Coisas de Diva Coisas de Diva Coisas de Diva

natura ekos patauá

A linha Natura Ekos Patauá é o mais recente lançamento da marca para os cabelos. A linha tem shampoo, condicionador, óleo finalizador, tônico, máscara e cápsulas de óleo concentrado. É muita coisa – e muita coisa legal, já que essa linha promete crescimento e força. Por isso hoje vou falar só dos dois primeiros. Do shampoo e condicionador, que são os que eu venho usando direto há algumas semanas. Mais precisamente, desde que fui viajar para conhecer o Patauazeiro, uma das palmeiras mais altas da Amazônia, a convite da Natura.

Natura Ekos Patauá: shampoo e condicionador

natura ekos patauá

O shampoo da linha Natura Ekos Patauá foi elaborado especialmente para quem tem cabelos finos e fragilizados, com crescimento lento e que quebram com facilidade. Ele promete preparar o couro cabeludo para tratamento de fortalecimento. Além disso, também tem espuma cremosa e abundante e remove suavemente impurezas.

O condicionador promete fortalecer e hidratar os fios para um crescimento saudável, além de diminuir o frizz, promover brilho e maciez. Ambos têm na fórmula o óleo de Patauá, um ativo que promete fortalecer e acelerar o crescimento.

Antes de eu falar da minha opinião sobre o shampoo e condicionador, é preciso fazer um adendo sobre essa questão da aceleração do crescimento. Apesar de todos os produtos terem na composição o óleo de Patauá, o único da linha que influencia diretamente na aceleração do crescimento é o tônico. Afinal, não tem como um produto como um condicionador, que não entra em contato com a raiz, acelerar o crescimento dos fios, certo? O tônico deve ser aplicado diretamente no couro cabeludo e é um tratamento noturno para ser usado em dias alternados. Quero falar dele por aqui também, mas quero testá-lo por mais tempo antes, ok?

O que achei do shampoo e condicionador?

natura ekos patauá

Como comentei ali em cima, tenho usado essa dupla de produtos há algumas semanas. E tenho achado ótima – afinal, falou em cabelo fino e fragilizado, falou comigo mesma. O shampoo limpa muito bem, não resseca e deixa o cabelo bem brilhoso. Já o condicionador é bem hidratante – mas não tanto que deixe o cabelo pesado. Acho que os dois deixam o cabelo bonito, com brilho e cara de saudável, sabe?

Especialmente para quem, como eu, precisa desesperadamente de um corte de cabelo (haha)! Tive alguns meses bem corridos e acabei não conseguindo ir ao salão. E quem tem cabelo fino e descolorido como o meu, sabe como é terrível: as pontas vão ficando muito fracas e fininhas. Mas achei que eles seguraram legal a onda – estão definitivamente entre meus favoritos do ano.

Composição

natura ekos patauá

Preço e onde comprar

Dá para encontrar os produtos da linha Natura Ekos Patauá com as consultoras da marca, na loja física (tem em SP!) ou no site deles. O shampoo custa R$ 27,90 e o condicionador, R$ 29,90. Também dá para achar os outros produtos da linha, como tônico, máscara e óleo por lá.

 

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
1 Comentário: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários

Resenha: Emulsão Antipoluição FPS20 Drops of Youth da The Body Shop

The Body Shop acaba de trazer para o Brasil dois novos produtos da linha Drops of Youth. Um deles é a Emulsão Antipoluição que te mostro agora. A promessa é de um hidratante que ajuda a proteger da poluição e envelhecimento precoce da pele, com óleo de babaçu, soro de tomilho e buddleia. O produto é 100% vegano e tem FPS20.

Resenha: Emulsão Antipoluição FPS20 Drops of Youth da The Body Shop

Resenha: o que achei da Emulsão Antipoluição

Tem a pele oleosa como a minha? Então fuja para as colinas, porque essa emulsão não é para a gente. O creme é fluido e não tem toque pegajoso, mas não absorve e deixa o rosto brilhando desde o primeiro minuto de aplicação. Ao toque, sentimos que tem algo sobre a pele, mas o brilho, minha amiga, foi difícil ficar com a emulsão na pele durante os dias de teste. Acredito que pode ser um produto interessante para peles secas ou maduras, que normalmente precisam de mais hidratação, mas para a pele oleosa, o brilho realmente incomoda. Outro ponto que preciso comentar é o aroma forte de protetor solar, tem gente que não se importa, mas eu não curto esse cheiro. Ah, devo dizer que ele hidrata bem a pele!

Resenha: Emulsão Antipoluição FPS20 Drops of Youth da The Body Shop

Estou testando o peeling da mesma linha e curtindo bastante, logo volto para falar mais dela, mas infelizmente essa emulsão não rolou na minha pele oleosona.

Veja aqui os melhores hidratantes que já testei na pele oleosa.

Ingredientes da fórmula

Aqua/Water, Butylene Glycol, Octocrylene, Ethylhexyl Salicylate, Glycine Soja Oil/Soybean Oil, C12-15 Alkyl Benzoate, Dimethicone, Glycerin, Butyl Methoxydibenzoylmethane, Pentylene Glycol, Polyglyceryl-2 Stearate, Peg-8 Stearate, Cetyl Alcohol, Disodium Stearoyl Glutamate, Phenoxyethanol, Stearic Acid, Caprylyl Glycol, Palmitic Acid, Parfum/Fragrance, Pentaerythrityl Tetra-Di-T-Butyl Hydroxyhydrocinnamate, Linalool, Adenosine, Citronellol, Myristic Acid, Spiraea Ulmaria Extract, Sodium Hyaluronate, Orbignya Oleifera Seed Oil, Buddleja Davidii Extract, Thymus Vulgaris Flower/Leaf Extract – Thyme Flower/Leaf Extract, Limonene, Benzyl Alcohol, Crithmum Maritimum Extract, Eryngium Maritimum Extract, Citric Acid, Leontopodium Alpinum Callus Culture Extract, Xanthan Gum.

Preço e onde comprar

A emulsão com 50 ml custa R$155 e pode ser encontrada nas lojas The Body Shop e no e-commerce da marca.

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
8 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários

casa de pinterest

Quem acompanhou minha saga decorativa no antigo apartamento sabe que eu já tive uma meia parede amarela, dividida por uma espécie de friso branquinho em PVC, na sala de jantar (aqui dá para ver bem direitinho como era!). Aí, com a mudança para o novo endereço, botei na cabeça que queria fazer a mesma coisa no hall/sala de TV, só que dessa vez em rosa – geminiana é dose, não perde a chance de mudar completamente a decoração! hahahaha

O que eu não sabia é que existe um termo super procurado no Pinterest (acompanhem a gente por lá!) para esse estilo de pintura: half painted wall! Nas minhas pesquisas por referências, encontrei não somente milhões de imagens com essa ideia, mas também inspirações que incluem a porta da casa na jogada! Achei tudo tão maravilhoso que não tive dúvida: taquei tinta na parede e na porta!

Half painted wall (+ door!): referências

half painted wall

Tá, não foi exatamente assim, vai, hahahaha! Eu bem que poderia ter encarado a tarefa sozinha ou com a ajuda dos meus pais, mas confesso que andava tão cansada com as coisas da mudança que preferi contratar um pintor. Seu Osmar, minha descoberta de 2017 (quem estiver procurando um pintor caprichoso em Curitiba pode me pedir o contato nos comentários!), fez o trabalho lindamente em uma manhã. E ficou muito legal, sério. Tô apaixonada! <3

E como fazer?

half painted wall

Em primeiro lugar, é preciso definir se vai ser de fato uma meia parede colorida ou mais/menos do que isso. No meu caso, quis seguir um dos frisos do painel onde fica a televisão, de maneira que, conforme a linha se estendesse, a porta ficasse com um pedaço branco aparente. Isso acertado, começam as medições de altura a partir do chão para marcar a aplicação da fita – seu Osmar me disse que a melhor é aquela azul da 3M, porque não deixa escorrer tinta.

half painted wall

Aí é bom dar uma lixada na parede original e, em especial, na porta para começar a pintura com duas demãos (ou quantas precisar), intervalando as aplicações para secagem. Ah! E não precisa esperar muito para tirar a fita – diz que quanto mais úmida estiver a tinta, melhor! Dessa eu não sabia, para falar a verdade, mas funcionou por aqui! O bom é que dá para ver rapidinho o resultado.

O drama do rosa

half painted wall

Ok, que queria a parede e a porta em rosa eu já sabia. Na minha cabeça, o tom estava absolutamente decidido, então rumei à loja para simplesmente apontar no catálogo uma versão, digamos, materializada dele. Ledo engano. Ao olhar o catálogo, quase tive um surto psicótico, hahahaha! Tem MUITO mais tom de cor-de-rosa do que imaginava. Foi extremamente difícil escolher! Depois de muito pensar, comprei na louca uma lata de 3,6 litros do Rosa Menina, fabricado pela Suvinil.

Logo na lata, já achei a cor meio estranha, mas Deus no comando. Inquieta, pintei um quadradinho na parede para ver como ficava. Queria morrer de desgosto: a cor ficou completamente diferente! Devia mesmo ter feito a linha arquiteta e comprado só uma amostrinha de tinta, mas não, né. HAHAHAHA Como dinheiro não cresce em árvore, decidi pedir para o pintor clarear aquele rosa ~danoninho com tinta branca. Deu certo, mas lá se foram 2 litros de tinta (1 litro ele gentilmente me cedeu e o outro tive que sair correndo para comprar). Ou seja, tenho tinha cor-de-rosa estocada até 2025.

A verdade é que tinta é um treco complicado: fica de um jeito na tela do computador (naquela simulação de alguns sites, sabem?), de outro no catálogo e de um terceiro na parede. Ah, e depois de aplicada ainda muda horrores ao longo do dia, devido à incidência de luz! Ou seja, acertar não é nada mole mesmo.

O resultado

half painted wall

half painted wall

half painted wall

Meu coração diz que a parede poderia ter ficado mais clarinha, mas querem saber? Vamos nos desapegar dessas besteiras! Estou feliz de verdade com o resultado – ainda falta decorar com quadrinhos e frufrus, mas pelo menos já tem um espelho e uma prateleira com ganchos /no hall!

Se vocês se animarem com a ideia e fizerem em casa, prometam que vão marcar a gente na foto! Quero muito olhar como ficaram os ambientes!

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
15 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários