Coisas de Diva Coisas de Diva Coisas de Diva

Antes de qualquer coisa: você já é inscrita no nosso canal no Youtube? Em caso negativo, vou te dar 3 razões pelas quais vai adorar ser:

#1 Agora estamos postando vídeos 6 vezes por semana (!!!), o que significa que tem dois vídeos de cada autora semanalmente para você assistir!

#2 Quando é inscrita e ativa as notificações, receberá sempre um aviso de quando sair vídeo novo, assim não perde nadinha!

#3 Lá no canal somos super gente como a gente, que nem aqui no blog! Os temas são mais ou menos os mesmos, com a diferença que dá para você nos conhecer ainda melhor.

Dito isso, vamos lá! Recentemente, coloquei no ar dois vídeos reflexivos, do mesmo jeitinho que faço por aqui – o que muda é que espero fazer você sentir que está ainda mais pertinho de mim, como numa conversa entre amigas! O intuito é compartilhar minhas descobertas de vida e receber outras opiniões, relatos e dicas de volta. Adoro mesmo fazer essa troca! <3

Nesse vídeo, conto como um episódio aleatório da série Black Mirror veio a calhar com o que tenho pensado sobre a postura das pessoas na internet hoje em dia. Afinal, a quem estamos querendo agradar quando insistimos em mostrar só o lado aparentemente perfeito de nós? Dê o play e veja meu raciocínio!

Aqui, abro o coração para falar um pouquinho dos meus sentimentos em relação a mim e aos outros nesses mais de dois anos estando solteira. Inclusive, é nesse vídeo que conto uma decisão importante que tomei em relação ao assunto – para acompanhar, basta assistir agorinha!

Como comentei, minha ideia é ir mesclando esses vídeos mais pessoais e de reflexões com aqueles que eu sei que você também adora: vai ter maquiagem, vai ter cosméticos, vai ter perfume… Fique tranquila! Vou variar bastante, combinado?

Espero que os temas colocados aqui façam você parar para pensar nesse domingo! Beijo grande e bom descanso. 🙂

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
20 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários
Nos conte o que tem a dizer

Para usar avatar, cadastre-se com seu email em gravatar.com
O que nossas divas já nos disseram
  1. Gabi Bastiani

    Thais, simplesmente os vídeos foram perfeitos para mim no dia de hoje… ontem estava pensando exatamente sobre depositar nossa felicidade nas atitudes dos outros e ficar esperando ações.

    Obrigada!!! vc é maravilhosa…
    beijo!

  2. Raíssa

    Uma conversa que eu sempre tenho com as minhas amigas é sobre essa questão do padrão. Sobre modelos de insta/facebook, com cabelos loiros e deslumbrantes, narizes finos, corpos magros e vidas maravilhosas. Nada contra: elas merecem toda a atenção que recebem, mas nós queremos mesmo isso? Modificar nosso corpo e nos esforçarmos para sermos mais padrão? Sabe por que eu não gosto disso? Porque o perfeito tem muito pouco espaço de manobra, é muito quadrado. Você tem que ter peitão, tem que ser magra, tem que ser alta, tem que ser branca, tem que ter nariz fino, tem que usar maquiagem, tem que ter cabelo loiro e comprido. Qual é a graça de receber atenção se você não pode mostrar a sua individualidade por meio da aparência? Se há tão pouco espaço para ser o que se é?
    Eu não sou padrão, sou o que chamam de “mediona”. Meu cabelo é castanho e às vezes está armado. Eu não uso maquiagem no dia a dia e, às vezes, tentando dar conta do estágio, da faculdade, de vários projetos de estudo e de pesquisa, ou mesmo das minhas inseguranças pessoais, eu apareço com olheiras fundas e cara de cansada. Meu nariz é grande (tipo árabe) e torto. Meu peito é pequeno. Eu uso roupas consideradas alternativas e volta e meia alguém tira um sarrinho.
    Eu poderia pôr silicone, descolorir tudo, estar sempre maquiada, fazer plástica no nariz, modelar o cabelo, ir à academia mais vezes por semana e abandonar meu estilo esquisito para usar roupas da moda. Eu com certeza teria mais curtidas e, talvez, chamasse mais atenção de homens que estão interessados nesse tipo de beleza. Mas eu não quero. Eu vou fazer isso para agradar quem? Essa sou eu.
    As pessoas podem ser imperfeitas de milhares de maneiras diferentes, enquanto o perfeito só pode ser de um jeito. A graça está no diferente, nos traços únicos. Se não há um desejo em se encaixar, não vale a pena se esforçar tanto para anular a própria individualidade.
    Nada contra quem faz essas coisas todas (eu mesmo faço várias delas e cada um é livre para modificar o corpo do jeito que quiser), mas acho que precisamos abstrair um pouco dessas pressões sociais que nos cobram adequação o tempo todo.

    • Wladia

      Simplesmente sensacional !!! Depoimento maravilhoso

    • samela

      Nossa Raíssa texto lindo e verdadeiro!!! Estou com vc, a melhor forma de viver a vida é sendo nós mesmas, sem se importar com padrões! Cada um é único e especial da forma que é, não devemos cair nessa armadilha de viver constantemente tentando nos adequar ao que a mídia mostra como certo, como bonito e desejável, pois isso são rótulos que nos reduzem a robozinhos consumistas e aniquilam nossa vontade própria e nossa individualidade.

  3. Michele Marques

    Olá Thais,
    Me identifiquei demais com seu vídeo. Tenho 36 anos e estou solteira há há alguns anos, após um relacionamento de 12 anos no qual muito contribuí para que não desse certo… Também conheci pessoas estranhas rsrsrs, mas sei que também não estava bem. Ainda estou procurando me conhecer melhor, entender quem sou e me tornar alguém mais feliz, menos insegura e mais bem resolvida para também atrair bacana. Sei que a idéia é não esperar, deixar as coisas acontecerem, mas é difícil rsrs. Exiate um sentimento de inadequação quando não estamos com alguém, uma cobrança um tanto cruel das pessoas que nos rodeiam, além daquele receio de não encontrar ninguém, continuar sozinha
    Acredito muito na lei de atração, por isso penso que preciso focar antes em mim e procurar entender o que de fato espero, porque são tantas as expectativas dos outros que cheguei num momento que está difícil identificar o que quero e o que os outros esperam de mim…
    Seu depoimento corajoso e franco me emocionou, não é muito fácil se expor assim né?
    A mim ajudou demais te ouvir, inclusive clareou alguns pontos obscuros nessa minha auto avaliação e esforço pela melhoria e felicidade, digo a felicidade de ser eu mesma e aprender a superar limitações para viver em paz.
    Um beijo e que seja muito produtiva sua busca por dias mais risonhos 🙂

  4. Wladia

    Thais vc com seus pensamentos reflexivos… rs só nos ajudam a melhorar como pessoas !!! Amo amo amo bjs

  5. ALINE PRADO

    Thais, eu entro no blog, todos os dias, não sou muito de comentar, mas hoje vim agradecer pelo segundo vídeo. Era exatamente a reflexão que eu estava precisando. Obrigada e parabéns pela coragem e naturalidade ao tratar de relacionamentos aqui no blog Beijos!

  6. Jaqueline Marques

    Vocês são lindas e sempre me surpreendem positivamente. Acompanho o blog há MUITOS anos (confesso que não sou o tipo de leitora que sempre comenta) e cada vez mais vocês em encantam mais pelas mensagens positivas, por serem gente como a gente, por sempre falarem a verdade mesmo em posts patrocinados, pela postura de vocês com as leitoras entre tantas outras coisas. Eu só posso agradecer por manterem esse espaço sempre dessa forma maravilhosa. Obrigada.
    Beijos

  7. Milena

    Thais, seu vídeo foi inspirador. Em diversos momentos me senti da mesma forma e vejo hoje com outros olhos alguns problemas nos meus relacionamentos. Acho que isso se deve ao amadurecimento que naturalmente surge em nós ao longo dos anos. Ficar sozinha fez com que eu percebesse o que era realmente importante na minha vida. Agradeço suas palavras e parabenizo por ter coragem de falar e dividir abertamente conosco seus sentimentos. Foi importante pra mim 🙂

  8. deise

    Thais, concordo plenamente com seus videos, realista, pe no chao e com aceitacao!!! Vc soube descrever super bem em ambos videos! Parabens!!!!! arrasou, uma diva ne!!!

  9. deise

    Thais, concordo plenamente com seus videos, realista, pe no chao e com aceitacao!!! Vc soube descrever super bem em ambos videos! Parabens!!!!! arrasou, uma diva ne!!! Parabenizo a iniciativa de falar abertamente sobre esses assuntos!

  10. Vanessa

    Obrigada Thais, seu vídeo sintetizou muito de como penso e estou me sentindo no momento! Por muitas vezes o que é mais complicado é explicar para os outros (amigos, família) essa fase mais sozinha e como isso pode ser positivo, infelizmente a cobrança por um relacionamento ainda é grande.
    Faça mais depoimentos assim.
    Um beijo

  11. ANDREA GERLACH

    Thais excelentes reflexões! acredito que o caminho para viver em paz consigo é nao se cobrar e se sabotar comparando-se aos padrões, isso dá uma leveza quando colocamos em prática, ah se dá!
    sobre relacionamentos, eu também escolhi não perder meu tempo com relações vazias que não me faziam bem. Dessa forma, também vejo a dificuldade da sociedade em aceitar que apesar de estar solteira você não necessariamente está disponível daí nem perco tempo explicando, saio pela tangente! parabéns pelo Blog, acompanho há anos porque vcs são demais! 🙂

  12. Márcia Daniella

    Acima de tudo o melhor pra nossa vida é o sentimento de plenitude. Somos seres únicos e não deveríamos precisar de outra pessoa pra nos sentirmos completos. Reconhecer isso é o primeiro passo para a maturidade emocional. Ameiiii seu vídeo!

  13. Voce arrasa em suas reflexões
    Grande beijo

  14. Monique

    Thaís, amo suas reflexões!! Ainda não vi os vídeos, mas verei hoje assim que chegar do trabalho. Continue postando vídeos e textos nessa temática!

    beijoo

  15. Natália

    Adorei os vídeos Thaís ! Eu também estou nessa vibe mas as vezes eu não sei o que mais posso fazer para buscar esse auto-conhecimento . Eu faço terapia já tem um tempo mas sinto que não têm sido suficiente. Vc podia falar em um próximo vídeo o que você tem feito para alcançar isso.

  16. Bárbara Ruschel

    Amei os vídeos!

  17. sempre me identifico demais com essas reflexões/vídeos.

  18. Miriã Andrade

    Adorei os vídeos e suas reflexões, Thais, como sempre inspiradoras, fazem a gente pensar bastante, obrigada! 😉