Coisas de Diva Coisas de Diva Coisas de Diva

Sei que tô devendo mais um ~diarinho, mas o post de hoje é basicamente isso. Ontem tive aulas só de manhã (aleluia, um descanso! Já estava semi-morta depois de uma semana cansativa) e aproveitei para passar numa das minhas regiões preferidas de Paris, o Marais (fala ‘Marré’) para fazer uma listinha de dicas legais do bairro.

Claro, sempre lembrando, essa região é incrível e é CHEIA de coisas para ver/comer/visitar/comprar. Se eu fosse falar de tudo, terminava ano que vem, risos. Tentei misturar um pouco as coisas culturais, gastronômicas (dessa vez nem teve tanto porque o lugar de crepes que eu gosto tava fechado, fuén) e consumísticas. Espero que gostem 🙂

Centre Pompidou
É um centro cultural com museu, biblioteca, tearto e várias outras coisas. Mais do que isso – vale só pela vista que dá para ter de dentro dos tubos, de um lado dá para ver a torre Eiffel, do outro, a Sacre Coeur. Ah, tem obras famosas do Marcel Duchamp e tem também essa pracinha que fica em frente ao museu, a Praça Igor Stravinsky, com esculturas da artista francesa Niki de Saint Phalle. Adoro, não dá para perder!

Onde: Place George-Pompidou, saída do metrô Rambuteau (aliás, indico sair nessa estação e fazer tudo a pé, é pertinho e é bem legal ir descobrindo as ruelas).

Les Piétons
Uma coisa legal dessa região é justamente o fato de ela ter meio que de tudo – tem museu, praça, restaurante, bar, balada… Esse é um barzinho que eu fui, na verdade, na semana passada, mas gostei muito dele, então resolvi indicar. Ele é espanhol e tem uma decoração toda fofa. Na hora do happy hour (acho que é até às 21h) as bebidas são mais baradas e a sangria é bem gostosa (as comidinhas também, aliás). Indico chegar meio cedo, porque dependendo do dia o negócio bomba – lembro que tentei ir uma vez ano passado e não rolou.

Onde: 8, Rue de Lombards.

Lucky Records
Se você gosta de música pop – em especial, da Madonna – e de discos de vinil, dê uma passada na Lucky Records. A loja não é muito grande, mas tem muita coisa. Ela é especializada na Madonna, mas tem discos de outros artistas também, além de artigos de coleção que o dono da loja junta há mais de 20 anos. Bem divertido, recomendo dar uma passadinha.

Onde: 66, Rue de la Verrerie.

Amorino
Bom, Amorino tem em vários lugares na cidade, mas se estiver fazendo um passeio pelo bairro, pare para tomar um sorvete. Às vezes tem fila, mas vale a pena. Recomendo praticamente todos, mas amo especialmente esses aí da foto – chocolate, caramelo e framboesa.

Onde: 31, Rue Vieille du Temple.

COS
A COS é uma prima mais rica da H&M, ambas são do mesmo grupo, mas são bem diferentes. A COS é mais adulta, mais clássica, mais cara (mas as coisas também tem mais qualidade). Boa para achar aquelas peças mais básicas, mas que vão ser usadas por anos, sabem? Tipo camisa branca, calças de alfaiataria, casacos de inverno e etc.

Onde: 4, Rue des Rosiers (aliás, exatamente na frente tem uma loja da Adidas).

Muji
Essa é outra que tem em vários endereços e muitos países, mas eu adoro e é uma loja muito útil, para quem gosta de coisinhas de organização, então, nem se fala. Tem muita coisa para a casa, organizadores de acrílico e uma coisa que acho ótima – mini potinhos para você colocar shampoo/condicionardor/hidratante, o que é ótimo para viagens (como vou fazer uma em breve, aproveite para comprar alguns).

Onde: 47, Rue des Francs Bourgeois.

Le BHV Marais
Bom, os franceses amam uma loja de departamento – algumas famosíssimas como Galerie Lafayette e Printemps estão aí para provar. E justamente porque as outras são mais famosas que tem muita gente que nem dá bola para a BHV, que é uma das mais legais (e um pouco menos turísticas), na minha opinião. Dentro dela tem lojas ótimas como Anthropologie e minha preferida, Urban Outfitters (infelizmente ela é meio pequena, preferia uma lojona só deles mesmo, mas não se pode ter tudo). Aproveitei e comprei um vestido que amei muito, risos, quem sabe ele não aparece nas comprinhas do mês. Quase esqueço, mas a parte de beleza da loja também é bem legal.

Onde: 34, Rue de la Verrerie.

Igreja de Saint Paul e Saint Louis
Apesar de não ser muito religiosa, adoro visitar igrejas. E essa, a de Saint Paul e Saint Louis, é bonitona, grande, e numa rua bem legal do bairro. Se você também gosta, passe por lá porque vale a pena.

Onde: 7 Passage Saint-Paul

Place des Vosges
Bom, ali pertinho da igreja tem a Place des Vosges, uma praça bem famosa por aqui – se o clima estiver bom, aproveite para ficar por ali um pouco. O Marais também é conhecido por ser ao mesmo tempo um bairro judeu, um bairro jovem/descolado/gay e um bairro turístico – aproveite para observar a vizinhança e todo mundo que passeia por ali, é um dos meus passatempos preferidos. Uma das casinhas em volta da praça foi de Victor Hugo, inclusive – dá para visitá-la, é bem legal e é de graça. Para quem curte literatura, recomendo!

Onde: Ali do lado da igreja, virando na Rue de Birague.

Extra: categoria ‘lojas legais mas que não tive tempo de ir dessa vez’
Bom, meu número dez é um combo de dicas de beleza, já que o bairro tem várias lojas legais – só que infelizmente não tive tempo de parar em cada uma ontem. Tem Lush (essa, inclusive, é um spa), tem Diptyque (aquela das velas famosas e bem cheirosas) e outras duas que ficam bem do ladinho dela, MAC e Guerlain.

Onde: Lush, 18, rue Vieille Du Temple.
Diptyque, 8, rue Francs Bourgeois.
MAC, 13, Rue des Francs Bourgeois.
Guerlain, 10, Rue des Francs Bourgeois.

Ps.: Para ver os posts que estou fazendo especificamente da França, é só clicar na categoria ‘Marina na França’, lá em cima do post. E para me acompanhar, é só seguir os Instas @coisasdediva e @marinafabri.

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
25 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários
Nos conte o que tem a dizer

Para usar avatar, cadastre-se com seu email em gravatar.com
O que nossas divas já nos disseram
  1. Márcia Daniella

    Essa foto da sangria me resgatou doces lembranças!!! Amo, amo, amo sangria!!! Minha vó amava também!!! Ótimo post, Marina!!

  2. Polyana

    Que beleza de post, Marina. 🙂 muito bom conhecer novos lugares, nem que seja pela telinha 😛 e melhor ainda para quem estiver se viagem marcada para Paris. 😉

    • Sylvia Aline

      para muitas pessoas como eu, essa é a única forma de conhecer Paris

  3. Marjorie

    Ótimo post, Marina! Vou anotando tudo mentalmente para o dia em que finalmente puder conhecer essa cidade tão linda! Beijo!

  4. Fernanda Penido

    Adoro o Centre George Pompidou, vale a visita! E esses posts são um convite para voltar a Paris! 😉

  5. Marcela Bini

    Tô com a Fernanda aqui em cima, acho que é um convite para voltar!
    Me joguei nas Galeries Lafayette, fiquei curiosa pela MHV Marais!
    E não sabia da COS! Vontade de topar com uma no meu caminho hehe
    Vai contando tudo pra gente aqui! Bom proveito, Marina 🙂

  6. Fernanda Gabriela

    Vou fzr uma coletânea de dicas para Paris em breve com todos esses posts. Não vejo oportunidades de viajar para a Europa tão cedo 🙁 aike vontadeeee!!!!!

  7. Bárbara

    Marina, ameiii o post. Mas bateu uma vontade de viajar…hehehe.

    Continue escrevendo esse tipo de post, é muito legal.

    http://vidadecompras.blogspot.com.br/

  8. Lilian

    A D O R E I o post, parabéns e aproveite por mim!!!!

  9. Priscila

    Adorei a lojinha de organização! Sou dessas!
    Mas esse sorvete lindo foi sacanagem, hein!

  10. Taciana

    Nunca tive coragem de comentar nada mas como moradora de Paris desde 2011 me senti mais no direito de me intrometer hahahah! No marais tem também a loja FLEUX, de besteirinhas para a casa e movéis. Tudo bem design e original. Foi la que vi a caixa de joias mais linda do mundo, azul turquesa laqueada, mas faltou t$mpo pra comprar. Do lado da loja tem uma padaria pequenininha com uns briches de formatos, digamos, nao usuais. Para os amantes da baixa gastronomia , tem o As do Falafel, que em todas as listas consta como o melhor de Paris. Espero te encontrar por ai, Paris é bem pequena! bjs
    ah, e no amorino meus preferidos sao: nocciola, inimitable e banana!

  11. […] Coisas de Diva – Dez coisas pra fazer no Marais em Paris […]

  12. dany stace

    To fazendo uma lista no cardenho aqui, especialmente só para uma suposta viagem que pode acontecer num futuro próximo.

  13. dany stace

    Teclado dos infernos, é ”Caderninho”
    E ameeeeeeeeeeeeeeeeei o post!

  14. Sylvia Aline

    Esse sorvete da Amorino parece uma flor

  15. Vc tem me deixado com tanta vontade de conhecer Paris que vou começar um curso de francês!!!!! kkkkkkkk – é sério ¬¬

  16. karla

    Marais tb é meu bairro preferido de Paris… Morei por 2 anos na cidade e já fui mais 3x depois que voltei, mas SEMPRE passo por lá e “perco” o dia andando por aquelas ruas charmosas… Esse post me deixou com saudades… Bjs

  17. Ai que delícia de lugar! Quero muuuuuito ir um dia! http://simsemfrescura.blogspot.com/

  18. Raíssa

    Muito legal o post, Marina! Super curiosa para ver as coisinhas dessa Muji. Ansiosa pelos próximos posts sobre a França agora!

  19. Paloma

    Adorei o post! A Vic Ceridono fala bastante da Muji, foi lá que ela comprou várias coisas para a penteadeira, inclusive. E, mesmo sendo ateia, eu também gosto de visitar igrejas, as europeias então… Lindíssimas! Sempre com uma arquitetura fantástica. Espero ter a oportunidade de conhecer a França em breve 🙂

  20. Maíra

    Ah, o Pompidou! Mil vezes lá do que o Louvre (joguem pedra, sou sim da arte contemporânea). Lembro que fui sozinha, a família quis ir no Père Lachese (perdoem o latim) ver defunto. Ah, nem! Fui ver arte, e fiquei que nem boba lá dentro. Museu pra mim é isso, coisa que muda, atualiza, faz pensar (e não apenas observar). Claro, museus clássicos têm muito valor, mas os que me tocam mesmo são os modernos em diante

  21. Miriã Andrade

    Espero um dia ter a oportunidade de conhecer esses lugares incríveis! 😉

  22. Michele Bdz

    Nossa… desejei o sorvete… ai ai ai ai

  23. Tjais

    Oiii
    Neste bairro também tem uma loja mto legal de cosméticos BIO.. Chama Mademoiselle Bio..
    Eu indico!!!
    Beijos

  24. Marília

    Em minha lua de mel, fizemos um piquenique na place des voges.
    Fiquei apaixonada pela praça e será sempre um cantinho muito especial para mim em Paris!
    Ah, o Marais… Ah, Paris… Oh, saudade!