Coisas de Diva Coisas de Diva Coisas de Diva

Vocês acham que eu ia ficar duas semanas fora sem fazer na volta um Guia de Viagem Roma com tudo o que curti por lá? Nada disso! Nesse post, divido todos os meus conhecimentos de causa sobre a capital. Numa segunda parte, contarei melhor sobre a hospedagem, os passeios, o curso, a comida e a noite na cidade. Acompanhem comigo!

Como é Roma no verão?

Guia de Viagem Roma

Quente. Quente pra… Ok, entenderam, né? hahahaha Teve um dia em que a sensação térmica na cidade era de nada menos que 46 graus (!!!). Se possível, leve sempre um leque, esse maravilhoso acessório salvador de vidas, hahahaha! Ou seja, é para as fortes. Mas o lado bom é que escurece tarde, por volta das 21h30, e tudo fica mais bonito com um belo dia de sol. Fora que sempre dá para tomar um gelato para se refrescar!

Qual o preço da água por lá?

Guia de Viagem Roma

Parece uma pergunta meio bocó, mas acreditem: eu mesma já me questionei isso sabendo que o verão estaria bombando e eu passaria o dia inteiro para lá e para cá. Perto dos pontos turísticos, a água é, claro, mais cara, por volta de 2 euros para uma garrafinha de 500 ml. Mas também é vendida em todo canto, não dá para reclamar. Já em outros locais, como o mercadinho embaixo do hotel, pagava coisa de 1,50 euro por 1 litro de água.

Importante mencionar também que Roma tem milhares de bicas de água espalhadas nas ruas. Muita gente enche as garrafas e toma daquelas fontes mesmo, mas eu tenho medinho de passar mal e nunca arrisquei. Tomei um gole da água de uma colega e achei o gosto ok. Os romanos dizem que a água dos nasoni (significa narigões, é a forma como eles chamam as bicas de lá) é potável. Mas comigo não teve jeito: sou chata pra essas coisas, admito!

O que é melhor usar para passear?

Guia de Viagem Roma

Pois vejam bem. Como sabia que estaria calor, levei muitas blusas de alcinha, shorts, saias e vestidos sem manga, em tecidos confortáveis e que não esquentassem. Quando ia visitar igrejas, me precavia levando um lenço para cobrir os braços, exigência para a entrada em muitas delas. Em algumas, quando não havia nada para se cobrir, eram ofertados lenços em troca de uma contribuição voluntária.

Para calçar, coloquei rasteirinhas, Havaianas e tênis baixos, tipo Vans. Porém, contudo, todavia, nenhum deles é realmente bom para os pés, porque andar é a coisa que mais se faz em Roma e as dores, bolhas e afins são inevitáveis. Algumas meninas do meu curso usavam tênis de academia, mas reclamavam que esquentavam muito os pés. Então, minha dica é escolher o que houver de mais confortável e ir alternando.

Os romanos falam inglês?

Guia de Viagem Roma

Como se trata de uma cidade turística, a maior parte fala, sim (daquele jeitinho, mas dá para entender). Porém, sempre há aqueles que não entendem nada e só conversam em italiano. É por isso que, para ninguém passar aperto, recomendo o livro Italiano – Guia de Conversação, da Lonely Planet, editado pela Globo Livros. Ele é pequenininho e dá para carregar pra todo lugar. Tem dicas de pronúncia, frases básicas e conjugação de verbos!

Eles são receptivos?

Guia de Viagem Roma

Ai, essa vai ser a pior de responder (detalhe que fui eu mesma quem criei, hahahaha). Não muito e, às vezes, nem um pouco. Não é correto generalizar uma população inteira sob o prisma da minha experiência, mas aconteceram várias histórias comigo e com muita gente que conheci por lá – dos colegas do curso, que eram do mundo todo, a brasileiros reclamando na fila do avião de volta pra cá. Porém, tive a sorte de ter professores e coordenadores muito legais no curso – com eles, tudo certo!

Colecionei uma lista de broncas desnecessárias e grosserias gratuitas. Vou contar alguns exemplos. Entrei com a minha mãe num restaurante vazio, sem ninguém para nos recepcionar. Esperamos um pouco e decidimos sentar numa mesa de 4 lugares. De repente, surgiu o garçom mandando a gente levantar porque mesa de 4 lugares é pra 4 pessoas, e não 2, e nos “sugeriu” – basicamente, apontou o dedo – uma mesa péssima de 2 lugares. Repito: restaurante vazio! Outra vez, estava no refeitório da universidade almoçando com o pessoal e levantei da mesa para pegar mais suco. Um cara disse para eu falar mais baixo porque estava atrapalhando a conversa dele com os amigos. Detalhe: estava uma gritaria no lugar vinda de todo canto. E, para finalizar algumas das pérolas vividas na cidade, teve também a bronca que eu levei de uma mulher porque sentei numa mureta para tirar foto. E não era por proibição do local! Ela disse que era “para minha própria segurança”. Sim, depois da mureta tinha um despenhadeiro, mas ela tinha aproximadamente um metro de espessura, hahahaha!

É fácil se locomover?

Guia de Viagem Roma

Sim e não. Calma que eu explico! Sim porque não dá para negar que Roma é muito bem servida de transporte público – tem metrô, tram (escrito assim mesmo, é tipo uma rede de bondinhos que vai pra todo canto) e ônibus. Em todo ponto, há placas informativas das linhas com o trajeto, o que ajuda bastante. Ah, e tem também um app chamado Muoversi a Roma (para Android e iOS), que indica trajetos e linhas para uma força extra.

A parte do não é fácil é porque todos esses meios de transporte ficam bem lotados, especialmente na hora do rush. Pegar táxi sai caro se a gente converter para reais e andar a pé, apesar de ser ótimo para conhecer tudo de pertinho, cansa pra caramba – mas foi o que mais fiz. Inclusive, usei muito o Google Maps por lá e deu tudo certo.

E os trens para outras cidades?

Guia de Viagem Roma

Pretendo falar melhor disso quando contar das viagens de final de semana para Florença, Pádua e Veneza, mas já adianto: uma das maiores estações de Roma se chama Termini e é de lá que partem os trens para outras regiões da Itália. De todas, é a mais central. Os trens são super tranquilos e têm velocidades variadas – há os mais rápidos e os mais lentos. Vale pegar um trem se a chegada do avião for pelo aeroporto Leonardo Da Vinci (Fiumicino), que vai ao Termini. Na volta, eu e minha mãe preferimos um serviço de van particular que nos saiu 30 euros para 2 pessoas. Muito mais barato que táxi! Fico devendo o contato pra vocês, assim que tiver atualizo aqui.

Rola internet no celular?

Guia de Viagem Roma

Preferi não habilitar meu número brasileiro para ser usado na Itália porque sabia que poderia comprar um chip com número local. Fui até a TIM e paguei 19 euros para ter acesso à internet e ligações locais por um mês. Valeu muito a pena, porque usava o celular pra me localizar, falar no Whastapp e até rotear o acesso à internet pro meu laptop – foi assim que fiz os diários de viagem! Para vocês terem uma ideia, no hotel o wi-fi custava 10 euros por semana. Pra quem não quiser nada disso, alguns lugares disponibilizam wi-fi free, mas é preciso ficar de olho.

Tem shopping em Roma?

Guia de Viagem Roma

Tem, mas são afastados do centro da cidade, porque servem à população que mora nos arredores. Os mais famosos são o Romaest e o Porta di Roma. Visitei o segundo num domingo com a minha mãe e pegamos um tram e um ônibus para chegar lá. O tempo de locomoção foi de uns 40 minutos. O shopping é enorme e muito, muito cheio (talvez pelo dia), mas tem várias lojas concentradas, como Apple Store, Zara, Sephora, Ikea, Decathlon, Leroy Merlin e até um supermercado!

Tudo isso dá para encontrar no centro, porém, as lojas são de rua e ficam espalhadas pela cidade. Para quem procura roupas, calçados e acessórios, minha dica é ir na Via del Corso (que tem Zara, H&M e Mango) e na Via Condotti (só com coisas ricas, tipo Prada, Gucci e Miu Miu). Aguardem que vai ter post só sobre comprinhas!

Ufa! Não teve jeito e terei que deixar o restante das dicas do Guia de Viagem Roma para um próximo post. Então esperem que vai rolar!

Para ver meus diários de viagem, basta clicar aqui e aqui. E nesse post tem uma reflexão sobre viajar e se virar sozinha no exterior!

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
52 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários
Nos conte o que tem a dizer

Para usar avatar, cadastre-se com seu email em gravatar.com
O que nossas divas já nos disseram
  1. lucimara.orto

    Thais,enchi minha garrafinha na bica dentro do coliseu, e achei o maximo rsrs. Historia pura!!! Adorando seus posts. bjao

  2. Fernanda Gabriela

    Tenho problemas com água de rua tb. E com água de torneira que dizem ser segura por aí. Acho que é mesmo noia, mas tb prefiro gastar com água mineral.
    O post ficou muito bom. Deu aquela vontade de ir e experimentar tudo. Ah exceto os 46 graus. Kkkk isso eu passaria. Kkkkkkk Acho que eu teria um troço. E olha que sou meio que acostumada com calor, mas o extremo acho que não aguento não. Prefiro frio extremo mesmo. Kkkkk

  3. Márcia Daniella

    Post super legal!! Parece que estávamos lá com vc de tão rica que foi sua descrição. Amei!! Já to ansiosa pelo post de comprinhas :*

  4. amei o post bjs : )

  5. gleika bernardo

    adorei o post..cheio de detalhes…e confesso fiquei com uma vontade de daqui uns 2 anos depois da minha especialização fazer algo parecido..parece ter sido tao rico..

  6. Izabel

    Adorei!!! Minha estadia em Roma foi parecida com a sua, apesar de ter sido mais curta.
    Mas fiquei com uma impressão estranha do povo de lá, parece que todo mundo está gritando e brigando em todos os lugares!
    De qualquer maneira, o passeio é interessante e os lugares são lindos.
    Estou curiosa com as outras viagens! 🙂
    Conta logo!!!

    • Guria, é isso mesmo! O povo sempre parece estar brigando… Acho que é a entonação e a altura com que falam o italiano! hahahaha

  7. Adoreii…e seu blog e lindo,depois dar uma passadinha no meu http://www.bonekinha-loira.blogspot.com Eu adoraria viajar conhecer lugares assim…já que vc tem essa oportunidade aproveita bastante. Já passei por sensação térmica de 49°C a 50°C a maior do RJ. Foii horrível mas passa…haha. bjokas

  8. Ludmila

    Adorei as dicas Thais.muita riqueza nos detalhes. me fale uma coisa. Esse plano da tim a internet ra ilimitada? Qtos megas disponibilizaram para vc?
    Acha tim no aero ja?
    E please indique mesmo esse contato da van por 30 euros..preço super bom!!,
    E a segurança o que achou? O tax free fez? Soube q la é 15%!
    Bjs
    Vou em setembro espero pegar esse mega sol rs

    • Então, se eu não me engano, era internet de 4 gigas. Não vi TIM no aeroporto, mas existem lojas de rua e essa do Termini que comentei!

      Não fiz tax free porque não rolaram compras grandes, mas se você quiser dá para ir num guichê do aeroporto antes de voltar pro Brasil.

      Beijo!

    • Jeyce

      Thais, e sobre o contato a van que fez o transfer??
      Preço ótimo… usarei no mês q vem e seria ótimo obter o contato.
      Alias, o serviço foi bom e pontual? indicado por alguém?

  9. Juliana

    Thaís, amei o post e as dicas!!

    Com certeza um dos meus próximos destinos será Roma!

  10. Gabriela Ronchi Salomon

    Quando fez sensação térmica de 38ºC aqui na cidade quase tive um treco, agora imagina com 46º! :O kkkkkk
    As dicas foram valiosas, Thais 😀
    Aguardando os próximos 😀

  11. debora

    Eu odiei o povo de Roma.. Oh povo encrenqueiro e cheio do sermão – e se vc é turista que não fala italiano é pior… Mas eu falo italiano e discuti horrores na minha viagem – e de boa, sou tranquila do tipo que no transito de três horas pra chegar em casa não se irrita!

  12. Polyana

    Muitas dicas preciosas para quem está de viagem marcada 😉

  13. Marília

    Romanos tem os pés feios! HAHAHAHA eu sou muito louca observadora e reparava isso sempre no metrô

    • HAHAHAHAHA, que exótico! Só reparei que as mulheres não eram muito encanadas com as unhas – tinha várias com as unhas cheias de resto de esmalte e compridas!

  14. Marília

    Não lembro de ninguém ser especificamente grosso comigo lá, porque estava com minha amiga italiana, mas educados e receptivos eles realmente não são.

  15. Dany Dyva

    Adoreiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii o post. Continua porque tá maravilhoso…
    Thais, agora me conta, o que você fez com a grosseria do songa mongas ali em cima? Fez a moça do acarajé e rodou a baiana?? kkkkk

    • Apesar de não ser do nordeste, rodei a baiana, lógico! hahahaha Sempre com educação, claro, porque não se responde grosseria com grosseria, né?

    • Dany Dyva

      Exatamente! Tem que ter classe e educação só pra tombar com as caras alheias e sair vitoriosa por cima.

  16. Luciana

    Detesto calor, já basta o daqui do Rio. Adoraria conhecer Roma, mas acho que escolheria uma época mais amena. Acho que tenho trauma! rsrsrs.

  17. Sylvia Aline

    as suas dicas são ótimas

  18. Giovana

    Também achei o pessoal muito mal educado. Minha mala foi extraviada e eles simplesmente falaram ‘espera aí pelo próximo voo que chega em 4 horas, talvez ela venha’.
    Fora que em dois lugares que pedi informação foram beeem grosseiros… Mas em compensação, encontrei muitos italianos legais pelos restaurantes, tive sorte!Inclusive achei o preço dos restaurantes bem bom (algumas vezes até convertendo dava mais barato do que costumo pagar aqui na minha cidade! =O).
    Bebi água de alguns pontos, mas preferi comprar também. Fiquei em um hostel perto do Termini e foi ótimo, pra quem não gosta de hostel tem uma área hoteleira bem perto, e o ‘shoppinho’ da estação é bom também: tem farmácia, mercado, sephora… hahahah

  19. Bruna Oliveira

    Thais…

    Ai que saudade de Roma…amei demais a cidade
    Qnto a agua, tomei das bicas sem problema nenhum, até achei mais gelada do que as de garrafinha
    Comi uma pizza quadrada na rua em frente a Basilica de São Pedro. Era uma portinha e entrei lá…uma das melhores pizzas que comi na vida. Peguei um pedaço e sentei lá na rua e me acabei…adorei
    Bjão

  20. Elis

    Eu concordo com você, Thais, no que diz respeito ao quesito Receptividade, pois, também fui “mal tratada”, durante minha estadia, quando lá estive. Porém, é inquestionável a beleza da cidade.

  21. Helaine Baggio

    Italianos sendo italianos! Hauhaahauahuah é uma gente grossa mesmo…sem paciência…meu avô era assim, (e eu acho que tbm sou um pouco, tá no sangue hauhauhahuaha!) Mas gente…não aguentaria um calor de 46º…eu fico uma inútil quando passo muito calor…Gezuz! A pressão baixa e eu durmo pelos cantos…

  22. Adorei o post <3 Com muitos detalhese bem explicadinho! Acho que ficaria chateada-irritada com a grosseria das pessoas lá, mesmo sabendo que esse é o jeito cultural, italiano, espalhafatoso de ser HAHAHAH! Já to ansiosa pelo post de comprinhas! http://simsemfrescura.blogspot.com.br/

  23. Jessie

    Adorei as dicas Thais, estou indo para lá daqui há alguns meses e vou aproveitar algumas.

  24. Naiara

    Acho que os italianos talvez sejam mais exaltados do que estamos acostumados, mas cruzamos com pessoas bem educadas e mal educadas, como em qualquer país. Eu tive um experiência ótima em Roma, nos restaurantes e hotel, mas levando em consideração que falo italiano. Em uma situação, na lavanderia, quando não consegui me expressar direito, o atendente foi muito grosso, levantou a voz e me tratou muito mal, fiquei me sentindo um lixo!! Agora eu dou risada, mas no dia foi horrível. De resto fui sempre bem recebida

  25. Laura

    Seeempre tomo água da bica em Roma! E tb peço água da torneira em qq restaurante – lá é bem comum pedir e eles nunca negam.
    Adorei o post, me deu muita saudade de lá!

  26. Renata

    Amei a postagem…Vontade de viajar em 3,2,1…

    • Sylvia Aline

      depois de um post desse, dá muita vontade de viajar

  27. Paula

    Hahaha Thais, me identifiquei muito nos seus comentários sobre a “gentileza” dos romanos. Eu morei lá um tempo, consegui um emprego de garçonete na Piazza Navona,e no terceiro dia pedi as contas pq o nível de grosseria das pessoas (tanto de colegas quanto clientes) era bem maior do que eu estava disposta a suportar. Já experimentou contar moedas na hora de comprar algo? O vendedor fica puto e reclama na sua cara. E os pais dando bronca aos berros com os filhos no meio da rua? A gente fica constrangido. Mas ainda é um dos lugares mais lindos do mundo, sem dúvida!

  28. Vanessa

    Nossa, eu acho que não aguentaria o calor não, deu até medo agora…

  29. Juliana

    Thais, visitei a Itália em março/2015 e a temperatura variou de 5 a 15° C. Em um período de 15 dias, choveu apenas dois e não atrapalhou o passeio. Fui a Veneza, Florença, Assis, Siena e Roma. A grosseria das pessoas me incomodou um pouco: acho que eles estão de saco cheio de tanto turista… não sei. Mas, de fato, a gente fica constrangido, principalmente porque, no geral, recebe-se muito bem o turista estrangeiro no Brasil. No entanto, vi muito brasileiro fazendo “coisa feia” por lá: furando fila, gritando nas igrejas, tirando foto em lugar proibido, inclusive em plena Capela Sistina – sendo que tive o desprazer de ouvir uma brasileira afirmar que não tinha visto “nada de mais naquela Capela Sistina, que coisa sem graça…”. Olha, só não dei na cara dela porque, após um comentário desse nível, concluí que ela já tinha problemas demais. Em Roma, achei o acesso aos monumentos bem simples e utilizei somente o metrô (comprei o ticket de 48 horas). Sair da estação e dar de cara com o Coliseu é algo que jamais esquecerei!!! Dei a sorte de pegar o Angelus do domingo na Piazza San Pietro: ouvir o Papa Francisco na janelinha rezando o Pai-Nosso e a Ave-Maria, enquanto gente do mundo todo fazia o mesmo em sua própria língua, foi de arrepiar (e olha que não sou religiosa)!!!! Só me arrependi de não ter ficado hospedada na área da Barberini, mais próxima à Piazza Navona, Fontana de Trevi etc., porque gosto de aproveitar o circuito boêmio das cidades. Excelente post: amo as dicas de viagem do Coisas de Diva! Bjos, meninas! 🙂

    • Pois é, menina, mas eles tinham que pensar que o turismo ajuda a sustentar a cidade, né? Tem certas coisas que o turista não tem a obrigação de saber e o mínimo de gentileza sempre ajuda…

      De qualquer forma, concordo com a falta de educação dos turistas no geral, não só brasileiros. O triste é que eu fiz tudo certinho mas levava bronca do nada, hahahaha

  30. Juliana

    Thais e os italianos são bonitos mesmo?? Rsrs…sei que a pergunta é boba mas a fama é que a Itália é dos países com maior concentração de homens bonitos por m². :p
    Brincadeiras a parte, estou adorando acompanhar seus posts sobre a viagem, espero me organizar financeiramente e tbm fazer uma viagem dessas em um futuro próximo. 😉
    Beijos

    • hahahahaha

      Pois então, menina. Acho que me apaixonei mais a cada esquina quando estive na Argentina. Apesar de os caras não serem altos, tem cada gatinho…

      Na Itália, tem homens bonitos, mas não é aquela coisa que todo mundo fala, sabe? Não vi tantos assim. Porém, isso é questão gosto, né?

  31. caroline viana

    demais!!! adorando seu diário de viagem!
    só achei chato a parte da intolerância dos romanos, por ser um lugar muito visitado achava que fossem mais receptivos (educados mesmo rs), mas… acho que em todo lugar tem gente assim infelizmente. No mais, achei muito legal tudo que vc contou, ansiosa para os próximos posts 🙂

  32. Larissa

    thais, amei seu post.
    agora explica onde você comprou esse chip da TIm: foi no brasil ou lá no exterior? Se foi em roma, onde e como conseguiu?

    • Comprei em Roma na estação Termini, onde tem uma loja da TIM!

  33. Miriã Andrade

    Adorando acompanhar esse seu guia de viagem, Thais! O post de comprinhas vai ser demais também! 😉

  34. Heloisa Carvalho

    Definitivamente eu não aguentaria o calor! Só iria no inverno, prefiro congelar na rua rua do que derreter, rsrs.

  35. jaq

    Credo pasmei! Tenho um professor que é português, e ele sempre diz que brasileiros são muito amigáveis e sorridentes, a gente que mora aqui acha isso normal, afinal não ficamos de mal humor 24 horas por dia, mas a impressão que dá, é que todas as pessoas que você encontrou lá amanheceram chupando limão! Apesar de tudo, a experiência é o que conta né! Valeu por nos contar!

  36. Adorei o post…
    Até me sinto lá!! 😀

  37. Tem ônibus que leva e traz do aeroporto. Dos 2 aeroportos, custa uns 6 euros cada trecho e sai o dia todo.
    As águas são realmente bebíveis, tomei muito e to vivinha aqui ó! haha

    Falar que eles falam inglês foi bondade sua até que hein, hahaha.
    Mas eles são uns maravilhosos. Amo todos. Todos com suas mãozinhas mexendo e falando e gritando o tempo todo! ?

  38. Marina G.

    Passei um calor parecido com esse em Buenos Aires! Eu e a minha mãe entravamos nas igrejas para descansar durante as caminhadas porque era mais fresquinho… heheheh O calçado eu revesava: tênis de academia (não é nada estiloso, mas é mais confortável para longas caminhadas), uma rasterinha bem confortável ou alpargatas (em Buenos Aires tem umas das Havaianas que era bem confortáveis)!
    Com havaianas tem que cuidar! Se não está acostumada a caminhar muito com elas, podem dar bolhas enormes na sola dos pés! Meu namorado passou por isso numa viagem, pior que foi no segundo dia, então imagina o sofrimento resto do tempo!

  39. […] de começar o post, uma pergunta: quem aí ainda não leu meu Guia de Viagem Roma – Parte I? Corram lá pra […]

  40. Estive em Florença há uns anos e minha impressão foi de que os italianos são bem receptivos, me lembraram os brasileiros. Quero muito conhecer Roma.
    http://www.issoaquiloetal.wordpress.com

  41. […] Capaz que eu ia voltar para casa sem nenhum cosmético ou maquiagem pra contar história, né? Lá em Roma, tem muitas lojas Sephora espalhadas pela cidade. Elas não são super grandes, mas são bem divididas e contam com as grandes marcas. Minhas compras fiz na Sephora do shopping Porta di Roma, que é mais afastado do centro, porém concentra várias lojas num só lugar – expliquei melhor sobre isso aqui. […]

  42. […] dicas específicas de Roma? Confira o Guia de Viagem parte I e parte […]