Base Dermablend da Vichy, o retorno

Marina Fabri POR Marina Fabri
Gostou?
| Este post está dentro das categorias: MaquiagemResenha
Curte aqui:

A Dermablend já é uma velha conhecida das brasileiras – a base da Vichy era vendida no Brasil há um tempo, mas foi retirada do mercado. E a notícia boa é que agora ela voltou – foi justamente isso que aguçou minha curiosidade em testá-la. Já tinha ouvido falar muito bem dela, mas ultimamente, como ela voltou a ser assunto em vários blogs, achei que era a oportunidade ideal para comprar e testar, uma vez que estou na França e aqui os produtos da Vichy são bem mais baratos.

Dermablend

E aqui está ela! A embalagem da minha é preta porque eu comprei aqui em Paris – pelo que vi, a embalagem da versão brasileira é branca, mas por enquanto (já que não tive acesso à versão brasileira) não sei dizer se há diferenças na fórmula. Além disso, essa questão da cor das embalagens é meio confusa, porque já vi também por aqui a embalagem branca.

Dermablend da Vichy

dermablend

A Dermablend é uma base que promete alta-cobertura mas com textura leve, acabamento mate mas sem marcar linhas de expressão e longa duração (16 horas). Ela tem pigmentos concentrados para corrigir melhor as imperfeições da pele e FPS 35, além de ser não-comedogênica e indicada para peles sensíveis. Vem em bisnaga e é bem cremosa.

Para quem tem pele oleosa, a Sá mostrou a base da Dermage nesta resenha. Vale a pena ler.

Dermablend: o que achei dela

Bom, quem está sempre por aqui já deve saber que as características dela (alta cobertura, efeito mate) não são as que eu costumo procurar numa base. Tenho preferência pelas de cobertura mais leve. Mas como essa base é muito amada por muita gente – e a descrição dela ainda diz que “não dá efeito máscara”, resolvi arriscar.

dermablend

Comprei a cor 25, Nude, que é a segunda mais clara vendida aqui. Como vocês podem ver, ela fica ligeiramente mais amarelada que meu tom de pele, mas já estou acostumada a isso, acontece com a grande maioria das bases haha, e uso sem problemas. A cobertura é realmente bem alta, tanto que da primeira vez que usei, super me estranhei – coloquei uma gota no dorso da mão e depois fui espalhando com pincel. Acabei com produto demais no rosto, não conseguia espalhar bem e não gostei do efeito, achei muito pesado e melequento, parecia que não secava nunca.

Aí fiz o que sempre faço nesses casos: comecei a aplicar menos, cada vez menos. Aí sim me acertei com ela. Aplico um tiquinho de nada e ela cobre tudo – nem chego a colocar produto na mão, simplesmente aperto um pouquinho o tubo, pego o produto e espalho. Assustador o quanto ela rende! Depois de alguns dias, já estava amando. Aplicando pouquinho o efeito fica super bom. Não deixou a pele oleosa, apesar de eu achar que ela não tem efeito 100% mate (o que, pra mim, não é um efeito negativo). E realmente dura muito na pele – não cheguei a ficar 16 horas com ela, mas umas 12 horas acho que estão garantidas.

dermablend

Eu tenho bastante sardas no rosto, apesar disso nem sempre ficar aparente – elas aparecem mais quando tomo sol, só que nunca tomo sol, então na maior parte do tempo elas não ficam visíveis (eu uso protetor solar, sim, mas elas aparecem mesmo assim – e honestamente não me incomodo muito). Como o verão por aqui está bem quente, elas acabam surgindo, e a base cobriu tudo.

Fórmula e onde comprar

Aqui em Paris, paguei cerca de 15 euros pela minha. Pelo que vi, no Brasil ela está custando entre R$ 100 e R$ 130 e pode ser encontrada em farmácias que vendem linhas de dermocosméticos (Panvel, DrogaRaia, Nissei, etc). Alguém já encontrou?

dermablend

(como disse lá em cima, essa é a lista de ingredientes da versão francesa da base).

Base Liquid Powder Dermage: testei na pele oleosa!

Sabrina Olivetti POR Sabrina Olivetti
Gostou?
| Este post está dentro das categorias: MaquiagemPele oleosaResenha
Curte aqui:

Base Liquid Powder Dermage: testei na pele oleosa!

Sabe a caixinha de pedidos de resenhas ali na nossa barra lateral? Ela super funciona e foi por ali que vi que muitas meninas queriam a resenha desta base por aqui. Pois então, aqui está.

Base Liquid Powder da Dermage

A Dermage ressalta que a base tem textura leve e fluida,  livre de óleo, ação de hidratação, FPS 45 e complexo antioxidante atenuando linhas finas. A promessa é também de cobertura média e de longa duração com pigmentos de alta tecnologia, que se adaptam à pele, disfarçando as pequenas imperfeições. Segundo eles  o resultado é uma pele tratada, com textura e tom uniformes e livre de brilho. O produto é indicado para peles mistas e oleosas.

Base Liquid Powder Dermage: testei na pele oleosa!

Resenha: o que eu achei da base Liquid Powder da Dermage

Desde que esta nova geração de bases começou a ser vendida, testei algumas marcas e te conto que nunca me animei muito. A ideia da textura leve é genial, mas a baixa cobertura e sensação siliconada não fizeram minha cabeça.

Falei tudo sobre a nova geração de bases neste post e aqui, vale a pena ler para saber tudo sobre esta nova tecnologia. Também já fiz a resenha da base Fusion Ink da YSL, que tem mais ou menos a mesma proposta, assim como Marina já falou sobre Air de Teint da Lancôme.

Mas a boa notícia é que esta base da Dermage, mesmo com textura bem leve, tem cobertura média, o que é ótimo para quem possui manchinhas na pele como eu. Como dá para ver nas fotos, ela é super líquida, por causa disso, vem com gotas para diminuir a bagunça na hora de aplicar. Ah, ela não tem a textura semi siliconada como das outras bases desta modalidade que testei.

Base Liquid Powder Dermage: testei na pele oleosa!

Sem nada, com base e maquiada.

A marca sugere 3 gotas na aplicação, mas acredito que uso umas 8 para cobrir o rosto todo. Ela espalha fácil e não esfarela. A sensação na pele é de cobertura aveludada, não pegajosa, não oleosa e sem brilho. Logo que aplicada, a base deixa a pele semi mate e ao longo do dia ajuda a controlar um pouco o brilho do rosto. Vale dizer que ela não craquela nas linhas de expressão.

O acabamento na pele é natural, não parece que estamos com algo no rosto, entende? A pele fica uniforme e com as manchas disfarçadas. Resumindo, gostei bastante desta base e mesmo sendo cara pra caramba, acho que foi uma das bases que mais gostei nos últimos tempos. Ainda não ganha da minha queridinha Touche Eclat da YSL, mas é uma boa opção para quem tem pele oleosa.

O problema é: só existem duas tonalidades à venda, o que é uma bela de uma vergonha! A minha é a Cor 2.

Também com esta proposta, já testamos a base Maestro da Armani, a Nude da L’Oreal e a Dream Wonder Nude da Maybelline.

Base Liquid Powder Dermage: testei na pele oleosa!

Comprei a cor 2.

Ingredientes da fórmula

Base Liquid Powder Dermage Ingredientes da fórmula

Preço e onde comprar

A base Liquid Powder da dermage custa R$110 e está disponívels nas lojas e e-commerce da marca.

Pele oleosa: Base em pó 2 em 1 quem disse, berenice?

Sabrina Olivetti POR Sabrina Olivetti
Gostou?
| Este post está dentro das categorias: MaquiagemNacional
Curte aqui:

Pele oleosa: Base em pó 2 em 1 quem disse, berenice?

Que tal uma base e um pó em um único produto específico para pele mista ou oleosa? Esta é a proposta desta maquiagem da quem disse, berenice?.

Base em pó 2 em 1

A ideia é de um produto com cobertura de base e acabamento mate de pó. Teoricamente a base ajuda a controlar o brilho da pele, tem fps 25 e alta proteção contra os raios uva+++. Ela é indicada para quem tem pele oleosa, mista ou normal.

Pele oleosa: Base em pó 2 em 1 quem disse, berenice?

Conheça as melhores bases que já testei para a pele oleosa.

O que eu achei da base em pó 2 em 1 da quem disse, berenice?

Como nossas meninas pediram resenha, fui até uma loja comprar esta base em pó. Porém, mesmo tendo 8 opções de tons, tive a grande capacidade de comprar a cor errada. Vamos todos dar parabéns para a Sabrina!  Acabei levando a 22/D-E, mas ela ficou muito escura e amarela para mim – como comparação, uso C2 da MAC. Dito isso, achei que a base dá sim um acabamento mate na pele e ajudou a oleosidade a ficar um pouquinho mais tempo longe do rosto (tenho a pele bastante oleosa).

Mas a cobertura dela é bem baixa, para conseguir uma cobertura média na pele, ela precisa ser aplicada com esponjinha ou com generosas camadas com o pincel. Mesmo assim achei que as manchas do meu rosto ficaram bem aparentes. A base em pó transfere um pouco.

Pele oleosa: Base em pó 2 em 1 quem disse, berenice?

Sem nada, com a base em pó e levemente maquiada. Sim, sim, comprei a cor errada!

Ela é uma boa base para pessoas de pele oleosa que não tem muitas manchinhas no rosto. Para mim, acho que só vai funcionar mesmo como um pó matificante por cima de outra base, para isso ela será uma mão na roda.

Comparando com a Studio Fix da MAC, acredito que esta é um pouco mais transparente que da marca estrangeira.

Pele oleosa: Base em pó 2 em 1 quem disse, berenice?

Preço e onde comprar

Comprei por R$53,90. Você encontra no e-commerce da marca ou nas lojas da quem disse, berenice?

Ingredientes da fórmula

Pele oleosa: Base em pó 2 em 1 quem disse, berenice?

Base Fusion Ink YSL

Sabrina Olivetti POR Sabrina Olivetti
Gostou?
| Este post está dentro das categorias: MaquiagemResenha
Curte aqui:

Tempos atrás comentei sobre a nova geração de bases que estão surgindo por aqui, lembra? São bases super leves, que praticamente não adicionam textura na pele mas mesmo assim, uniformizam o tom do rosto.

Nessa linha já mostramos a Maestro da Armani, a Nude da L’Oreal, a Dream Wonder Nude da Maybelline a e Air de Teint da Lancôme. Hoje é a vez de te mostrar a versão da Yves Saint Laurent.

Como suas primas, a promessa é de textura levíssima, com acabamento mate por 24 horas e absorção da oleosidade do rosto. A base tem FPS 18 e está disponível em 21 tons.

O aplicador dela é diferentão e deve ser usado com parcimônia e diretamente no rosto. Até arranjei este vídeo abaixo para mostrar como a marca recomenda que seja usado só um poquinho de nada de base. Eu mesma estava usando muito produto e não curtindo o resultado.

A base é realmente levíssima e depois de aplicada proporciona uma sensação de pele aveludada e sem brilho. Ela não é oleosa, nem pegajosa e não transfere. Mas como é a proposta deste tipo de base, tem cobertura bastante leve.  Ela uniformiza o tom do rosto, mas não chega a cobrir minhas manchas. Quem não procura tanta cobertura e tem pele oleosa, vai adorar este base. Já quem procura por cobertura alta, pode deixar para lá. A sensação e a textura no rosto é de como não tivesse nada sobre a pele.

Infelizmente a história de acabamento mate por 24 horas não deu muito certo. Neste verão minha pele está ainda mais oleosa que o normal e no final do dia a testa já estava bem brilhante. Ou seja,, a base não controlou a oleosidade por tanto tempo assim.

Eu gosto de usar a Fusion Ink no dia-a-dia para dar uma aparência mais decente ao meu rosto, mas com a sensação de que não estou usando nada. Sabe aquela maquiagem “não não, não estou maquiada, acordei assim mesmo”? Então, é isso que essa base faz. Quando a testa começa a brilhar, uso aqueles lencinhos removedores de oleosidade.

Para as bases YSL, uso a cor BR30 que tem fundo rosado. Como comparação, uso C2/C3 da MAC.

Sem maquiagem, com a base e maquiada (sem pó).

A base custa US$45 e infelizmente ainda não está à venda no Brasil.

Ingredientes: Octinoxate Dimethicone, Cyclohexasiloxane, Isododecane, Alcohol Denat, Vinyl Dimenthicone/Methicone, Silsequioxane, Crosspolymer, Phenyl, Trimethicone, Disteardimonium Hectorite, PEG-10 Dimethicone, Synthetic Fluorphlogopite, Water, Propylene Carbonate, Disodium Stearoyl Glutamate, Silica Silyate, Fragrance, Calophyllum Inophyllum Seed Oil, Aluminum Hydroxide, Benzyl Alcohol.

Quer ver o conteúdo mais antigo? Navegue em posts anteriores!
Página 1 de 2212345