Coisas de Diva Coisas de Diva Coisas de Diva

E aí, mulherada, tudo certinho nesse domingão? Aproveitando que hoje é dia de ficar em casa, de boa, preferencialmente enterrada no sofá (hahahaha), resolvi trazer por aqui um vídeo que puliquei em nosso belíssimo canal no Youtube (já tão inscritas?). Nele, conto tudinho – tintim por tintim! – sobre meu alongamento de unhas em acrílico! Saquem só:

Essa não é a primeira vez que lanço mão do acrílico para deixar as unhas maiores. Há mais de 4 anos, como prova esse post, fiz o procedimento com a Lorena, que na época tinha um salão chamado Nailtrends. Hoje, ela atende no Studio Lorena Simental, no Água Verde, aqui em Curitiba. O Insta dela, para que vejam o trabalho, é esse aqui, ó. E, para maiores informações, o telefone, que a Lorena atende apenas em horário comercial, é (41) 99800-7755.

Muita gente fica na dúvida se vale a pena ou não fazer alongamento de unhas – e esse tipo de conteúdo já foi publicado aqui no blog antes! O post com os prós e os contras desse artifício de crescimento rápido está aqui. E, nesse outro post, mostro como ficam as unhas depois da retirada do acrílico.

Pessoalmente, estou bem feliz com a minha escolha! Acho que tudo na vida tem seu bônus e seu ônus – minhas unhas são chatas para crescer e teria que penar para que ficassem nesse comprimento! Com o acrílico, tudo aconteceu em uma hora e as manutenções são mensais. Sinceramente, não pretendo voltar ao natural tão cedo! Quero mais é ficar com essas garras afiadas! hahahaha

Se tiverem alguma dúvida sobre o procedimento, me digam nos comentários! Assim que voltar das férias, daqui a alguns dias, responderei com prazer.

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
12 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários

como parar de roer unhas

Muito embora minhas unhas tenham um formato curtinho, que dificilmente passa da carne, eu nunca na vida fui uma ~roedora! No máximo dos máximos coloco o dedo na boca pra arrancar aquela farpinha que tá incomodando, hahahaha! Porém, sei que existem mulheres adultas que sofrem com isso até hoje, por isso meu post desse domingão tenta dar respostas à pergunta:

Como parar de roer unhas?

E é claro que não seria eu, leiga que sou, quem responderia, né? Quem conta pra gente 5 dicas para parar de roer unhas é Luzia Costa, fundadora da Beryllos, uma cuticularia (interessante, né?) presente em Taubaté e São Bernardo do Campo, em São Paulo:

#1 Identifique os momentos que despertam o hábito

“Nada melhor do que o autoconhecimento. Saiba identificar o momento exato que desperta a vontade de roer as unhas. Esse é o primeiro passo para saber se o hábito está relacionado a problemas no trabalho ou na vida pessoal – e assim por diante”.

#2 Roer as unhas é um alerta

“Muitas pessoas associam a prática com a ansiedade. Estudos mostram que o hábito pode estar relacionado, mas que esse sentimento não é o único que desencadeia a compulsão. Ansiedade, tédio, estresse, tristeza, tudo isso pode interferir de maneira direta no costume. Procure um médico ou especialista para fazer um acompanhamento”.

#3 Mantenha a boca ocupada

“Mastigue um chiclete, bala ou algo do gênero. Mudar o foco é importante principalmente em momentos de ansiedade ou incertezas. Quando estiver em uma posição difícil, respire fundo e tente controlar suas emoções”.

#4 Tenha um kit manicure por perto

“Toda vez que você pensar em roer as unhas, tire da bolsa um ‘kit manicure’. Use tesoura, lixas, etc. Com o hábito de lixar ou cortar, amenizamos a ação de roer. Tente manter sua mão longe da boca. Importante: Não compartilhe o seu kit com ninguém, isso pode acarretar em problemas futuros”.

#5 Hidrate a mão

“Esse truque é ótimo. Mantenha sua mão hidratada, se possível, 24 horas por dia. Quando você sentir vontade de roer a unha vai lembrar que sua mão está com creme e a chance de finalizar a ação será mínima. Além disso, mantenha as unhas feitas, o que aumenta a chance de não levar a mão na boca para não estragar”.

Você sabia?

O ato de roer as unhas é recorrente e afeta 30% da população mundial, não estando relacionado com a faixa etária de uma pessoa. Aliás, o termo técnico para a prática é onicofagia!

“A unha e a pele são nossa proteção contra bactérias e doenças externas. Quando removemos uma cutícula, por exemplo, automaticamente estamos rompendo a proteção. Dessa forma, ficamos expostos a inúmeros perigos”, alerta Luzia Costa.

O costume pode provocar graves problemas gastrointestinais, como esofagite infecciosa e gastrite, entre outros, e até mesmo prejudicar a dentição, a musculatura do maxilar e a articulação. O ato de levar a mão à boca também deixa a pessoa mais exposta a outras bactérias que podem desencadear doenças futuras, como H1N1, diarreia, hepatite A, caxumba, rubéola, sarampo, etc.

E as bases com gosto ruim, funcionam?

De acordo com Luzia, sim. “As bases com gosto ruim podem ser uma das alternativas para que a pessoa pare de roer as unhas e a cutícula. Porém, mais uma vez, o importante é que ela perceba o que a leva a ter esse hábito. Muitas vezes é uma situação recorrente. A ação vital, nesse caso, é praticar o autoconhecimento e substituir o costume por algo que a impeça de roer”.

Espero ter dado algum caminho sobre como parar de roer unhas para você! Se tiver parado e quiser contar pras colegas como fez, manda ver nos comentários!

Foto: Shutterstock

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
10 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários

Quem aí quer unhas longas? Então senta que lá vem história porque preparei um guia completíssimo para que você, de um jeito ou de outro, possa tê-las! Vem comigo que vai dar boa!

Como ter unhas longas do jeito natural

Se as unhas de todo mundo crescem naturalmente, por que raios você observa que as suas não conseguem nem passar da carne? É a tal da fraqueza, tão comum entre as mulheres e causada por um ou mais fatores, sejam eles internos ou externos.

Unhas fracas são inversamente proporcionais a unhas longas! Quando as suas são ou estão assim, elas afinam (as minhas já ficaram tipo um papel), descamam bastante, quebram com facilidade, têm aspecto poroso, apresentam manchas/irregularidades e, pior: ficam vulneráveis ao crescimento de fungos (a tal da micose!). Nem sempre todos os sintomas da fraqueza estão juntos, vale lembrar!

É por isso que ir a um dermatologista se faz tão importante nesses casos. É esse especialista quem dirá as causas do problema, que são muitas! Entre elas, estão a falta de vitaminas, o uso de produtos químicos externos, os fungos que se instalaram embaixo das unhas… Enfim, tem bastante coisa!

Acredite naquilo que o médico te prescrever e tenha paciência – o corpo demora para desempenhar as mudanças necessárias e as unhas crescem em média 3 mm ao mês apenas! Acho fundamental falar dessa procura profissional porque vejo muita loucura rolando por aí: base com formol manipulada por conta, Pantogar tomado sem prescrição, umas receitas caseiras malucas… Isso pode até funcionar, porém:

E se não for o que resolve o teu caso? Dinheiro e tempo jogados fora, né? E se você tiver alguma alergia sinistra por causa do uso tópico? E se o organismo não estiver precisando daquelas vitaminas em específico?

Enquanto você espera, existem coadjuvantes aprovados pela Anvisa que vão dar uma forcinha no crescimento das unhas – são cosméticos vendidos em farmácias, supermercados e lojas especializadas. Dá só uma olhada aqui comigo:

unhas longas

Base Niveladora Vefic | Óleo Fortalecedor de Unhas Granado | Bepantol Derma Creme | Base NailForce Dermage | Solução para Unhas NeoCeuticals | Base Mava-Strong Mavala | NutriBase Pró-Crescimento Colorama | Tratamento para Unhas Nailgrowth Miracle Sally Hansen

O importante é saber que eles podem ajudar, mas não são sozinhos a solução! Uma outra coisa que eu pessoalmente recomendo é mudar a maneira de lixar as unhas: percebi que, ao investir no formato oval, elas tinham menos chances de quebrar nos cantos (que inexistiam nesse caso). Usei a vida toda minhas unhas quadradas e quando fiz a transição vi que elas cresceram não mais rápido, mas com menos possibilidade de partirem no meio do caminho!

unhas longas

Para ler esse post, clique aqui.

Ah, e tem mais uma coisa: unhas longas requerem cuidado. Quem tem sabe: é mantê-las sempre limpas embaixo, empurrar ou tirar as cutículas, passar base ou esmalte, deixar que respirem, passar produtinhos específicos, enfim, tem um monte de coisa a se observar!

Como ter unhas longas do jeito artificial

Não tem paciência pra esperar ou nada parece dar jeito nas suas unhas? Não tem problema! Dá para lançar mão de algumas técnicas e produtos para que elas fiquem longas! Chamei isso de “jeito artificial”, mas não interprete errado, é só porque essa palavra é oposta a “natural” mesmo!

Saiba que foi-se o tempo das unhas postiças com cola, que eram chatas de colocar e mais ainda de tirar – especialmente porque danificavam muito as originais! Hoje, algumas marcas disponibilizam unhas com um sistema de adesivo, que fixa super bem e não deixa que elas caiam – minhas preferidas são as da Kiss New York, que se chamam imPRESS! Tem em tamanhos médio e curto (dá para lixar).

unhas longas

Saca só elas em ação! Quebram o maior galho, viu? Mais sobre nesse post aqui.

Outra ideia mais ~radical~, digamos assim, é você ter unhas longas através da colocação de unhas de acrílico (nunca experimentei gel ou porcelana, mas são opções também). Já tive durante muitos meses e gostei do resultado – elas ficaram longas e, depois de um tempo, não tinham mais extensão, eram só as unhas originais com um reforço de acrílico por cima.

Porém, se você quiser deixar suas unhas naturais fortes e longas depois de retirar o acrílico, vai ter inevitavelmente mais trabalho – é que elas não saem do jeito que eram, ficam mais fraquinhas, sim! Esse é o principal contra da colocação. Descrevo mais sobre tudo isso num post que conta minha experiência com elas (para conferir, basta clicar aqui).

unhas longas

Minhas unhas logo depois de tirar o acrílico ficaram assim! Deu para recuperá-las, claro, mas demorou um pouco mais.

Ufa! Espero ter guiado você nessa aventura que é ter unhas longas! Lembre-se: tudo envolve investigação, lição de casa e um certo nível de trabalho. Mas se a sua vontade for essa, mesmo com os ônus, haverá os bônus, então se joga, amiga!

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
18 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários