Coisas de Diva Coisas de Diva Coisas de Diva

Por causa do blog, tenho a oportunidade de testar um montão de produtos, sou uma pessoa realmente privilegiada. E de tanto testar coisas, hoje já consigo perceber que tem alguns produtos que realmente valem o quanto custam e outros que não entregam tanto assim. Hoje te falo sobre alguns itens que acho que são caros demais e que não vejo o benefício nessa mesma proporção.

Ah, vale dizer que esta é minha opinião baseada no que eu acho que vale ou não a pena pra mim. Se você gosta desses produtos e acredita que o dinheiro está sendo bem empregado, está tudo bem! Como eu sempre digo aqui, use o que te faz feliz e o que funciona para você. Ninguém aqui está julgando ninguém por suas escolhas ou pelo que compra. Combinado?

Vídeo: produtos caros que acho que não vale a pena comprar

No nosso canal tem vídeo praticamente todo dia, incluindo este que foi publicado semanas atrás. Não viu? Corre se inscrever lá para ficar por dentro de tudo!

A blusa que estou usando é da Amaro.

Agora tudo isso em texto!

para quem não gosta ou não pode ver vídeos neste momento, lá vai praticamente tudo isso em forma de texto.

Esmaltes caros

Depois de usar um montão de esmaltes caros, percebi que o valor deles é bem mais elevado que os da Colorama, Risqué, Impala e afins, mas que o resultado nas unhas não segue essa mesma proporção. Por exemplo, o esmalte da Guerlain custa mais de R$100 e funciona nas unhas mais ou menos como os esmaltes de R$5. Acredito que, para ele custar tão caro, teria que entregar, além da embalagem lindona e um prazo de validade maior, também uma duração astronômica nas unhas, na mesma proporção dos R$100, entende? Não que que o esmalte caro seja ruim, nada disso, é que a gente encontra o mesmo produto mais em conta por ai. Ah, estou falando desses caros mesmo, que ficam na faixa dos R$100 ou até mais.

Máscaras para os cílios

Essa é uma categoria que eu mordi a língua, porque, durante anos, comprei a máscara da YSL e amava ela de paixão. Perdi as contas de quantas vezes comprei a Shocking e achava, de verdade, que só ela dava jeito nos meus cílios que são virados para baixo. Aqui, mais uma vez, acho que as máscaras caras são tudo isso, sim, mas também acho que existem máscaras mais em conta que fazem um serviço muito parecido com as mais caras.

Se você puder, e quiser, comprar as caras, vai com fé! Mas se a coisa anda apertada por ai, saiba que as opções da Maybelline, Eudora e quem disse, brenice? são ótimas opções e entregam cílios bonitões sem precisar parcelar em 15 vezes no cartão.

Aqui tem um post com as minhas máscaras para os cílios preferidas do momento.

Pincel de maquiagem caro

Acho o pincel um belo aliado na hora de se maquiar, mas acho que aqueles na faixa de preço médio, por volta dos R$30 – R$40, já fazem um belo serviço. Nunca tive coragem de pagar R$100 – R$300 por um pincel e acho que, nesse caso, só vale o investimento para quem trabalha nessa área e vai usar MUITO mesmo o item.

Veja neste post as melhores opções de pincel de maquiagem que encontramos com facilidade no Brasil.

Meteorites da Guerlain

Vixi, lá vem polêmica! O que teve de gente me xingando no YouTube dizendo que eu que não sei usar o Meteorites, não tá no gibi! Mas acho que este produto custa muito caro, para ter um resultado muito sutil na pele. Ele pode ser um iluminador ou um pó de acabamento, mas mesmo a embalagem sendo maravilhosa e o produto sendo divertido de usar, acredito que escolheria investir em outra coisa.

Primer Pore Refine da Nars

Gosto bastante do primer para os olhos da Nars e acho que ele funciona super bem, mas não consegui ver esse mesmo benefício no primer para o rosto. Ele disfarça os poros e dá uma aparência matificada quando a gente passa, mas acho que tem outros primers mais em conta que também fazem esse mesmo serviço.

Veja aqui um post com os melhores primers que já usei para a pele oleosa.

 

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
21 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários

Tem dias em que eu sento para gravar os vídeos do nosso canal sem muita ideia do que fazer, até que surge um estalo e eu mando bala em algum tema! Com o 5 maquiagens que eu não voltaria a usar foi assim – o que não esperava é que fosse fazer sucesso tão rápido! <3

Para quem ainda não assistiu ao vídeo, aí vai. Nele, comento sobre produtos e técnicas que faziam a minha cabeça na adolescência e no começo da fase adulta, quando passei a escrever o Coisas de Diva com as meninas. Se puder, dá o play, vai gostar do momento relembrar é viver! hahahaha

Mas se não está dando para ver agora, tudo bem, porque falo a seguir quais são as tais maquiagens que eu não voltaria a usar. Ah, e ainda tem um bônus que não pude incluir no vídeo por questão de tamanho (algumas ficariam minúsculas!): as fotos com os links de posts que fiz a respeito dos produtos e técnicas na época! Se você acompanha a gente desde o comecinho, vai adorar! Bora lá:

5 maquiagens que eu não voltaria a usar

maquiagens que eu não voltaria a usar

Essa foto é a prova de que a gente só melhora com o tempo, hahahaha!

Ahhh, o Snob, a febre na maquiagem de quase 10 anos atrás! Só Deus sabe a alegria que eu fiquei quando finalmente pude comprar o meu (inclusive, esse foi meu primeiro batom da MAC)! Usava com tudo, toda hora, sem dó. Foi bom enquanto durou, porque hoje vejo que ele não tinha NADA a ver comigo – não passo batom rosa claro de fundo azulado assim mais não!

Pérolas: o post da Marina de janeiro/2009 sobre o Snob e um Hoje Fui Assim! – lembra dessa seção? – de abril/2009 comigo usando o batom toda felizinha, hahahaha!

maquiagens que eu não voltaria a usar

Nossa, lembro direitinho que eu achava esse formato geométrico de passar a sombra o máximo!

Foi a Marina quem me apresentou as sombras tipo asa de borboleta muitos anos atrás – eu passei a adorá-las e tacava aquele brilho todo na pálpebra móvel como se não houvesse amanhã! hahahaha Ainda acho que esse tipo de pigmento com bastante glitter é bacana pra um toque na maquiagem de quem curte investir nos olhos. Contudo, eu não usaria hoje – prefiro mil vezes um batom colorido!

Pérolas: eu extremamente empolgada com a descoberta dessas sombras, em junho/2009, e um tutorial da mesma época de como fazer um ~olho puxadinho~ com asa de borboleta!

maquiagens que eu não voltaria a usar

Minha maquiagem de balada em 2009 tinha que ter lápis preto na linha d’água!

O terceiro item da lista não é exatamente uma maquiagem, mas uma técnica: lápis preto na linha d’água! Passei muitos anos da minha vida acreditando que esse ~truque~ era ótimo pra mim. A verdade é que já tenho os olhos pequenos e eles ficavam ainda menores dessa maneira. Aproveitando, devo dizer que não tenho nada contra diminuir essa região, mas pro meu rosto não combina MESMO!

Pérolas: o tal Hoje Fui Assim! versão balada que fiz com as meninas em junho/2009 e outro post da mesma seção, também na época, em que estou de lápis preto na linha d’água.

maquiagens que eu não voltaria a usar

Essa foto é da última resenha que aparece sobre o produto aqui no blog, de 2014!

Curiosamente, não tenho nenhuma resenha de base em bastão aqui no blog porque tem mesmo muitos anos que parei de usar esse tipo de produto. Minha questão com ela é o peso que dá para minha pele mista e a dificuldade de passar no inverno, quando resseca. Usei pra caramba na adolescência e no começo da fase adulta, mas depois simplesmente abandonei.

Pérola: Sabrina mostrando as diferenças entre bases em pó, em bastão e líquidas. O post é um dos primeiros do Coisas de Diva, de dezembro/2008!

maquiagens que eu não voltaria a usar

Foto ~ilustrativa~ de gloss com glitter tirada em 2012!

Finalizando essa belíssima lista, a quinta maquiagem que eu não voltaria a usar (a tal polêmica, porque a febre dela voltou com tudo e tem muita gente adorando): gloss com glitter! Acho que o trauma da adolescência foi grande demais pra que eu curta novamente esse acabamento. Fico ainda com meus batons matte ou, no máximo, com alguma cor sólida de efeito verniz.

Pérola: teve uma época em que a gente tinha um produto do Boticário que chamava de gloss da amizade, hahahaha! Isso foi lá em 2009.

E NÃO, eu não me arrependo de nada disso não! hahahaha Se eu me sentia bem na época em que usava essas maquiagens tá valendo! O grande lance é que meu gosto amadureceu – hoje experimento coisas diferentes ainda, mas já tenho uma ideia melhor do que vai ficar bom pra mim.

Me conta nos comentários a sua listinha de maquiagens que não voltaria a usar?

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
31 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários

Quem acompanha a gente sabe: eu e as meninas entendemos a maquiagem como uma ferramenta super eficaz para a autoestima feminina. Além de mexer com nosso lado lúdico e ser uma forma de expressão pessoal, ela ainda ressalta pontos fortes e – por que não? – esconde aquilo de que não gostamos!

Mas a quem queremos agradar quando a usamos? A resposta para essa pergunta é absolutamente individual. No entanto, quis trazer no post de hoje alguns caminhos para incitar a reflexão a respeito do assunto em você. Antes, deixo aqui um vídeo (de cara lavada!) em que comento o tema de maneira mais aprofundada, contando um pouco da minha história!

Você e eu sabemos bem que, infelizmente, nossa sociedade ainda impõe muitos padrões às mulheres – de comportamento e também de beleza! Ou seja, parece que se não formos ou estivermos da maneira pré-definida, somos como peixes fora d’água, não nos encaixamos, não somos “femininas” o suficiente.

Isso tudo é um saco e a gente aqui no blog (ou onde mais tiver uma conversa aberta com você!) se esforça tem uns bons anos para mudar a realidade. E não somos somente nós que buscamos propagar uma nova visão sobre as coisas – ainda bem! Tem muitas outras mulheres dando enfoque a questões fundamentais sobre nosso papel social e, especialmente, nossa liberdade. E é com essa palavrinha mágica que eu convido você a trabalhar a partir de agora.

Se usar maquiagem é para você sinônimo de satisfação pessoal e de uma relação saudável com o espelho, use mesmo – e use muito! Use para ir à padaria, use para sair com as amigas, use para aquele almoço de domingo. Quando e do jeitinho que quiser, sem se importar com os outros.

Por outro lado, se passá-la é fruto do medo do julgamento alheio (“o que vão pensar quando me virem de cara lavada?”) ou da pressão social pela manutenção dos padrões (“mulher precisa ser vaidosa, feminina, bem cuidada, blá blá blá”), está na hora de repensar. Afinal de contas, mais uma vez, digo: você é livre para fazer exatamente o que quiser – e ninguém tem nada a ver com isso!

É claro que as mudanças interiores de ninguém acontecem de uma hora para outra – mas buscá-las de maneira tranquila, respeitando seu tempo, faz muito bem! Portanto, querida amiga e leitora do Coisas de Diva: seja, faça e use o que te faz feliz – e não aquilo que os outros esperam de você. Seja para ir ao supermercado com um batom vermelho lindo ou a um jantar importante de cara lavada. <3

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
11 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários