Coisas de Diva Coisas de Diva Coisas de Diva

Hoje é feriado – mas a sua cabeça está na próxima mudança de casa? Minha amiga, eu sei bem como é isso! Se mudar não é moleza mesmo. No entanto, quero compartilhar contigo um pouco do que aprendi com minha última experiência nesse quesito. Senta aí, se acalma e assista ao vídeo com 5 dicas preciosas para que tudo corra de maneira tranquila e sem estresse! <3

Gostou? Tem mais! Pensando no tema, resolvi colocar um conteúdo extra para você. Saca só mais 5 sugestões que vão facilitar sua mudança de casa!

#1 Malas e cabides

Minha mãe, uma verdadeira perita em se mudar, me deu essas dicas e eu fiquei tipo: “será?” – mas a verdade é que elas são boas mesmo! Peguei todas as malas da família (hahahaha) e coloquei as roupas que estavam passadas e dobradas no meu antigo armário, tudo bem ajeitadinho. Foi infinitamente mais fácil de carregar do que se estivessem em caixas, pode crer! Outra coisa que fiz por sugestão dela foi trazer para o novo apê as peças que amassam mais em cabides, repousando no banco de trás do carro. Assim, pude colocar tudo direto no lugar sem precisar dobrar antes (e ter que passar de novo depois).

#2 Caixas

Quando fui fazer a mudança de casa, comecei a reunir caixas para a empreitada. Não gastei um centavo sequer com isso porque ia constantemente a supermercados da região pra buscar! Em geral, elas ficam no fim dos caixas (os de pagamento de compras!), no chão. Num hipermercado, consegui pegar nada menos do que 8 todas iguais, o que me facilitou um monte a vida porque dava pra encaixar/empilhar melhor. E, conforme ia desocupando, também já levava de volta para o antigo apartamento para colocar mais coisas dentro. Depois, mandei todas elas desmontadas para a reciclagem.

#3 Encaixes

No começo, estava super apegada em categorizar ao máximo as coisas. Porém, isso me resultava em caixas incompletas, cujos itens ficavam ~sambando lá dentro. E, se estivermos falando de um conteúdo frágil, a ideia pode ser péssima! Portanto, mudei a estratégia e, mesmo mantendo uma certa organização, ampliei o que iria dentro de cada caixa. Por exemplo: em vez de querer carregar somente a louça, coloquei uns potes de plástico dentro também, que ajudaram no encaixe das peças e também num possível amortecimento, por assim dizer. Foi ótimo e nada veio quebrado!

#4 Plástico bolha, fita adesiva e marcações

A única coisa que comprei – e não custa caro – foi plástico bolha e fita adesiva. O plástico bolha ajuda a manter as peças mais frágeis intactas caso haja algum atrito ou (DEUS ME DIBRE, hahahaha) queda. A fita adesiva usei para fechar algumas coisas que estavam embaladas e as próprias caixas – sério, feche suas caixas, vai ficar muito melhor para carregar depois! Não se esqueça de marcar cada uma com palavras que definam o conteúdo. Isso vai facilitar bastante sua vida na hora de organizar as coisas. Também não deixe de escrever que aquilo que está dentro da caixa é frágil, assim vai tomar ainda mais cuidado no momento de empilhar e transportar seus pertences.

#5 Proteção para móveis e eletrodomésticos

Durante o vídeo, comentei que é impossível receber móveis e eletrodomésticos absolutamente intactos depois do trâmite casa/caminhão/casa – a não ser que você gaste mais dinheiro contratando um serviço de envelopamento com plástico bolha! Mas uma solução para a qual eu não me atentei – e que teria me poupado disso – seria colocar uma proteção simples nos itens maiores da mudança. Meu pai comentou comigo depois que papelão ou isopor presos nos cantinhos com fita adesiva já ajudariam a absorver possíveis impactos. O que eu percebi é que, por serem pesados, móveis e eletrodomésticos são apoiados no chão pela base muitas vezes, o que pode danificar as quinas.

Opa, aí sim, hein? Agora não tem desculpa para sua mudança de casa ser motivo para dor de cabeça!

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
7 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários