Coisas de Diva Coisas de Diva Coisas de Diva

Quem acompanha o Coisas de Diva deve ter reparado que, ao final das minhas últimas resenhas, havia um aviso sobre minhas mini férias! Pois estou de volta (e já respondi aos comentários retroativos) para compartilhar as novidades! O post de hoje conta um pouquinho sobre o destino que escolhi para passar a virada do ano: Punta del Diablo, no Uruguai!

Tirando meu conhecimento sobre Punta del Este, nunca tinha parado para avaliar se as praias do país eram interessantes como opção turística. Estava tudo certo pra eu passar o fim de ano no Rio, mas a Karina, minha amiga de Porto Alegre, me convenceu a ficar nessa praia de pescadores a 46 quilômetros de Chuí, extremo sul do Brasil.

Faz pouco tempo que Punta del Diablo foi “descoberta” pelo turismo, então tudo por lá é bem simples. De uns anos para cá é que começaram a fazer uns restaurantes mais legais, novas pousadas e, principalmente, bangalôs lindos para aluguel na temporada! A parte triste é que a pesca, fonte de renda tradicional do lugar, começou a minguar: me disseram que, das 25 embarcações que operavam por lá, apenas 5 continuam!

Uma coisa que vale a pena mencionar é que, durante a pesquisa pré-viagem, encontrei poucas informações sobre o local. Muito do que vou dizer aqui é, então, conhecimento de causa! Espero que as dicas ajudem quem está planejando encontrar um lugar ao sol em território uruguaio… Bora?

O caminho que fizemos foi: Curitiba/Porto Alegre, Porto Alegre/Chuí e Chuí/Punta del Diablo. Dá pra ir até Montevidéu e pegar um ônibus pra Punta, mas, segundo a Ana, que foi comigo e pesquisou essa parte, nosso esquema era melhor. Mais informações e um mapinha esperto aqui.

Como a decisão de receber o ano novo lá foi feita um tanto em cima da hora, só conseguimos preço bom na ida se fosse de ônibus (leito, graças a Deus!). Resultado: 12h de viagem até Porto Alegre. No mesmo dia em que chegamos, pegamos o ônibus das 23h até Chuí – importante dizer que o site da rodoviária de Porto Alegre é maravilhoso (pena que não) e só dá pra comprar a ida pro lugar, não a volta (que deve ser negociada direto com a rodoviária do destino).

Pouco mais de 7h depois, estávamos na rodoviária mais zoada do universo. Basicamente, as pessoas falam uma mistura muito louca de português com espanhol, não há sistema de cartão e os 3 únicos bancos da cidade são: Banco do Brasil, Bradesco e Banrisul. Compramos nossa volta lá mesmo, na hora (99 reais, mas aceitam pesos uruguaios também). Depois disso, demos uma boa andada até a rua onde ficam as empresas de ônibus que levam às praias. Compramos a ida e a volta na data programada (custou 52 pesos uruguaios cada passagem – na parte “Outras Dicas” falo sobre conversões).

Pois bem: depois de parar na PF para marcar a entrada no país, em uma horinha estávamos em Punta del Diablo! Pegamos um táxi até o hostel (100 pesos uruguaios, preço fechado), mas há também sistema de vans.

O hostel foi escolhido pela Karina e se chama Pueblo Arriba. Não é muito perto da praia, o que achei uma pena, mas a caminhada não mata ninguém. Pela página deles no Trip Advisor dá para escolher o site de reserva! No Booking.com, você deixa os dados do cartão apenas como garantia, pois acerta lá mesmo, em dinheiro. Se eu não me engano, 4 noites saíram coisa de 3 mil pesos uruguaios, cerca de 300 reais.

O hostel, como quase tudo por lá, é bem rústico. Há quartos para 8 ou 4 pessoas. Cada hóspede tem direito a um cadeado para colocar no armário. Eles oferecem roupa de cama e café da manhã (bem simplezinho, só comi uma vez). Uma coisa importante: não há ventilador nos quartos. Estava bem quente mas, inacreditavelmente, não morri de calor. São 3 banheiros femininos e mais 3 masculinos. Há um bar e dá para cozinhar se quiser.

Fora o Pueblo Arriba, fiquei sabendo do El Diablo Tranquilo, na Playa del Rivero. É de frente pro mar, tem um bar animado (e com comida boa) embaixo e possui quartos individuais ou para duas pessoas também! Me pareceu boa opção. De pousada, me chamou a atenção a Aquarella, também na Playa del Rivero.

A maior parte dos restaurantes fica na Playa de los Pescadores. Lá tem um centrinho com muitos lugares para fazer uma refeição ou petiscar, especialmente frutos do mar! O primeiro que experimentei foi o Café Illy, entre a Playa del Rivero e a Playa de los Pescadores. Servem comidinhas como medialunas, panquecas (ótimas, por sinal!) e saladas. No bar do hostel El Diablo Tranquilo, experimentei o chivito, sanduíche em que o hambúrguer é trocado por um bife. Ah, tem um ovo frito dentro também (#coisasdemacho)! O Franca é um restaurante mais refinado e fica perto do Pueblo Arriba. Tem umas mesas ao ar livre e o jantar é a luz de velas. Comi uma entradinha de camarão com molho de queijo muito boa por lá! O único defeito é o atendimento, fraco pelo preço. Por último, para quem busca um italiano, tem o Resto Pub 70, na entrada da Playa de los Pescadores! Os meninos comeram milanesa e adoraram!

São 3 as praias de Punta del Diablo: Rivero, Pescadores e La Viuda. A mais convidativa para mergulhar é a primeira, apesar da água um pouquinho gelada. A Playa de los Pescadores é bacana para passear – nas pedras, há um monumento que pode ser acessado quando a maré está baixa. Dá para ver os pescadores trabalhando e sua embarcações na areia. La Viuda eu infelizmente não conheci porque é mais distante e estava à pé!

Vale dizer que uma boa opção é ir de carro, porque há muita coisa bacana além de Punta del Diablo para se ver! Tem um parque nacional, um lago e outras praias bonitas.

Mais coisas que é bacana comentar… Se você não mora em Porto Alegre e quiser seus pesos uruguaios com antecedência, precisará entrar em contato com as casas de câmbio previamente para conseguirem a moeda. Aqui em Curitiba foi chato de arrumar uma cotação boa e a quantidade que queríamos! No fim, saiu 1 peso = 14 centavos de real. Para vender o que sobrou, lá em Porto Alegre, foi 1 peso = 10 centavos de real. Tem um câmbio dentro do Shopping Total, o que facilitou bastante a vida. Em Curitiba, nossa negociação foi feita no câmbio do Shopping Palladium (não recomendo, atendimento péssimo).

Todo esse papo sobre dinheiro é porque em Punta del Diablo não se aceita cartão em praticamente nenhum lugar. Por isso, vale calcular uma média pra cada dia + o valor a ser pago no hostel. Eu e Ana levamos 10 mil pesos uruguaios e ainda sobrou dinheiro! O cálculo foi feito para 4 dias.

Outras besteirinhas. A vida noturna lá não é muito agitada não. Cada hostel tem seu bar, onde dá pra conhecer gente do mundo todo e só há uma grande balada, que se chama Bitácora (muito longe, não fui). Não deixe de comer o doce de leite uruguaio, que é muito bom! Tem até licor de doce de leite, delicioso, parece Amarula! Só existem 3 táxis na cidade toda, portanto, marque o que precisar com antecedência. Dá até para ir mais confortavelmente ao Chuí, por preço fechado de mil pesos. Falando na cidade, existem vários freeshops por lá, que abrem por volta das 10h. O Natural, que foi onde eu entrei, tem uma variedade bacana de cosméticos, mas não acho que os preços valham tão a pena.

Ufa, acho que encerro aqui esse post gigante sobre a viagem! Um beijo grande pra quem leu até aqui porque vai pra Punta del Diablo ou simplesmente por interesse no assunto. Espero mesmo ter ajudado as turistas de plantão!

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
84 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários
Nos conte o que tem a dizer

Para usar avatar, cadastre-se com seu email em gravatar.com
O que nossas divas já nos disseram
  1. CamilaBR

    nossa, amei esse post! Punta del Diablo, quero ir!!! simples e alternativo, sem deixar de ser mega estiloso!!!

  2. Nossa, que delícia!
    Esses lugares que ainda não são muuuuito badalados são os melhores!!
    Fora que viajar pelo Brasil tá um absurdo de caro e muitas vezes sem opções e serviços que justifiquem o que é preço cobrado… Melhor desbravar outros territórios mesmo! 😉
    Adorei a sugestão de lugar, nunca tinha ouvido falar!

    • Elaine

      Tmb gostei mto do post! Nunca tinha ouvido falar deste lugar.
      Concordo com vc Marcela, viajar pelo Brasil está ABSURDAMENTE CARO! Os preços (da maioria) não justificam os serviços! Dá mta tristeza e raiva pq tem mto lugar lindo pelo Brasil afora… E a Embratur ainda tem a cara de pau de fazer comerciais com “conheça o Brasil”.
      Sempre q possível, meninas, vcs poderiam fazer este tipo de post na volta das viagens de férias/feriados. Sempre é bom conhecer lugares diferentes e, quem sabe, planejar conhecê-los.

    • Tá caro mesmo viajar por aqui! Uma conhecida minha me disse que ir pra Punta Cana está só um tantinho mais caro que ir pro nordeste… Uma pena, porque isso só desincentiva o turismo nacional!

    • Elaine

      E a maioria dos resorts no Caribe são all inclusive, né Thaís? Dependendo do perfil, é uma opção (tem gente q não gosta desses pacotes fechados). Pq alimentação tmb é outra facada nos lugares “tipicamente” turísticos… Como vc disse, desanima MUITO viajar por aqui.

  3. Mah

    Adorei seu post da viagem e também adoro os posts grandes.
    Parece ser um destino bem agradável e também não foi um absurdo de caro!
    Deu até vontade de ir para lá agora… Pena que eu não pego férias aqui no trabalho tão cedo 🙁

  4. denise

    ameiii essadica de viagem!!!

  5. Mariana Leão

    Huuummm que chique hein!!
    Ferias merecidas a sua né?
    Lindoo lugar
    Beijos 😉

  6. O post ficou ótimo!!!
    Nada cansativo.
    Li por prazer mesmo….não pretendo ir para lá.
    Beijos e pode fazer posts maiores sem problemas.
    Andrea

  7. Carla Santos

    Um dos posts mais amados, EVER!!! Me fez recordar uma das melhores viagens da minha vida!!! Adoro Punta del Diablo… Fui no Carnaval de 2010, e foi maravilhoso!!! Tenho mta vontade voltar!!! Quem sabe um dia… Beijos, Thais!!! Bom retorno ao blog!!! 😉

    • Lá é uma delícia! Legal conhecer gente que também foi 🙂

  8. tania

    Hum,férias no estilo “Indiana Jones”, até imaginei que a agua devia ser mais gelada mesmo.
    Só não curti o nome do lugar,que tá mais pra um filme do tipo”eu sei o que voces fizeram no verão passado” 😀
    Que lindinha as havainas de andorinhas!

    • HAHAHA!

      Diz que o Punta del Diablo é por causa da geografia do lugar, que lembra um tridente. 😉

      As havaianas são da Ana, da Carmim! Mas é de coleção antiga já. 🙁

  9. Marla

    Thaís,

    Adorei o post! Primeiro, parabéns pelas férias. Certamente, merecidas! Acho que vou incluir Punta na wishlist de viagens. Conheço muito menos do que gostaria da América Latina e adorei o roteiro que vc fez.
    Obrigada pelas dicas!

    • Eu também! Só conheço Uruguai, Argentina e Paraguai (hahaha). Tô super querendo ir para o Peru!

  10. Tatiana Ferreira

    Olá Thaís, adoro esses posts sobre viagens! Valeu!

  11. Daniella Cotta

    Nossa, como amei esse post!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Vou conhecer Punta dos Diablos com certeza!
    Beijos

  12. lindaaas! amei as fotos, queria muito ter ido junto.. mas nosso carnaval vai compensar! 😉

    • Babiii! Agora é Rio de Janeiro com os melhores cariocas ever! <3

  13. mariana teixeira

    AMEII!!!
    passei o ano novo por lá e sou suspeita!!! sou frequentadora dessa praia faz tempo!!!
    sempre alugo casas e dessa vez fiquei mais afastada, perto do bosque!!!!
    recomendo mtoo!!!

    • Ai, da próxima quero alugar casa, mas indo de carro, pra conhecer tudo! 🙂

  14. Amanda

    Adoro ler tudo sobre viagens!! Mesmo que não tenha a intenção de conhecer o lugar… O post está ótimo, e nem um pouco cansativo!! Bjs

  15. Thais

    Lindo post, Amei as dicas, pretendo ir ano que vem 🙂

  16. Van

    Linda as fotos…
    Adoro essas dicas de viagens!

  17. marcia

    oi, Thais

    adorei seu post.
    Vc poderia dar uma ideia dos preços de alimentação e hospedagem?
    Mais ou menos quanto se gasta por uma viagem dessas, como a sua?
    muito obrigada
    Feliz 2013 pra vc e pras meninas do blog
    bjo

    • Oi, Marcia!

      Então, eu levei 10 mil pesos uruguaios (mil reais) para quatro dias e ainda sobraram 3 mil pesos, mesmo pagando o hostel (que foi tipo 3 mil pesos também). Sendo uma boa gastadora, você usa, em média, 1,5 mil pesos por dia. 😉

      Espero ter te ajudado!

  18. Priscila

    Nossa adorei esse post, tudo muito bem explicado e com dicas bem legais continue fazendo esse tipo de post pois me deu a ideia de viajar para la um lugar que nunca ouvi falar e pelo que vc descreveu parece bem bacana de conhecer ( para quem gosta de lugares rústicos ).
    Bjs adoro o Blog <3

    • Oba! Fico feliz que tenha gostado. Me animo a fazer mais quando viajar novamente!

  19. Você chegou a ficar em Chuí? Fui pra la ano passado e odiei!
    Cidade muito feia, suja, desorganizada! Foi o ó conseguir comer alguma coisa decente lá! Achei horrivel!

    • Fiquei por algumas horas e quase morri com aquele lugar horroroso! Minha sorte é que era só ponto de passagem mesmo. Fomos tomar café da manhã e nos cobraram coisa de 30 reais por dois cafés e dois queijos quentes. Nem a Casa do Pão de Queijo pede tanto por um lanche!

  20. Adoro a forma como tu escreve teus posts, Thais! Por mais que o texto seja grande, eles têm uma fluência que a gente vai lendo e quando vê chegou ao fim.
    Punta del Diablo deve ser bem interessante, mas pelo que tu falou creio que ir de carro é uma boa mesmo! A próxima vez tens que ir a Rivera, se quiser fazer compras! Lá a cidade é bem mais organizada e bonitinha que o Chuí, tem hoteis e restaurantes bons e eu acho muito bom de fazer compras (principalmente cosméticos, bebidas e frescurites).
    Beijos!

    • Obrigada, guria! Pra uma jornalista, isso é um baita elogio. <3

      Gostei da dica de Rivera, porque olha, Chuí é O CAOS!

  21. Carolyne

    Oi, Thaís!

    Sou de Brasília e acompanho o Coisas de Diva há algum tempo. Achei seu post interessante e comento pq já estive em Punta del Diablo em 2010. Na época, foi uma alternativa pq não consegui hotel em Punta del Leste. Aliás, Punta del Diablo é bem diferente de Punta del Leste. É alternativo, pouco explorado, as hospedagens são beeem simples, comércio simples, td simples. Na época, achei algumas coisas precárias, a exemplo do comércio msm.
    Peguei um ônibus, saindo de Montevidéu. Precariedade. Achei até perigoso, pois era alta temporada, e o ônibus vai MUITO lotado! Gente que não acabava mais!
    Não vi muitos restaurantes, lembro que achamos melhor comprar comida no mercadinho e levar para o hostel, o qual tb era beeeem simples.

    • Realmente, em comum os dois lugares só tem o “Punta” no nome! hahaha

      Apesar da rusticidade, acho então que as coisas melhoraram de uns anos pra cá. 🙂

  22. Pamy

    Adorei o post, bem explicadinho, deu vontade de viajar!!! Bjs

  23. Raíssa

    Adoro posts de viagem, acho que vocês deviam fazer sempre, se pudessem! :))
    Eu fui para o Uruguai algumas vezes, mas nunca tinha ouvido falar desse lugar. Espero que a cidade não seja muito prejudicada quando o turismo “explodir”.

  24. Maja

    Post e lugar lindos Thais!!!!

  25. Iraia

    Conheci Punta del Diablo no final de 2010, já voltei lá no Carnaval, no invernão, na primavera… na primeira vez fiquei no El Diablo Tranquilo da praia num quarto para 6 pessoas de frente para o mar e recomendo muito, hostel limpinho, aceita paypal, wi-fi e café da manhã bem decentes, os atendentes todos prestativos e educados, o bar do segundo andar tem uma varandona de frente para o mar tb, com redes e mesinhas pra curtir o por-do-sol e o crepe de doce de leite do restaurante térreo é uma das coisas mais gostosas que já provei na vida. Nas outras vezes eu e meu marido fomos com grupos de amigos e então ficamos sempre em bangalôs. Só não recomendo muito ir para lá no inverno. Eu amo inverno, amo frio, sou da serra aqui do RS, mas olha, tive que dormir com 3 cobertores, calça, blusão de lã, meião, fogo na lareira, e o vento que zunia enlouquecidamente lá fora parecia entrar e varrer a casa a cada 5 minutos.
    Se for de carro, vale muito à pena dar um pulinho em La Paloma e La Pedrera, que também são lindas e ficam bem pertinho. Parar para conhecer o forte de São Miguel que fica na metade do caminho entre Chuy e Punta del Diablo, construção linda, super conservada (se não me engano abre todos os dias após as 14:00h). Ou dar uma esticadinha até Punta Ballena e assistir ao por-do-sol no Café do terraço principal da Casa Pueblo. 😀

    • Dicas ótimas! E olha, senti um gostinho do frio no último dia lá. Cortante!

  26. Edna Yumi

    Oi Thais, Feliz Ano Novo pra vc sua linda, amei seu texto e de como vc descreveu tudo, amo essas dicas de viagem, principalmente qdo são de lugares que fogem um pouco do circuito “super turístico”, qdo puder dê dicas assim Thais, adorei e já separei as dicas nos meus favoritos, dos nossos países vizinhos só conheço Argentina, mas com certeza vou convencer o maridão a explorar lugares assim, nesse fim de ano fiquei em Porto Alegre, que eu amo, ia passar por Curitiba, mas não deu, mas vou agora no carnaval porque odeio carnaval e fujo desse tipo de agito que rola aqui em SP.
    Bjs!

    • Edna, quando der um pulinho aqui, avisa a gente! (:

    • Edna Yumi

      Aviso sim, fala prá Sá que vou me jogar no Jujuba prá fazer uma lista de onde engordar hahaha, bjs, 😀

  27. Karina

    Oi!! Que bom post! Gostei como voce escreve!
    Sou uruguaia e vou há 3 anos a Punta del Diablo, tem muita noite agora, a proxima vez deve ir a bitacora, adoro essa balada, é bem divertida e agora tem outra balada grande, mas essa ainda nao conheco..
    Se alguem quiser viajar mais em conta para lá tambem tem campings, algum mais rustico e algum mais chique, como é o camping que fica longe de centro, mas tem piscina e um bus que leva ate o centro sem custo..
    Se alguma vez quiser alguma dica de uruguai pode me procurar!
    Bjs

    • Uau, temos uma leitora uruguaia, adorei! Valeu pelas dicas!

  28. Regina

    Adorei o post!!!! Adoro dicas de viagens vindas de pessoas “gente como a gente”, hahaha
    Vou incluir Punta del Diablo nas viagens futuras!
    Beijo!

  29. Fernanda

    Oi Thais!! Gostei mtão do post, já tinha ouvido falar do lugar e me deu vontade de ir!! Moro em Porto Alegre e trabalhei um tempo em casa de cambio e quem for viajar p Uruguai ou Argentina é bom reservar a moeda antes, mesmo se morar aqui. A maioria das lojas faz isso. As vezes, em época de férias ou feriadão, falta moeda e é bem díficil de conseguir, mesmo as casas de cambio tem dificuldade em comprar. Se quiser trocado, senta e reza!! As casas de cambio do aeroporto geralmente tem peso, mas as de fora nem sempre. Bjss e espero ter ajudado!!

  30. Rosana

    Thais,

    O nome correto do free shop é Neutral. Uma das coisas que vale a pena comprar no free shop é bebida. Muita gente (quando quer tomar biritinhas boas), aproveita a ida pra praia para comprar bebida lá.
    Fica a dica para quem quiser! =D

    • Rosana

      Ahh, pra quem quiser saber o que vale a pena ou não comprar, vale visitar o site da Neutral antes (http://www.neutral.com.uy/).

      E não é um amor as casinhas com nomes?

    • Rosana, o Neutral tava fechado ainda quando eu fui! O Natural fica do ladinho. Comprei uma Absolut Peach por 25 dólares lá, hihihi!

    • Rosana

      Ahhh… A Neutral é a maior que tem no Chui (o que não significa muito lá) e com os preços mais em conta! E eles têm um cartão que, acima de tantos dólares, ganha desconto. Nada extraordinário, mas desconto!

  31. Fernanda

    Thais, amei o post! Suas dicas foram ótimas, bem explicado e nada cansativo, muito gostoso de ler. Adoro dicas de viagem!!!

  32. Josi

    Muito bem elaborado o post. Parabéns!! Fui pra lá em março e pretendo voltar para conhecer outras praias do UY!!!

  33. Mônica

    Adorei suas dicas… Tinham me falado que la tem belos lugares para conhecer, é mesmo um ótimo destino… Depois de ler este post até animei 🙂

  34. Danielinha

    Thaís! Guria que pernada hein! Eu vim (ainda estou) em Canoas que é coladinha em Porto Alegre, de carro e achei muuuuuito longe! Vcs foram muito corajosas aventureiras. Mas pelas fotos acho que valeu a pena, primeiro pq praia é sempre bom em qualquer lugar (na minha opinião) e pela experiência de conhecer um novo país.
    Fiquei com vontade de conhecer tb. Bjos

    • Dani, querida! Aproveite bem o seu descanso. Beijão!

  35. Helo Inoue

    Que graça, Thaís !!!!!!!!!!!!
    Dá pra perceber que foi uma aventura bem energizante! ahaha Chuí que o diga! hahaha

    beijos!

    • ENERGIZANTE! hahahaha Nem me fale do Chuí, Jesus.

  36. Franci Pacheco

    Eu li até o final só por interesse mesmo \o/ Amei :]

  37. Andréa

    Espero que você tenha se divertido muito mesmo, porque o réveillon no Rio foi o mais lindo em anos! Se você nunca foi, não perca outra oportunidade. Mas tem que ser em Copa! Sim, é caro, mas é tudão!
    Beijo

  38. Indiara

    Thais, adorei suas dicas!
    Eu sou de Porto Alegre e ja fui pro Chui fazer compras (maior indiada da minha vida, que lugar horrivel), e nem sabia da existencia de Punta Del Diablo, ali pertinho.
    Suas dicas (ótimas por sinal) só me fizeram querer ir pra la no carnaval. Adoro lugares rusticos pra esquecer da vida urbana, haha.

  39. Julia Kubrusly

    Adorei o post!! Passei o reveillon lá também, só que do outro ano (2011/2012) e fiquei num camping bem lindinho. Adorei ler o post sobre esse lugar quye é maravilhoso e quase ninguém conhece. Eu fui nesse esquema de ônibus também (não exatamente assim pq eu já estava no interior do RS, mas desci até o chuí e de lá peguei outro ônibus)

  40. Claudia Magalhaes

    Que delícia de lugar Thais.
    Até deu uma vontade de descançar a baira mar.

  41. Gabriele

    Bah guria, que coragem de encarar toda essa estrada! Passei por Punta del Diablo um pouco antes de ti e fiquei no mesmo Hostel, pena não ter dado a coincidência! Fizemos todo o litoral do Uruguay, até Colonia del Sacramento, então acabamos ficando poucos dias em cada local. Como sou de Porto Alegre pretendo voltar no carnaval, até porque as praias do RS não são nem um pouco “animadoras” e enfrentar a BR-101 até SC em um feriadão também não é uma opção sensata, hehehe! Recomendo para quem pode ir de carro, que vá com tempo e percorra todo o litoral do Uruguay, é um país pequeno, com estradas ótimas (sem buracos e sem muito tráfego) e o povo é de uma simpatia sem fim!! Amei e já convenci minha sogra a fazer o mesmo roteiro que fizemos, ela sai agora na quinta-feira 🙂 Ah, feliz 2013!!!

    • Nossa, deve ser uma delícia conhecer tudo! Pela amostrinha que tive, já adorei.

  42. Me interessei muito pelo lugar! Quero visitar!

    E sobre a vida noturna, pra que diablos você estava procurando uma casa noturna? Quando se vai a um lugar, especialmente longe de casa, é pra curtir aquilo que o lugar tem de especial! Casa noturna tem em toda esquina e são bem parecidas no mundo todo!

    Me lembro da turma da formatura do ensino médio pagando quase 6 mil reais pra passar 7 dias em Bariloche, com direito a 5 baladas. No dia seguinte, quem iria ter forças pra esquiar? E pagar tudo isso pra ir em baladinhas? Jesusmariajosé!

    Esse lugar parece ser lindo justamente por não se parecer com nenhum outro e ser bem rústico e antiquado, já que não aceitam nem cartão… Tomara que não vire um point mundial super lotado de turistas!

  43. Fabiana

    Caraca, vou me tornar uma blogueira. Viagens internacionais, milhares de brindes, muita grana! hahaha.
    Realmente, alguns lugarzinhos ao Sul saem mais baratos do que os maravilhosos resorts do Nordeste… Mas ainda prefiro conhecer o Brasil em sua totalidade.

  44. Lorena

    Olá Thais, fiquei muito feliz ao ver o teu poste! Sou filha de pais Uruguaios e eles sempre falam dessa praia, mas nunca me deram tantos detalhes desse lugar. Deve ter sido um passeio lindo e em breve acho que vou passar umas férias lá 🙂 Beijos

  45. Angelica

    Adorei o post!

    As fotos ficaram LINDAS! Deu uma vontade de viajar…

    Beijos

  46. Bianca

    Muito legal esse post Thais! Deu até vontade de fazer uma viagem rs…
    Bj

  47. Miriã Andrade

    Adorei o post e as dicas, Thais! É muito bom poder conhecer novos lugares sem sair de casa! 😉

  48. Olha, eu não fui a Punta del Diablo… Fui so a Montevideo, que eu achei bem fofa, é tipo uma Buenos Aires, só que mais tranquila. Não sei se você teve essa impressão tb mas achei os uruguaios, de uma maneira geral, tranquilos. Realmente parece que eles não tem aquela vibe nervosa de cidade grande, de estarem sempre atrasados e de ter que correr pra fazer tudo rapidinho… Achei isso engraçado em Montevideo. E eu fui tb a Colonia del Sacramento, que é bemmmm fofa, é de praia (fui e tava meio frio) e é cheia de história. Adorei.
    Se você vem pro Rio no Carnaval, vai preparando os pezinhos porque no Carnaval aqui, normalmente é calor e os pés sofrem muito! Uma dica importantíssima: nada de rasteirinhas abertas, invista num tênis baixo confortável e venha ser feliz nos blocos (que são a melhor parte do carnaval carioca!)

    Beijos!

  49. Ah, faltou uma coisa: AGUEI PROFUNDAMENTE nessa foto dos churros! hahahahahaha!

    Bjs!

  50. Michele Bdz

    Adorei o post Thais…

    Adoro lugares assim, meio ‘crus’… Realmente parece um lugar esplêndido …

  51. Mariana

    Adorei! Boa ideia para as próximas férias!

  52. Jéssica

    Punta Del Diablo é tudo de booooom!!!
    Passamos um feriadão lá, ADORAMOSS!!!
    E aainda tem a Bitacora!!!!! RECOMENDO
    beijosss

  53. Julia

    Adorei o post! pois sou uruguaia, fui em janeiro deste ano com amigos e amigas e acampamos en santa teresa, fomos 10 dias e gastamos 7000 pesos uruguaios em total(pasagems ida e volta Montevideo-Punta del Diablo,camping,entrada para as baladas todos os dias, comida etc,sem nos privar de nada) é um lugar tranquilo a 14 km de Punta del Diablo, na noite ibamos de carro a punta del diablo pras baladas, tem duas; bitacora e El Club, bitacora nao e tao boa como el club! lastima que nao conheceram. espero que tenhan gostado do Uruguai. (perdoem as faltas ortograficas fiz o que pude jaajajaja)Faltou dizer que o melhor momento para ir e entre o 1 e o 10712 de janeiro

  54. Luana Garcia

    Oi, adorei teu post
    To pensando em ir nessa virada do ano pra lá, mas to com dificuldades em achar o tranporte.
    Como são os horários dos ônibus que fazem chuy/punta del diablo e vice-versa? Onde conseguiu essas informações sobre os ônibus?

    Obrigada!

  55. Larissa Caldeira

    Como são os horários dos ônibus que fazem chuy/punta del diablo e vice-versa? Onde conseguiu essas informações sobre os ônibus?

  56. Mario

    Muito bom o blog , vou passar o fim de ano em Punta del diablo alguem ae vai?…Gato Mario .

    Obs: Parabens mais uma vez pelo blog!.

  57. Herica

    Olá, Estou indo para Punta del Diablo agora no carnaval e esse post me ajudou muito! Gostaria de saber se tu reservou algum táxi para ir da entrada de Punta del Diablo até o centro da cidade, pois vi que a caminhada pode ser bem longa haha. Grata desde já!

  58. Renata

    Preciso te dizer algumas coisinhas caso pense em voltar, ou para quem vá ler os comentários: muitos lugares em PDD aceitam reais, restaurantes, cabanas, hostels, lojinhas. A grande maioria. Experiência de quem frequenta PDD anualmente há pelo menos dez anos, moro em Pelotas-RS, a 300km.
    E nada de táxi nem carro gente, só pra chegar, pois a caminhada é que vale a pena, nada é tão longe assim, nem La Viuda. Caminhando para a esquerda da Praia do Rivero se chega à Praia Grande, a subida pela areia é meio cansativa, mas vale a pena, chegando lá a visão panorâmica de todas as prais é deslumbrante. O encanto de ir olhando as casas e cabanas coloridas, faz parte da magia de PDD…
    Enfim, minha opinião, mas vejo que fizeste um passeio bem bacana.

  59. Camila

    Oi! Adorei as dicas!
    Vou pra lá no carnaval!
    Gostaria de saber se os 10 mil pesos foi para duas pessoas e se tava incluido o valor do hostel ou não…

    Gracias!