Coisas de Diva Coisas de Diva Coisas de Diva

Faz um tempinho que não uso absolutamente nenhuma maquiagem. Tem umas semanas que não vou ao salão fazer as unhas. Minha sobrancelha não está necessariamente em dia. E aí algumas devem se perguntar: “credo, mas você não é blogueira?”. Sou, ué. Mas isso não significa, necessariamente, que eu esteja sempre respirando beleza.

Não entendam mal, eu adoro esse universo. Senão não estaria há mais de sete anos no Coisas de Diva, né? Mas eu também gosto de ter liberdade de escolha. Se tem uma coisa que aprendi nessa vida, é que não sou obrigada a nada. Não tenho que usar salto na balada porque todo mundo usa, não preciso estar com o cabelo impecavelmente arrumado todo dia, não sinto a necessidade de passar maquiagem pra ir à padaria.

E como é boa essa sensação! Por muito tempo, me cobrei muito sobre a minha aparência – especialmente quando era necessário passar pela “aprovação” (muitas aspas aí!) dos outros. Hoje, um pouco mais madura (digo um pouco porque ainda há muito a melhorar), enxergo que, na vida, o importante é a gente estar de bem consigo mesma.

Liberdade de Escolha

Adoro me entregar às minhas próprias vontades, por mais aleatórias que elas pareçam. Um dia posso estar de legging, camiseta e chinelo; no outro, com uma roupa especial que me faz sentir maravilhosa. E essas escolhas não precisam ser pautadas no que eu tenho que fazer – e sim no que estou com vontade de usar.

Acho que a verdadeira beleza é aquela que vem de dentro, que respeita, que expressa. Não tem coisa mais chata do que se obrigar a algo porque é o que mundo espera de você. Estar igualmente feliz de cara lavada ou com aquela maquiagem que ressalta tudo o que tenho de bom é libertador, acreditem.

E não há formula: a medida é de cada uma. É questão de se permitir, de parar de pensar no outro e colocar o foco em si mesma. Se a melhor expressão do seu eu for passar um batom vermelho todo dia, vá em frente. Se você acha que não tem nada a ver corrigir a sua sobrancelha, tá ótimo. Se mudar a cor do cabelo de mês em mês for a sua praia, perfeito. Se deixar os fios brancos surgirem e ficarem não te incomoda, tá tudo bem também!

E assim segue a vida, não é mesmo? Agora, me dão licença, porque estou indo no salão dar um talento no meu cabelo! hahahaha <3

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
50 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários
Nos conte o que tem a dizer

Para usar avatar, cadastre-se com seu email em gravatar.com
O que nossas divas já nos disseram
  1. Carina

    Sabe, este blog é muitoinspirador. O posto da Marina sobre a chegada aos 30, o posto da Sabrina sobre o novo relacionamento depois de se redescobrir, este post nos dizendo que, apesar de ser um mundo muito divertido, não precisa usar maquiagem o tempo todo e que isso também é libertador.

    Esse, definitivamente, é o melhor blog.

    Um beijo pra cada uma!

    • Karina

      Isso é ser diva: assumir suas vontades! E se a opinião das leitoras importa, então vc tá no caminho certo!

  2. Adorei o post, a melhor coisa é se sentir bem tanto maquiada como de cara lavada, moletom e legging. http://www.alemdolookdodia.com

  3. Heloisa Carvalho

    Ontem mesmo eu fui trabalhar de cara lavada (minto, estava de protetor solar porque isso é sagrado! Hahaha). É assustador como as pessoas te olham diferente, uma colega até chegou:
    – Nossa, que cara é essa???
    E eu respondi que era a minha cara, ora essa… A cara que ela vê todo dia tem várias camadas de cosméticos. Ela achou super estranho, disse que eu parecia abatida/doente. Eu, hein? Pois aquele dia eu quis ficar sem maquiagem porque tava achando minha pele MARAVILHOSA! Tava com aquele brilho saudável, quase nenhuma acne… Mas não me abalo, não. Não devo nada pra ninguém, muito menos um rosto maquiado pra parecer mais arrumada.

    • Fernanda Gabriela

      Já me perguntam se eu estou mesmo bem quando esqueço de passar blush. Rsrsrs “nossa vc está tão branca, o q houve?” ¬¬
      Quando a gente gosta de se arrumar só pode ser doença sair ai natural, né? FALA SÉRIO.

      *tamo junta*

    • Heloisa Carvalho

      Haha
      Não somos obrigadas =*

    • Priscila

      Quando resolvo não passar corretivo, sempre ouço: você está bem? Parece abatida… gente, minha cara é abatida então, pronto!

  4. Daniela

    Amando vcs reflexivas e contando coisinhas da vida pessoal (eiii Sá!)

    Quero mais mais e mais!

    <3

    ps: Thaís, esses dias lembrei de um post seu dos primórdios do blog, de vc abrindo a gaveta (?) de makes da sua mãe, lembra?

  5. Patrícia Maia

    Só tenho a comentar: Clap Clap Clap! Mtos aplausos! Parabéns!

  6. Aline Prado

    Amei o post, principalmente porque fala sobre essa liberdade de escolha. A minha é usar maquiagem até quando estou doente! Sábado de madrugada fui parar no hospital com crise de bronquite, muita falta de ar, mas antes de sair de casa fui rapidinho até o banheiro, passei meu bb cream (melhor invenção do mundo) e no caminho ainda passei um tiquinho de blush e o indispensável batom que estavam na minha bolsa. O médico que me atendeu riu e disse: “imagina quando você está boa!”. Ri de volta e falei que quando estou boa o nível é tapete vermelho, kkkkkkk!

    E é justamente essa liberdade da qual você fala, Thaís, que faz de nós quem somos: únicas, com nossas personalidades próprias e claro, insubstituíveis.

    Um grande beijo, com ou sem marquinha de batom!

    • Salete

      Adorei o texto e mais ainda a resposta da Aline, hahaha.
      Adoro esta liberdade de escolha, mas normalmente as pessoas nos julgam, seja por estar de cara lavada ou estar maquiada para ir para o hospital. Eu me sinto muito mal de cara lavada em público.
      Mas isto é muito pessoal, tenho amigas que adoram estar de cara lavada. 😉

    • Amanda

      Ótima resposta, adorei!

  7. Natália Calheiros

    Adoooro vcs!!! Não tenho o hábito de usar maquiagem, vou pro trabalho só com meu protetor solar. Minha sobraelha também só faço qdo to muito a fim. E pra mim isso é tão bom, tão libertador. Sou muito feliz por ter consciência que posso escolher ser como eu quiser. E tento fazer com q as pessoas q passam por mim também tenham essa capacidade de se respeitar e se amar do jeitinho q são.

    Obrigada por tudo, meninas!

  8. Fernanda Gabriela

    O nome disso é maturidade! Já fui daquelas que sofria qd saia atrasada e não podia me arrumar. Ficava me escondendo…boba! Hoje, as coisas mais incríveis da minha vida acontecem quando estou “daquele jeito AS TREVA”! rsrsrs Parece que atrai! Mas, quer saber? Só desejo que elas aconteçam. Se eu estiver bonita e cheirosona, melhor. hahaha
    bjsss a todas!

  9. Natalia Galbere

    Realmente o Coisas de Diva é o melhor blog de beleza ever! Porque eu acredito mesmo vai muito, muito além do nosso rostinho bonito, vai lá na alma, lá no fundo! Eu sou maquiadora e tem dias que realmente não sinto vontade de me maquiar! Eu amo maquiagem, amo cosméticos, amo ensinar truques para os outros, mas amo sentir minha pele limpinha sem nada! 😀 Amei demais essa postagem! Muito, muito sensível da sua parte mesmo!

  10. O melhor disso tudo, é ser sem culpa!

    Acho que a nossa liberdade serve pra isso mesmo.

  11. Cada post que leio, me sinto fazendo terapia
    AMEI
    BJSS

  12. Camila Arcanjo

    Esse post foi simplesmente inspirador… Porque não é todo dia que quero sair de maquiagem, salto alto…. Porque hoje, por exemplo, estou trabalhando em casa, de pijamas e com o cabelo todo desgrenhado, mas estou FELIZ… e ver que um blog de beleza me entende faz com que meu dia seja muito melhor, porque tem horas que eu canso dessa patrulha desenfreada da beleza… Obrigado por nos entenderem tão bem e saberem que nem todo dia somos obrigadas a ser incríveis!

  13. Jade

    Adorei o post, me identifiquei absurdamente. Essa patrulha do viva sempre de tal jeito é muito chata. Fiz uma cirurgia no joelho e tive que abandonar saltos por um bom tempo (seu post sobre flats mais chiquetosos me ajudou muito!) e agora resolvi que não quero mais usá-los, mesmo em festas de casamento e afins. Enquanto umas ficam julgando, outras dizem que sou mt esperta e queriam estar no meu lugar e pra essas sempre digo: mas gente, vcs podem, é só não usar hahaha
    Pode até ser que eu mude de ideia e resolva usar um saltão, mas por enquanto tô muito feliz (e mais confortável) assim 🙂

  14. Thábata

    Passei por um sentimento parecido no início do mês, com o meu aniversário. Todo ano fico preocupada em fazer algo, mas pensando nas pessoas (parentes e amigos próximos) que possam aparecer em casa para me dar os parabéns, um abraço, etc. Esse ano meu marido falou: “Faça o que você estiver com vontade! Vá aonde você quiser ir, sem se preocupar com o resto!”. Aí me dei conta que eu não sabia o que EU queria! E fiquei espantada, parecia até que eu não tinha vontade própria! rs… Enfim, li seu post e acho que tudo isso que você falou é uma excelente forma de SE conhecer. As vezes ficamos tão preocupadas com o “tenho que fazer”, que a hora que precisamos decidir o “o que eu QUERO fazer” não conseguimos.
    Adorei o post, complementou o aprendizado que tive com o meu aniversário! E bora praticar a liberdade de escolha, que é um exercício diário! 🙂

    • Laura

      Nossa super sinto isso em todos meus aniversários…agora já está chegando novamente e eu na dúvida no que fazer pra agradar quem…complicado, quando eu me pergunto realmente o que quero fazer, nem consigo chegar numa resposta!

  15. Maíra

    Isso, Thaís! Não somos obrigadas a fazer e a nem renunciar a nada!!

  16. Carol

    Estou nessa tb! Já ouvi que estou com a autoestima abalada, que preciso me sentir poderosa! A pergunta é, o q se faz quando ão queremos ser poderosas????

  17. Ana Carolina Santos

    Essa é a ideia! <3

  18. Bruna

    Apoiado!

  19. Mírian Lima

    Adorei muito seu post! Me fez realmente refletir sobre algumas coisas importantes na minha vida e sobre como não devemos julgar a escolha dos outros! Até pq,o que nos impede de estar uma hora fazendo exatamente isso que a gente julga hein? Bjs

  20. Nandi

    Falou e disse Thais (clap clap clap)
    Quando tomamos uma decisão na nossa vida, cabe somente a nós mesmos saber se aquilo irá nos beneficiar ou não…O problema é que hoje em dia, todo mundo gosta de dar um pitaco. Seja por que estamos de batom vermelho ou cara lavada por exemplo!

    • Cami

      Verdade! SEMPRE alguém vai falar se você fizer ou se não fizer tal coisa. Então o melhor mesmo é fazer o que sentir vontade.

  21. Polyana

    Post lindo e sincero, Thais. Realmente temos o direito e a liberdade de ser e fazer o que quisermos. Não sou de me maquiar todo dia, mas sempre aparece aquela metida, que diz “tem que se arrumar, colocar uma cor no rosto”. Minha vontade é de responder: “perguntei? Coloque no seu”. Fala sério. Mania das pessoas de se importar e se meter na vida alheia. :/
    E você é linda de todo jeito, Thais. 🙂

  22. Márcia Daniella

    É libertador não depender tanto da maquiagem pra se sentir bem. Eu já consegui me livrar daquela sensação estranha que sentia quando saia sem make. Me sinto bem e ótima e agora. Deve ser a maturidade mesmo.

  23. Laís M.

    Thaís, me identifiquei demais com este post! Sabe, comecei a pintar meus cabelos há 5 anos por conta dos fios brancos que já estavam começando a incomodar. Acontece que este ano me cansei. Simplesmente resolvi que não queria mais pintar por um bom tempo! Estava com saudades de como meu cabelo era ao natural (pois tintura, por mais que seja de excelente qualidade, é química e sempre modifica a estrutura dos fios, e eles perdem toda aquela maciez e brilho que tinham antes). Pintei pela última vez em dezembro de 2015 e, desde então, toda vez que vou à cabeleireira pra cortar as madeixas, ela solta: “E esses cabelos brancos?”; “Vamos pintar para disfarçar esses fios brancos?”; “Ah, mas você é muito novinha pra ficar com esses fios brancos aparecendo!”. Poxa! O cabelo é meu, a escolha é minha, certo? Pode parecer bobagem, mas a sociedade nos impõe sim padrões e comportamentos que devemos seguir. E sim, sei que sou nova, vou completar 30 anos daqui a poucos meses. Mas e daí que eu quero deixar os fios brancos dando o ar da graça? Pra vc ter noção, esses dias até sonhei que eu ia ao salão pra cortar o cabelo e a cabeleireira tacava tinta na minha cabeça contra a minha vontade HAHAHAHA. Mas sabe, cansei… Posso querer pintar amanhã ou daqui a 5 anos. O importante é estarmos bem consigo mesmas! Com maquiagem ou sem maquiagem; de cabelo tingido ou ao natural; de unhas pintadas ou sem esmalte e com cutículas…. e por aí vai. Parabéns pelo post, Thaís! Parabéns para a Sabrina e a Marina também, pelas reflexões que sempre fazem por aqui! Adoro o conceito do blog: use o que te faz feliz. E eu ainda acrescento: seja o que te faz feliz! 😉 Beijãooo

  24. lurdes

    Concordo com você Thaís,no início do meu casamento eu não ficava a vontade perto do meu marido sem um rímel,um blush…sempre preocupada em estar com as unhas e sobrancelhas feitas,etc. Hoje amadureci,meus pensamentos mudaram,nã sou mais assim. Fui percebendo que o que importa sou eu,como me sinto.Não tenho mais essas neuras,e meu relacionamento não mudou nada por causa dessa minha mudança. Adorei o post,bom saber que existe outras pessoas que oensam como a gente.

  25. Gabi

    Aii Thais, queria ser sua amiga! <3 hahaha

    Amei o post, concordo com tudo que você escreveu. Ando total nessa fase de fazer só o que eu tenho vontade, e não o que esperam de mim (principalmente no quesito beleza-moda). Já fui super encanada em estar sempre impecável, linda e cheirosa, e olha, era um saaaaco. Hoje eu ainda me arrumo, continuo hiper vaidosa, mas só nos dias que EU to afim. Já consigo sair de cara lavada, coque no cabelo pq deu preguiça de lavar e tá tudo certo. Sou muito mais feliz assim e me sinto muito mais segura do que na fase "emperiquitada". 😀
    Beijocas e adoro vcs!

  26. Virgínia

    Gostaria de ser assim, mas minhas olheiras escuras e marcas de acne me incomodam muito… pelo menos o corretivo eu não consigo dispensar. Feliz é quem tem a pele boa e se sente bonita mesmo sem nada de maquiagem, eu não me sinto.

  27. Erika/SP

    Caramba, quero me mudar AGORA PRA CURITIBA!!! kkkkk Pra me tornar amiga de vcs três!!! 🙂 Posts muito inspiradores, que nos fazem refletir e evoluir! AMO! 🙂
    O MELHOR blog do Brasil! 🙂 Bjs!!!

  28. Claudia

    Que reflexão legal! Esses dias mesmo estava comentando com algumas amigas que me maquiava e me arrumava mais pra ir na aula do ensino médio do que para algum evento importante do mestrado agora. Hoje eu vejo que não era a minha vontade me arrumar tanto, todos os dias, mas sim era um jeito de ‘me encaixar’, de ser quem eu não era. Com os 25 anos, vieram a auto aceitação!
    #sejavocemesma
    #useoquetefazfeliz <3

  29. Lizzie Renata

    Amei amei amei!

  30. Me identifiquei com o post. Adoro maquiagens e também tenho um blog e nem por isso tenho que estar todo o dia maquiada e arrumada. O dia em que saio de cara lavada, muitas pessoas já perguntam se estou “cansada” ou “doente”. Como algumas meninas falaram será que virou doença sair ao natural?

  31. Mariana Serafini

    Só amor por esse post <3
    Obrigada, Thais.

  32. Bia

    Amei! Amei! Amei! Sem mais…rss

  33. É isso mesmo…
    Sermos donas de nós, sem sermos reféns do que os outros querem ver.
    Eu quando não uso make, perguntam logo se estou doente ou se está tudo bem comigo…irritaçãooooooooo! 😉
    Mas eu uso quando quero e porque me sinto bem!
    Adorei o post:)

    Beijinhos para todos <3
    http://www.ofabulosodestinodemariaamelia.pt/

  34. Me sinto sortuda de me sentir livre assim aos 23… claro, é uma luta diária, mas só de ter consciência de que não preciso ser de uma forma x porque alguém disse, ou me comportar y pela mesma razão já me da um gás extra pra conquistar meus planos nessa vida!

  35. Mel

    Thaís, amei o post! E os coments tb!! Sou assim tb, gosto de ‘não ser escrava da beleza’ como costumo dizer… E é incrível a quantidade de pessoas que dizem ‘como vc tá abatida’ ou ‘com cara de doente’ quando a gente sai de cara lavada… Preguiça dessa gente! Queria dizer que vcs são terapeutas e ajudam muuuuuuuitas meninas e mulheres com esse blog! Continuem sempre assim, adoro vcs!!

  36. Não acredito muito em liberdade quando seguimos o padrão, tipo liberdade de pintar os fios brancos, sair maquiada ou coisas assim, acho que a liberdade está em quando quebramos o que nos é imposto. Claro que a imposição é muito forte e não é fácil quebrar esses padrões, eu não consigo me sentir bem numa festa chique sem maquiagem ou no dia a dia mesmo sem depilação, mas acho que é muito importante termos consciência desse padrão e lutar contra ele quando for o melhor pra gente. E questionar sempre.
    http://www.issoaquiloetal.wordpress.com

  37. Paula

    Tha (que íntima, rs), leia a coluna da Ruth Manus no Estadão de hoje. É isso! Parabéns e obrigada por ser de verdade!

  38. Aline

    Oi Thais, adorei o post e tava pensando sobre isso ainda essa semana… já reparou como os tutoriais de maquiagem estão ficando todos iguais? Sobrancelhas super marcadas, batom mate em bocas super desenhadas, cílios que nem aranhas, contorno do rosto com 50 tons de corretivo!! hahaha… 😀
    Parece que a gente fica meio que na obrigação de estar sempre bem maquiadas… aff!! Cansa né! Pra ser diferente só saindo sem nada mesmo!! Afinal, não somos obrigadas… Bjos!!

  39. Adriana Rolim

    Adorei esse post Thais, de um tempo para cá tenho pensado do mesmo jeito e sinceramente isso é libertador! Sempre fui do tipo que não saia de casa nem para ir até a esquina sem algumas camadas de corretivo e se não tivesse feito chapinha e sair para algum lugar de salto era sempre obrigação. Acho que isso está muito ligado a nossa auto estima e amor próprio, percebi que me sentia insegura sobre mim mesma e só pensava no que as pessoas iriam falar ou pensar de mim. Com o tempo e o amadurecimento comecei a aceitar e me amar do jeito que sou e hoje sou bem menos neurótica com isso. Semana passada fui numa balada com meu namorado, fui de sapatilha e ainda comentei com ele: “se fosse um tempo atrás eu iria de salto só para ficar mais bonita e na metade da noite já ia estar cansada, sorte que não sou mais a mesma de uns anos atrás”. Temos que nos libertar dessa escravidão imposta pela mídia e se importar mais em sermos felizes, seja de cara lavada ou de cílios postiços e batom poderoso! Um beijo!

  40. Miriã Andrade

    Adorei! Não é sempre que tenho vontade de me maquiar pra ir no mercado da esquina, o importante é se sentir bem com a gente! 😉

  41. Gabriela R. Salomon

    Liberdade de escolha sempre! Muito inspirador o texto, Thais. Apesar de ter lido ele desde que saiu no blog 🙂

  42. […] ? Sobre beleza e liberdade de escolha […]