Coisas de Diva Coisas de Diva Coisas de Diva

Escolhi algumas das melhores máscaras para o cabelo que testei esse ano e reuni todas nesse post. Além de tudo, hoje é domingo, né? Meu dia favorito para fazer um spa caseiro.

Melhores máscaras para o cabelo

Gastando pouco

Uma das melhores máscaras para o cabelo que testei recentemente foi essa da Dove. Como boa entusiasta do óleo de coco, já imaginei que fosse gostar mesmo. E achei que ela deixa os fios bem macios e com cara de saudáveis. Além disso, o pote de 350 g custa, em média, R$ 12.

Gastando um pouco mais

Essa máscara da linha nova de O Boticário meio que dividiu opiniões. Algumas pessoas falaram que amaram, outras que acharam que não fez diferença nenhuma. Eu estou no primeiro time, achei que ela deu bem certo para o meu cabelo, que é liso, fino e com tendência a ter frizz logo que eu lavo. Achei que ela deixa as pontas com cara de mais saudáveis (especialmente para quem precisa desesperadamente de um corte pra remover as pontinhas danificadas, como eu) e tem cheirinho bem gostoso. A embalagem de 100 g custa R$ 49.

Aqui vou por só uma foto dessa linha de Marshmallow de Amoras da The Beauty Box, mas na verdade são duas máscaras. Uma promete reparação total – essa que está na foto – e a outra promete força para os fios. Eu amei as duas, pra mim estão entre os achados desse ano. Tanto que uma delas, a de reparação, já até acabou. Acho que ambas deixam meu cabelo bem bonito e macio sem pesar. Recomendo muito! Elas custam R$ 57 cada.

Para quem pode gastar muito

Sei que Kérastase é uma marca caríssima. Mas alguns produtos valem bastante a pena. Entre eles está essa máscara, a Hydra-apaisant. Ela é diferente porque é uma máscara para o couro cabeludo, que promete tratar, hidratar e acalmar profundamente a região. Ela deixa o cabelo macio e soltinho a partir da raiz. Ela dá aquela sensação de escova de salão, o que é sempre um efeito desejado. Além disso, eu acho que o efeito dela é duradouro – mesmo depois de usá-la, quando vou lavar novamente o cabelo, ainda sinto o efeito dos fios nas lavagens seguintes. Custa, em média R$ 225.

E para vocês? Quais as melhores máscaras para o cabelo que vocês usaram esse ano?

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
15 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários

Sabe aqueles filmes que a gente vê só para distrair a cabeça? Aqueles bem levinhos que são uma bela pedida acompanhados de um potão de pipoca? Pois então, os filmes que te indico hoje são bonitinhos, fofos e uma uma boa para desestressar, se divertir e passar o tempo. Todos eles disponíveis atualmente na Netflix.

Será que?

Com Zoe Kazan e Daniel Radcliffe, conta a história de uma rapaz que se apaixona por sua amiga, que por acaso, já tem namorado. Clichê, eu sei, mas não estou prometendo nada além disso!! É um filme fofo e meio alternativinho, do jeito que eu gosto e mostra as possibilidades de um relacionamento que pode, ou não, acontecer. É um filme que, assim como o que indico logo abaixo, foge um pouquinho daquele roteiro de romances que a gente já imagina como vai ser.

5 filmes fofinhos para ver na Netflix hoje mesmo

500 Dias Com Ela

Veja só, também é sobre um rapaz que se apaixona pela colega. Hahaha, ah a indústria de romances! Mas não torça o nariz, porque a história é contada de uma forma diferente, mostrando a ordem dos dias meio aleatória, e de um jeito um pouquinho diferente. A trilha sonora é maravilhosa e o filme é ótimo para assistir num dia preguiçoso de final de semana. Com Zooey Deschanel e Joseph Gordon-Levitt, também conhecido como mozão.

5 filmes fofinhos para ver na Netflix hoje mesmo

Um Lugar Chamado Notting Hill

Quase impossível que você ainda não tenha visto, pois é um filme de 1999. Mas de qualquer forma, fica a indicação! Um livreiro de Londres se apaixona por uma das clientes da sua loja, que por acaso e sem ele saber, é uma grande atriz de Hollywood. Com Julia Roberts e Hugh Grant.

5 filmes fofinhos para ver na Netflix hoje mesmo

Sintonia de Amor

Já que falei de filme antigo, com licença que lá vem um de 1993. Tom Hanks e Meg Ryan se “conhecem” através de um programa de rádio quando o filho de Sam liga procurando por uma nova esposa para seu pai viúvo. O problema é que eles moram a um país inteiro de distância!

5 filmes fofinhos para ver na Netflix hoje mesmo

Suite Francesa

Por último, um filme mais recente! É uma história de amor quase impossível entre uma francesa e um soldado alemão durante a Segunda Guerra Mundial. Eu já havia indicado ele por aqui, mas fica novamente a dica. Com Michelle Williams e Matthias Schoenaerts.

5 filmes fofinhos para ver na Netflix hoje mesmo

Veja também, 7 filmes de suspense para ficar grudado na cadeira e que podem ser encontrados na Netflix.

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
16 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários

pessoas tóxicas

Me considero uma pessoa muito aberta para os outros – às vezes, até aberta demais. Justamente por isso, comecei a perceber (nos âmbitos pessoal e virtual) que, muito embora tenha conhecido gente maravilhosa, também tinha atraído algumas pessoas que, de uma maneira ou de outra, me faziam mal.

Só fui descobrir que havia um termo para elas – pessoas tóxicas – não muito tempo atrás. E, sério, minha maneira de olhar para esse assunto mudou depois disso. Li uma série de textos sobre como identificá-las e o que fazer para afastá-las (se você tiver curiosidade em ler, basta jogar no Google!).

Mas a verdade é que não foram necessariamente as dicas dadas que transformaram o jeito com o qual eu enxergo essa questão – que está na minha e muito possivelmente na sua vida. Foi ter tomado a consciência de que, mesmo sem querer, há gente que é capaz de consumir minha energia.

Veja, tem casos óbvios de pessoas tóxicas – aqueles em que fica na cara a maldade, a inveja, o ódio (ou qualquer outro sentimento nocivo fruto de algo mal-trabalhado naquele interior). Esses não são difíceis de perceber. O problema é quando você deixa alguém que parece bacana entrar e, aos poucos, começa a se sentir esgotada, pra baixo, irritada – enfim, uma versão aquém do que está acostumada a ver.

De início, você não conecta as coisas. Acha que é culpa do excesso de trabalho, da rotina agitada, dos problemas que tem. E a vida segue, aquela pessoa entra mais e mais… E você finalmente vê que está dando muito mais do que tem para dar. Ou está sendo constantemente criticada, mesmo que veladamente. Ou ainda está se tornando apenas um muro das lamentações que não pode resolver.

Entenda: uma pessoa que pode ser tóxica para você não é necessariamente uma pessoa ruim. A culpa não é de ninguém. Não tem culpa aqui. A questão, ao meu ver, são encontros de vida que operam unilateralmente, onde o outro precisa constantemente se sentir protagonista (mesmo quando os holofotes são colocados em você, ainda é sobre algo que está mal resolvido dentro daquela pessoa – repare). E a gente sabe que qualquer relação humana saudável é de troca, não é?

Estou bem longe de ser perfeita – e sei que você também está. Entender alguém como uma pessoa tóxica não é se colocar como superior em relação a ela. Cada um tem sua caminhada, afinal – nem melhor, nem pior. Precisamos ter compaixão com o outro, é claro. Porém, dentro disso, pense bem: quanto está custando a você a manutenção daquele alguém na sua vida?

Enxergue até onde vão seus limites, observe-se com mais carinho. Porque de nada adianta dar seu melhor para uma pessoa se ela for deixar você tão esgotada a ponto de acabar sendo mais ou menos para várias (e, em especial, para si própria). Pense nisso! <3

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
14 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários