Coisas de Diva Coisas de Diva Coisas de Diva

Quem é nossa leitora já tem algum tempo deve se lembrar: no finzinho do ano passado fizemos uma série de posts diferentes elegendo nossos produtos preferidos de 2015. Como todo mundo ama uma listinha – inclusive a gente – resolvemos repetir o feito esse ano! Então a partir de hoje até dia 4 de janeiro teremos posts especiais com tudo que nós mais amamos em 2016, afinal, vocês sabem, né? Por aqui a gente não para nunca, então mesmo se estiver de férias, dá uma passadinha aqui para dividir com a gente também quais foram os seus favoritos, combinado?

Melhores produtos de 2016: base

Ahá, peguei vocês nessa, né? “Mas como assim, a Marina, louca da base levinha, escolhendo a DERMABLEND?”. Pois é isso mesmo, minha gente – não vou negar, a Liquid Halo ainda ocupa o número 1 no meu coração, mas para não me repetir, resolvi indicar aqui essa base que eu tenho usado direto ultimamente – em geral, eu misturo ela com outras bases e senhor, o efeito é sempre incrível! Ela deixa a pele aveludada e cobre muito bem – sinto que com ela eu consigo ‘transformar’ qualquer base mais natural em uma com mais cobertura mas sem perder a naturalidade, sabe? Custa em média R$ 123.

A base Matchmaster da MAC tem acabamento opaco e deixa a pele sem nenhum brilho. Ela tem textura leve e não deixa nenhuma sensação sobre a pele, nem de toque acetinado e nem melequento. Das 3 bases MAC que testei em 2016, é a que tem menor cobertura, de baixa para média. A cor que tenho é a 2.0, que é um pouco amarelada, mas acho que deu certo no meu tom de pele. Como ela é bem sequinha, tive a sensação que esta base deixou minha pele sem brilho por mais tempo. Mas nada assim extremamente milagroso, só uma ajudinha pequena mesmo. A resenha completa está neste link. A base Matchmaster da MAC com 35 ml custa R$ 171, está disponível em 12 cores e pode ser encontrada nas lojas da MAC e na loja virtual da Sephora.

Esse foi meu ano campeão em preguiça, minha gente! Por isso, tentei deixar minha vida mais prática com produtos bem simples de usar. Um excelente exemplo é a base, que em 2016 foi basicamente em pó (quando não usava um CC Cream!). A Beyond Perfecting, da Clinique, me ajudou muito no processo. No começo, me bati com a aplicação, mas depois que peguei o jeito foi muito maravilhoso! Prefiro usar a esponjinha que vem junto, só que com cuidado para não ficar muito pesado. Parece que ela segura a oleosidade pelo dia todo e, de quebra, cobre o rosto de maneira uniforme (nas olheiras e manchinhas uso um corretivo antes). Minha cor é a Alabaster. A base em pó Beyond Perfecting Clinique pode ser encontrada na Época Cosméticos, por R$ 185 – está mais barata do que no próprio site da Clinique, onde há disponível apenas uma cor a mais!

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
13 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários

Resenha: base luminosa Mary Kay

Mas ué, o que uma pessoa que tem pele oleosa está fazendo testando uma base luminosa feita para pele seca? Experimentando! A gente já está careca de saber sobre a base mate da Mary Kay, achei que seria curioso testar essa que é luminosa MESMO, com micro brilhos e tudo dentro da fórmula.

Resenha: base luminosa Mary Kay

Resenha: o que achei da base

Como a versão mate, a cobertura dela é bem boa e uma tantinho de nada já dá para passar no rosto todo. Ela é uma base para pele normal e seca, então não tem aquela sensação opaca e super seca, mas não deixa a pele pegajosa e melequenta. Achei até que meu rosto ficou com uma sensação aveludada. A cor que testei foi a Ivory que deu certinho pra mim.

Resenha: base luminosa Mary Kay

Cor Ivory.

Como dei o spoiler ali em cima, ela é bastante luminosa e até um pouco cintilante. Mexendo o rosto dá para notar os brilhos, parecendo até que tem iluminador na pele. Na VIDA REAL, achei esse acabamento ok, mas vi um vídeo onde estava usando a base, e senti que talvez ela tenha dado uma sensação de pele brilhando de oleosa, sabe? No vídeo abaixo tem tudo em movimento, me diz o que achou dela em ação.

Como moro numa cidade normalmente fria, todas as bases duram o dia todo no rosto sem precisar de retoque.

Achei uma base bem boa, mas existe essa questão dos brilhos que pode não agradar quem normalmente gosta de pele bem opaca.

Resenha: base luminosa Mary Kay

Sem base e com base.

Ingredientes da fórmula

Resenha: base luminosa Mary Kay

Preço e onde comprar

A base luminosa com 29ml custa R$ 64, está disponível em 14 cores e pode ser encontrada com as vendedoras da marca.

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
28 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários

Vocês se lembram que há um tempo fiz um post só com marcas que faziam maquiagens e cosméticos veganos? Pois bem, uma dessas marcas era a Baims, que tem sede aqui no Brasil e na Alemanha – eles fazem maquiagens orgânicas e me enviaram alguns produtos para eu conhecer. Entre eles estava a base Excellent Skin, que é a que eu mostro para vocês hoje:

excellent skin

Base Excellent Skin da Baims

A base Excellent Skin da Baims vem em uma embalagem bem bonita, com válvula pump e tampa de bambu. Ela promete atividade clareadora e tem também propriedades anti-idade e anti-inflamatórias. Segundo a Baims, a cobertura dela é média e o acabamento é luminoso, fresco e natural. É indicada também para peles maduras e está disponível em cinco tons.

excellent skin

A formulação dela é 100% natural certificada, vegan, com ingredientes orgânicos. Não contém derivados de petróleo (como óleo mineral e parafina), parabenos, formol, metais pesados (como chumbo e mercúrio), polietilenoglicóis (PEGs), triclosan, silicone, sulfatos, cloridrato de alumínio, acetato de tocoferol, talco, transgênicos (GMO), nanopartículas, produtos de origem animal, fragrâncias sintéticas nem corantes artificiais.

O que achei dela?

Eu recebi duas das cinco cores da base Excellent Skin para testar – a 1 Porcelana e a 2 Nude Claro. Consigo usar ambas, mas me dei melhor com a Nude Claro, que é um tom um pouco menos amarelado. Ela tem textura cremosa leve e um cheiro que é difícil definir – me lembra um pouco madeira. Não amo, mas o cheiro também não dura na pele, então não me incomoda em nada – como a base não tem fragrâncias sintéticas, acredito que seja por conta disso.

excellent skin

Eu tenho a pele bastante sensível especialmente à mudanças climáticas – se está frio, por exemplo, ela fica mais seca – e quando li a descrição dessa base, achei que ela seria ótima para mim, já que adoro cobertura mais natural e que não marque nas linhas finas do rosto. Só que no fim das contas não achei que ela é exatamente isso que a descrição diz. Não é que não tenha gostado dela, pelo contrário, gostei, sim, mas esperava algo diferente.

Ela não fica com acabamento fresco – eu achei que ela fica, inclusive, quase mate. Não fica 100% opaca, não, mas achei ela mais seca do que luminosa. E achei que marcou um pouquinho algumas linhas que tenho, tipo as do bigode chinês, então imagino que em quem tem peles mais maduras ela marque ainda mais – mas lembrando, tenho pele um pouco seca, então talvez tenha sido isso.

excellent skin

Por outro lado, tirando essa questão das linhas finas, eu achei a cobertura dela muito boa – ela cobriu bem sem deixar aspecto pesadão e eu gostei muito do resultado final da maquiagem com ela, achei que a pele ficou bonita, fina. Usaria ela para ir a um casamento ou evento mais arrumadinho.

Composição

excellent skin

Preço e onde comprar

A embalagem de 30 ml da base Excellent Skin da Baims custa R$ 125 – dá para comprar direto no site deles (e sei que outros sites, especialmente os de maquiagens mais naturais, vendem também).

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
13 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários

ruby rose

Ahá, olha só quem apareceu por aqui, a base do momento, da Ruby Rose! Ela ficou super famosa nas últimas semanas por prometer alta cobertura e acabamento mate. Fiquei curiosa para testar e eis aqui minha opinião sobre ela:

Base Matte Ruby Rose

ruby rose

A Base Matte Ruby Rose, como indica o próprio nome, promete textura mate na pele e cobertura alta. Ela vem numa embalagem de bisnaga com 29 ml. Pelo que vi, existem 9 ou 10 opções de cores, a que eu comprei é a L2, a segunda mais clara.

O que achei dela?

Vamos começar pelo óbvio: eu já sabia disso, muita gente me disse que eu não curtiria essa base porque ela promete alta cobertura e acabamento mate, e eu gosto de produtos mais leves. Mas eu sou curiosa, queria porque queria testar – e como ela é barata, eu não tinha muito a perder. Comprei a cor L2 porque chutei que seria a minha, mas não é – ela é bem amarelada, e como tenho o tom de pele muito rosado, ela fica parecendo muito clara e amarela em mim. Se fosse comprar novamente, acho que compraria a L3.

ruby rose

A base é bem cremosa, tem um cheiro agradável e é fácil de espalhar (tenho aplicado com os dedos mesmo, ou com esponjinha). Ela realmente tem uma cobertura muito alta e é mesmo bem sequinha, como vi nas milhões de resenhas que tem dela na internet – para mim, que gosto de cobertura mais leve, ela não é o tipo de base que eu vou usar no meu dia a dia. Mas não desgostei dela, não – pelo contrário, achei que o acabamento na pele fica bem bonito.

Aproveitei para testar justamente nos dias quentes que tivemos aqui em Curitiba na última semana, quando qualquer pele fica mais oleosa, e gostei dela. Ela transfere um pouco, sim (outro dia estava usando ela e falei ao telefone por alguns minutos, quando desliguei a tela do celular estava bem maquiadinha, risos), mas não deixa aquela sensação de pele melequenta nem oleosa. Não é o produto que eu usaria para um programa mais casual, no meu dia a dia, mas usaria para algum evento que pedisse maquiagem mais carregada sem problemas. Mas, se você gosta de alta cobertura, vai com fé.

ruby rose

Ah, também não usaria ela no inverno porque no frio minha pele fica bem ressecada – tenho impressão de que marcaria muito as linhas de expressão e me deixaria com aparência envelhecida.

Composição

ruby rose

Onde comprar

Dá para comprar a Base Matte Ruby Rose em perfumarias – sei que em São Paulo dá para achar nas lojas da 25 de Março, aqui em Curitiba eu nunca vi em lojas físicas (mas uma amiga me avisou que tem na Sul Center da Praça Generoso Marques, no Centro, no 2o andar – mas diz a lenda que acaba rapidinho) – ou online, eles tem uma loja virtual e tem vários vendedores no Mercado Livre que vendem também. Foi lá (no Mercado Livre) que comprei a minha, mas não recomendo muito o vendedor, então não vou linkar aqui. O preço pode variar bastante, desde R$ 5 até R$ 15.

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
33 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários