Sabrina, se não me engano – não consigo lembrar qual das duas me deu, risos) um lindo de Paris e outro bloquinho da Maria Antonieta. A partir daí, comecei a procurar em outras viagens que fiz. Tenho um de Buenos Aires, dois de Florença e outro de Londres. E não, não uso nenhum porque morro de pena – deixo eles enfeitando minha estante! Nem sempre encontro um que seja diferente/bonito, mas não me obrigo a nada. Deixo rolar!

souvenir

Um souvenir bem mais clássico de viagens são os ímãs de geladeira. São fáceis de encontrar, porém, nem sempre são realmente bacanas. Eu sou muito chata com estética e não gosto de qualquer coisa – e tem muitos que são bem breguinhas, convenhamos. Mas tive sorte de encontrar versões bonitas na Itália, na Disney, na Irlanda e na Inglaterra. Todos ficam na parte lateral da geladeira para eu não correr o risco de desastradamente bater em algum. Toda vez que olho para eles fico feliz e com vontade de viajar de novo!

Como disse, não é que fique indo atrás de nenhum desses souvenires, mas toda vez que entro numa loja e bato o olho em algum sei que vai ser um adicional às minhas coleções. É bacana porque são coisas menos óbvias e que super decoram a casa, né?

E vocês, qual tipo de souvenir sempre escolhem em viagens?

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
7 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários

superagui

Nesse fim de ano, fui passar alguns dias com meus amigos em Superagui, aqui no litoral do Paraná – aproveitei a oportunidade para fazer um vídeo um pouco diferente dos que tenho feito lá no nosso canal. Se você não viu ainda, dá uma olhada – foi meu primeiro vídeo de viagem, quero fazer mais!

Ano novo em Superagui

Para chegar lá, o caminho mais simples é ir até Paranaguá e, de lá, pegar um barco até Superagui. Os barcos saem do cais que fica bem próximo ao Mercado Municipal do Café e existem algumas opções disponíveis – dá para pegar os barcos maiores, levam cerca de 2h30 (mas vivem quebrando no caminho e frequentemente leva um pouco mais do que isso), taxi náutico ou voadeira (que levam em média 40 minutos). Dá para negociar e pagar ali na hora mesmo, o transporte custa entre R$ 30 e R$ 40 por pessoa por trecho.

superagui

Já em Superagui, a ilha é super bonita e mesmo quando está cheia (como no Ano Novo), ela não fica lotada como as praias em que a gente vê gente disputando lugar na areia. É importante ressaltar que é uma praia pra quem quer descansar e gosta de sossego – tem pedaços em que ela é quase deserta, então não é o tipo de passeio para quem gosta de muitas atividades, nem para quem faz questão de luxo (as pousadas e restaurantes não têm ar condicionado e, se você quiser cadeiras e guarda-sol para ficar na praia, precisa levar os seus – não tem pra alugar/emprestar lá, é importante estar atento a isso, eu não sabia da primeira vez que fui e não gosto de torrar no sol, ou seja, fiquei meio sem opção). O passeio de bicicleta que aparece no vídeo é até a praia deserta, um lugar bem bonito para ver o por do sol.

superagui

Para se hospedar, recomendo essa pousada, que é bem simples, mas com boa estrutura – tem um bom restaurante, fica bem pertinho tanto da praia quanto do cais em que você desembarca na ilha e também é um dos únicos (acho que é o único, na verdade) lugares que tem wi-fi por lá. No restante dos lugares não tem e o 3G funciona eventualmente. E se você gosta de peixe e camarão, consegue comer bem no restaurante que indiquei aqui em cima e no Golfinhos, que fica bem no cais. E para quem quiser conhecer um pouco da cultura local, dê uma passada à noite no Akdov, bar onde tem fandango.

E, se você gostou do meu vídeo, aproveita e se inscreve lá no canal – além dos conteúdos que a gente tem preparado, tá rolando uma promoção envolvendo um prêmio bem legal, se fosse você não ficava de fora :).

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
13 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários