Coisas de Diva Coisas de Diva Coisas de Diva

Alô, alô você que se lembra daquele post em que comento minha primeira experiência no universo dos coletores menstruais! Voltei para fazer uma espécie de update da situação – esses últimos meses foram bastante reveladores depois de eu ter insistido no uso!

Se você já era mais escolada no assunto naquela época, percebeu que todas as minhas inseguranças eram coisa de gente que ainda tava começando (#susanavieira, hahahaha). E, se você nunca tinha usado, aposto que ficou curiosa para ver como se sentiria, se passaria pelas mesmas coisas que eu!

Mas esse post é dedicado a você que desistiu no meio do caminho. Não quero mudar a sua ideia da coisa toda, só gostaria de passar uma mensagem de alguém que, milagrosamente (gêmeos, né, more, sempre fogo de palha), persistiu e está bem feliz!

A verdade é que as situações de estranhamento pelas quais passei são absolutamente normais – é como diz aquela máxima: a prática faz a perfeição! E agora, alguns ciclos depois, estou muito confortável com minha duplinha de coletores menstruais.

coletores menstruais

Esses coletores são da Lunette – tem post aqui contando tudinho sobre eles!

Há poucos dias, veio mais uma vez minha menstruação e eu tinha esquecido de ferver os copinhos para começar a usá-los. Tive que apelar para o absorvente comum, um dos últimos que tinha em casa (porque realmente nunca mais comprei). Meu Deus, que pesadelo!

É bizarro pensar que quando desconstruí a ideia de usar absorventes, trocando pelos coletores menstruais, achei que esses é que eram os esquisitos. Não sei, de verdade, como vivi até um tempo atrás usando aquele treco colado na minha calcinha, sentindo o fluxo (no pior sentido da coisa, hahahaha) e me desesperando para ir trocar.

O único absorvente que usei desde que mudei a lógica me deixou alérgica, incomodada, até mesmo meio irritada – desacostumei. Aí, já com os meus copos limpinhos, escolhi o menor, que costumo pôr no comecinho da menstruação e, juro, voltei a viver feliz.

Primeiro porque cada ida ao banheiro não é mais uma sessão – gasto menos papel higiênico, sem falar dos trocentos absorventes que antes colocava nesse mundão. Segundo porque é simplesmente incrível sair do banho de boa e usar uma toalha branca (sim, BRANCA) sem preocupação nenhuma. E terceiro porque, como tenho um fluxo tranquilo, fico por horas sem pensar que estou naqueles dias.

coletores menstruais

Aqui, a Sabrina mostra as diferenças entre duas marcas de coletor menstrual: InCiclo e Fleurity!

Ainda não fui à praia de coletor, mas tenho certeza de que vou tirar de letra. Mas já fiz exercícios, saí de casa várias vezes, enfim, vivo muito normalmente, o que me sugere que está tudo dando bem certo! Além disso, colocar e tirar anda mais tranquilo do que antes. Por meio de alguns vídeos, como esse, descobri novas dobras e fui testando até entender a que melhor se adaptou a mim.

Mesmo no dia em que rolou um vazamento (atenção, o primeiro em meses) que manchou uma das minha calças preferidas (grrr!), eu não pensei em desistir. Quando fui conferir o fluxo, descobri que foi ele que saiu do meu normal. O corpo tem dessas coisas, mas em geral os coletores menstruais destacam sua previsibilidade e ainda ajudam você a se conhecer melhor.

Juro que nenhum mosquitinho me picou, é que estou feliz mesmo e acho importante contribuir com essa visão caso você tenha deixado os copinhos de lado por alguma insatisfação inicial! Não desista deles, continue! Muita coisa na sua relação com o próprio corpo e a vida vai mudar. <3

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
42 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários
Nos conte o que tem a dizer

Para usar avatar, cadastre-se com seu email em gravatar.com
O que nossas divas já nos disseram
  1. Márcia Daniella

    Ótimo post sobre o assunto. Bem motivador

  2. Danielle

    Na praia vou vai amar mais ainda, não precisa correr pra trocar o absorvente depois de entrar na água, nem se preocupar se o fio tá pra fora! hahaha.

  3. Raissa Bellei Folador

    Que bom ler isso! Eu demorei 4 ciclos (juro) pra me adaptar. Vazava sempre e eu sentia incômodo com o inciclo, até descobrir a melhor forma (e a correta) de pôr e a usar ele do avesso pro cabinho não me doer. Copinho é só amor!! E eu amo esse blog e vcs 3 :*

    • Do avesso? Menina, essa eu nunca tinha ouvido falar! Porque assim, dá pra cortar o cabinho como a Sá fez pra ele não beliscar também!

  4. Eu comprei um holy cup! Já ouviu falar? Eu gosto muito e, apesar de não ter aposentado de vez os absorventes, fiquei muito satisfeita com as BOAS NOITES DE SONO que ele me proporcionou! E quanto aos banheiros sem a pia perto, que também era a minha preocupação, na hora tiramos de letra, né?! Adoro acompanhar os snaps das peripécias da Thais e as receitinhas da Sa! Um grande beijo pra vocês três!

  5. Sara Oliveira

    Amei essa ideia , incrível vou testar com certeza . Há achei vídeos sobre o assunto em português no You Tube são ótimos vale a pena dar uma olhadinha .Obg CD!!!!!!

  6. Lindona
    eu acho que ao teia coragem de usar
    mais seu post desde o primeiro esta mega explicado
    bjs linda

    • Mas por que, gata? Não se sente confortável? Eu também achava que não me sentia até experimentar – depois disso me acostumei e foi só sucesso! 😉

  7. Debora

    Uso o meu InCiclo há quase dois anos e amo! A parte de não sujar toalha depois do banho é muito verdade ahahahah! Nem lembro que estou menstruada com ele e depois que a gente se adapta é bem fácil pra colocar e tirar, não incomoda, não vaza… Só me arrependo de não ter descoberto o coletor antes! Depois dele a gente vê o absorvente comum como algo bem bizarro mesmo hahahah

  8. Paula Tonkio

    Que bom que não desistiu! Estou usando ha um ano o holycup e não troco por nada!
    Já fui pra piscina, uso durante os exercícios e a melhor funcionalidade de todas sem cheiro e contato a todo o momento com sangue! Ate hoje só tive dois vazamentos, um noturno (bem pouco) e um no fim do dia por que o fluxo aumentou.
    Amo também o fato de poder colocá-lo antes da menstruação chegar, no dia que sei que vira coloco ele cedo e não tenho que me preocupar em.ficar toda hora indo no banheiro pra ver se desceu.

  9. Arashi

    Que bom que insistiu, Thaís! Não é mesmo fácil. Depois que acostumei, fiquei pensando como não conheci esse trem antes. Tenho até que me policiar, porque ele é tão imperceptível e o meu fluxo não é muito intenso, que quase passo das horas recomendadas com ele.
    Pra mim, o único porém é que não dou conta de usar nos primeiros dias, em que o fluxo é um pouco maior, no pilates. Vi que meninas usam sem problema, mas já tentei e vazou mesmo 🙁 Na água não tem problema nenhum.
    Uma pena que todas não possam se beneficiar disso. Contei pra minha depiladora e ela contorceu a cara numa expressão de agonia! Ela disse que não suporta sequer olhar pro sangue no vaso sanitário ou no absorvente, muito menos encostar nele, sendo que dobra rapidamente o absorvente de olhos fechados com desespero dessa possibilidade. Só rimos no final, pois ela já viu “as intimidades” de tantas mulheres, porque não ter intimidade com “as intimidades” dela mesma?

    • HAHAHAHAHA, que doideira isso! Mas eu acho que o coletor muda muito a relação com o nosso corpo. As coisas ficam mais naturais, sei lá!

  10. Miriã Andrade

    Com certeza esse é mais um incentivo para começar a usar! 😉

  11. Taise

    Depois de muito ler os posts e comentários e vídeos e Td comprei o holycup e vou experimentar esse mês. Espero de verdade me adaptar pq deve ser outra vida! Adoro vcs!

    • Vai dar certo, sim! No comecinho pode ser que você fique meio assim com algumas coisas, mas é o que disse no post: insista! <3

  12. Nana

    Comprei o Holy Cup ano passado e eu o amo!
    O momento que eu notei que nunca iria trocar meu copinho por absorvente foi durante o show do Pearl Jam ano passado. Saí da minha casa 10h para pegar o ônibus da excursão. Voltei pra casa 5h da manhã. Todo esse tempo eu não precisei tirar o copinho. Imagina, perder metade daquele show maravilho tentando sair da multidão pra ir ao banheiro pra trocar absorvente?? J A M A I S!

  13. Thais

    Oiiii, ascendente em gêmeos também conta… rsrs… Tentei por 3 ciclos e não me adaptei… 🙁 No primeiro deu certo com o inciclo grande, no segundo me deu muita cólica e vontade de urinar, no terceiro comprei o meluna pequeno para colo baixo e para quem pratica exercícios como pilates, Yôga… daí acho que é pequeno demais eu colocava e ele subia, ia lá pra dentro e depois começava a vazar… Em fim, como já foi muita grana nisso, desisti 🙁

    • Só de ser minha xará conta em dobro! HAHAHAHA, será que é mal de Thais isso? Mas falando sério agora: que chata essa sua história! Fiquei tentando descobrir o que pode ter acontecido de errado mas não sei dizer. 🙁

    • THAIS

      Bem chato, xará, rsrs… ainda mais porque eu queria usar… mas agora tenho medo de comprar mais um (tamanho médio) e não dar certo de novo!

  14. Início de julho saí pra viajar e ainda no rio, mas já fora de casa, percebi que a menstruação chegou. Me xinguei um pouco por não ter levado o coletor, mas corri na farmácia e comprei ob. achei que ia ser normal, igual antes, mas sério, que coisa que incomoda, incha, é horrível de colocar e ainda fica pesado quando enche (sem falar no cheiro). Sempre achei ob de boa (absorvente normal eu usava, mas nunca achei confortável, então sabia que ia sentir muita diferença, por isso mesmo escolhi o ob, achei que seria mais parecido com o coletor), mas depois de acotumar com o coletor, nossa, é desconfortável demais.
    http://www.issoaquiloetal.wordpress.com

    • Fato, guria! Me parece um caminho sem volta mesmo.

  15. Gabriela

    Thais,
    Muito legal seu post, motivador!
    Comprei o coletor da fleurity e comecei a usar no final do mes passado, mas ainda nao me acostumei com a coisa toda. Estou torcendo pra me acostumar, pq detesto absorventes e ob, tenho alergia e me incomoda horrores.
    A minha primeira tentativa com o coletor não foi das melhores, ive muita dificuldade pra colocar. Ele entra fácil, mas não desdobra de jeito nenhum. Tentei diversas dobras e nada. E aí fico neurotica de vazar pq sinto que ele tá mal posicionado. Sem contar que fico sentindo ele lá… um certo incomodo.
    Resumindo, o ciclo acabou e nada de eu ter me adaptado a ele. No proximo ciclo vou tentar de novo… espero que a experiencia seja melhor.

  16. Michele Bdz

    Ótimo post!!

    espero logo me adaptar…

  17. Bia Martins

    Tais me da uma opinião? Eu comprei um coletor logo quando começou a surgir e tinha A para quem já teve filhos e B para quem não teve. Escolhi A mas era duro e nao entrava de jeito nenhum. Eu sou pequena sera q deveria escolher B? Pq é complicado rotular um corpo dessa forma. Queria testar de novo mas é tão caro!

    • É duro mesmo escolher! E isso depende também do seu fluxo. Se ele não for muito grande, acho que vale escolher o menor. O coletor pequeno da Lunette é bem maleável, te garanto! 😉

  18. Ana Carolina de Moraes Luccarelli

    Thais que bom ler isso! Comprei por indicação do Post da Sá o meu coletor e no começo fiquei muto chateada pq não consegui usar direito. Desisti por um dia, mas depois fui no youtube e vi que tudo que eu tinha passado, outras meninas já tinham sofrido e aprendi a usar direito! Agora nos damos super bem, foi uma compra maravilhosa!!
    Continue falando sobre ele, precisamos perder a vergonha do nosso corpo! Achei um absurdo não saber coisas sobre mim, como o comprimento do meu canal e a quantidade de sangue no fluxo!
    Vamos acabar com esse tabu!
    Beijo grande.

    • Perfeito! Afinal, somos todas mulheres, não é? Não há do que ter vergonha! 🙂

  19. Heloisa Carvalho

    Eu tentei, mas não deu… Passei mal, caiu a pressão, deu tontura, não sei nem como consegui tirar, pois já tava quase desmaiando! Uma vez quando tentei colocar um OB foi a mesma coisa. Fiquei chateada, pois queria muito usar e não tive dificuldade em colocar, mas assim que ele se encaixou, começou o mal estar. É meio que uma “defesa” minha, passo mal com qualquer coisa que entre em mim (como ém exames simples)… Enfim, estava animada, mas não deu.

  20. Andréa Silva

    Thaís, tenho muita vontade de experimentar, mas duas dúvidas que podem parecer bobas:
    Os ginecologistas dizem que os primeiros cm do canal vaginal são os que tem mais terminações nervosas, logo acho impossível não sentir o coletoe, visto a largura e tb ao fato de que sentimos qualquer “toque” nos primeiros cm.
    O diâmetro do coletor é maior do que de um canal vaginal médio e em repouso. Vc faz as dobras mas ele volta pro formato original. Logo se ele é mais largo, ele não fica “forçando” as paredes?

    • Então! Vejo que o que você falou faz todo sentido do ponto de vista fisiológico, mas temos que lembrar que as paredes vaginais são elásticas! Então, depois que o coletor entra e se acomoda, a gente não sente nada porque ele se encaixa na estrutura do corpo! 🙂

  21. Andressa P.

    Bom ler isso! Certamente vai servir de incentivo pra quem pensou em desistir. Eu já comentei em outro post que uso desde 2008 e sou apaixonada pelo meu! Melhor compra da vida!! Eu fico tão confortável que várias vezes terminei o banho, desliguei o chuveiro e aí tive que voltar pq lembrei que não tinha tirado o coletor para lavar! Esquecia completamente que estava menstruada, porque não sinto absolutamente nada. Já esqueci o coletor ao viajar e tive que usar OB… meu deus, que inferno! Absorvente externo então, nem se fala! Nunca mais vou acostumar com algo tão desconfortável!
    Ah, só mais um comentário: eu só fervi o meu nos primeiros ciclos, depois nunca mais. Sei lá, não vejo necessidade se eu lavo direitinho com água e sabonete… e já são 8 anos assim!
    Beijos!

    • É mesmo? Bom, se em oito anos não te deu nada, então é porque não faz mal, né! Eu fervo porque costumo deixar os meus no banheiro e fico meio assim com a umidade!

  22. Cristina de Bem

    Nossa! Comprei para experimentar e adorei tb!!! Além do bem nível monster ao meio ambiente, é muito rápido e prático de utilizar!
    Super recomendo pra fluxos intensos ou não! ;)))

  23. Viviane

    Meninas, sempre via os posts de vocês sobre os coletores, mas estava me sentindo insegura quanto a gastar um valor razoavel em algo que eu podia não me acostumar. A boa notícia é que acabei de ver numa farmácia um coletor descartável. É óbvio que perde um pouco a questão de meio ambiente – afinal uma das ideias é parar de gerar tanto lixo com os absorventes comuns – mas por ser descartável, o valor é mais baixo. No meu caso, até comprei para ver se consigo acostumar, e se positivo, farei a aquisição do definitivo. Quanto à questão de só ter se dado bem na terceira ou quarta tentativa, a caixinha vem com quatro unidades!