Coisas de Diva Coisas de Diva Coisas de Diva

Receber bem as pessoas em casa é algo que todo mundo procura quando deseja tê-las por perto, não é? Mas vejo que a abordagem propagada por aí é muito diferente do que deixa a gente feliz MESMO na vida real. Pensando nisso, selecionei 5 maneiras bem desconstruídas de abrir as portas pras visitas. Elas são baseadas na minha própria experiência como ~anfitriã~, depois de muita dor de cabeça por tentar fazer o que a bendita etiqueta manda. Vem comigo!

Como receber bem as pessoas em casa de outro jeito!

#1 Casa limpa/arrumada é importante, mas…

Sério, não vale a pena ficar bitolada com isso. Digo por pura experiência pessoal! Já fui daquelas DESESPERADAS com a limpeza e a arrumação da casa para as visitas – e no fim das contas só me estressava para então, finalmente, ter momentos legais com as pessoas que chamei. Claro que estar com tudo em ordem é bacana, pois deixa um ambiente bom para os convidados, mas não perca tempo caçando cada mínimo fio de cabelo que caiu no chão (eu já fiz coisas parecidas com isso).

Mas uma mesa bem colocada tá super valendo, viu? Veja um exemplo aqui.

#2 Não tente ser quem você não é

Não me lembro onde vi essa cena, mas foi em algum filme assistido muitos anos atrás. Uma mãe de família queria impressionar o chefe do marido durante um jantar e, em vez de fazer o que sabia, bolou um cardápio pretensioso para ele e a esposa. Resultado? Na última hora, a personagem viu que o caminho não era aquele e serviu um belo prato de macarronada que estava fazendo para o filho. Ou seja: por que raios temos que nos “fantasiar” de alguém que não somos pelos outros? Se as pessoas estão na nossa casa, é porque gostam da gente como a gente é, oras!

#3 Deixe, sim, as visitas participarem das tarefas

Essa é controversa! hahahaha No Brasil, a cultura diz que visitas não põem a mesa, não lavam a louça, não ajudam a preparar alguma coisa… E, assim, quando minhas amigas vêm aqui em casa, me auxiliam sempre com o que for preciso por iniciativa própria. Os momentos ficam MUITO mais legais do que se eu estivesse presa na cozinha enquanto elas ficam na sala batendo papo! A recíproca é verdadeira caso eu esteja na casa de alguma delas: ajudo em tudo o que puder. Amizade é isso, via de mão dupla!

#4 TAPOÉ? Claro que tem!

Se qualquer item da refeição estava uma delícia mas ainda assim ficou sobrando, qual o problema de dividir com as pessoas que a gente recebe em casa? Sério, não entendo como isso pode ser errado, hahahaha! Inclusive, mantenho por aqui alguns potes de plástico descartáveis pro caso de isso acontecer. Assim não preciso entrar na maravilhosa treta do TAPOÉ não devolvido! E, sim, acho as marmitas maravilhosas porque, em muitos casos, a comida não seria totalmente consumida e iria pro lixo.

#5 Sua casa, suas regras

Respeito e adaptabilidade são fundamentais em pessoas bem-educadas – inclusive, são as que eu procuro manter por perto porque eu mesma ajo assim em toda ocasião social. Feio é você passar do seu próprio limite pelos outros! Está cansada? Tem que acordar cedo no dia seguinte? Os vizinhos estão reclamando do barulho? Seja sincera, ué. Se ainda ficou um gostinho de quero mais, já engate um próximo encontro ou sugira um horário melhor para continuarem o papo em outra oportunidade.

Nossa, tô até com medo das moças com curso de etiqueta quererem me matar! hahahaha Mas, sério, pare pra pensar bem nas coisas que eu pontuei. Você não vai deixar ninguém se sentindo mal e ainda vai respeitar a si própria, com muito menos estresse e muito mais diversão. Isso, para mim, é receber bem as pessoas em casa! Bom domingo procê!

Foto: Shutterstock

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
2 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários

sticks da vult

Os sticks da Vult foram lançados recentemente. A linha é composta por três iluminadores, três contornos faciais e quatro blushes. Hoje vim mostrar um dos blushes e um dos contornos:

Sticks da Vult

Os sticks da Vult têm textura cremosa e prometem deslizar facilmente na pele. A embalagem de todos é igual, em plástico, só muda a cor de fora, que indica a cor. O produto é retrátil.

Algumas meninas me pediram para fazer resenha desse produto – já que eu gosto e me dou bem com produtos cremosos, comprei. Escolhi o stick de contorno número 3, que é o mais escuro, e o stick de blush número 1, que é um rosa com uns leves brilhos. A textura de ambos é realmente cremosa e fácil de espalhar – acho que é a textura ideal. O stick não é nem duro demais nem escorre do rosto. Além disso, são bem pigmentados, especialmente o contorno.

sticks da vult

O contorno, aliás, tem um tom de marrom bem quente. Preferiria que ele fosse mais frio, mas de qualquer forma não é algo que comprometa o produto. Já o blush tem uma cor linda – além disso, acho muito prático para viajar, pois não é necessário levar pincel. Eu passo com os dedos mesmo e acho que dá certo. Ambos duram bem na minha pele.

Se vocês quiserem ver como eu uso, tem a aplicação certinha no vídeo aí embaixo:

E, claro, aproveita que você já tá por aqui e se inscreve lá no nosso canal – tá tendo vídeo quase todo dia, estamos preparando o conteúdo com carinho e queremos vocês por lá também! Agora finalmente chegamos aos 70 mil – parece pouquinho perto dos canais milionários, mas tô MUITO FELIZ de ter tudo isso de gente nos acompanhando por lá! <3 Bora para os 80 mil?

Composição

sticks da vult

Preço e onde comprar

O preço dos sticks da Vult é um tanto polêmico. Isso porque o preço sugerido dele é tipo R$ 35, R$ 38 cada. Por esse valor, honestamente, não acho que valha a pena. E eu vi em várias perfumarias por esse preço mesmo – e, honestamente, a Vult tá cada vez mais cara, né? Meio que quase não encaixa mais na categoria dos baratinhos que valem a pena…

Mas sobre os meus especificamente, eu comprei numa promoção da Netfarma e paguei R$ 21 mais ou menos em cada (blush e contorno – agora já subiu um pouco, mas é bom ficar de olho, sempre tem promoção por lá e os pedidos chegam bem rápido). Por esse preço, acho que tá ok, aí recomendo o produto, sim.

 

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
5 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários

Curitiba pode ser bem fria e existe até uma piadinha na internet com nossa fama de reclamões do inverno. Mas para quem pretende congelar as canelas em terras curitibanas, lá vai meu super guia expert de quem nasceu, vive a vida inteira aqui e também é a pessoa mais friorenta que você vai conhecer.

#1 Nosso tempo é meio louco

É meio piada mas muito verdade, temos todas as estações do ano num dia só. A manhã pode começar fresquinha, o meio dia ser um calorão e a noite você precisar de casaco pesado. Curitiba é isso ai!

Normalmente temos um inverno bem frio, onde a temperatura pode chegar a zero graus, mas isso também depende a cada ano. Por exemplo, semana passada tínhamos temperaturas chegando a agradabilíssimos 20 graus onde dava para andar de meia calça fina, camiseta e casaco leve sem problemas.

Já nessa semana, estamos num frio de lascar e o pessoal está andando completamente encasacado nas ruas com luva, cachecol e touquinha. Teve dias que chegamos aos 3 graus e quase morri de frio dentro de casa mesmo. Por isso, meu conselho é, veja a previsão do tempo poucos dias antes de vir para cá, nunca se sabe se estará um friozão lazarento, fresquinho ou até semi calor.

Visual para almoçar: bota de cano longo, casaco quentinho e lenço.

 

#2 Aposte nas camadas

Como exemplificado no tópico anterior, Curitiba é uma caixinha de surpresas, então minha dica é, se vista em camadas e esteja preparada para tudo. Eu costumo me vestir assim: calçado fechado, calça, camiseta, casaquinho/blusa, casacão. Conforme vai esquentando no meio do dia, vou tirando os casacos, se for esfriando, vou colocando peças por cima.

Nos dias muito frios, complemento tudo isso ai com meia calça forrada por baixo da calça e um casaquinho forrado por baixo do casacão. Essa dica das camadas é boa porque a gente não precisa comprar peças especialmente para o inverno e vai usando o que já temos em casa.

#3 Segunda pele e meia calça forrada

A verdade é que a gente não tem muitas roupas que sejam feitas especialmente para o friozão e que sejam acessíveis e fáceis de encontrar. Normalmente só encontramos roupas forradas ou com tecidos mais tecnológicos em lojas de material esportivo, e que costumam ser bem caras.

Por isso, o negócio é tentar dar um jeito reforçando as camadas de roupas para os dias muito frios. Uma boa pedida é usar meia calça grossa por baixo da calça e procurar por um body quentinho ou casaco térmico para usar por baixo da roupa.

Teve uma época que a gente achava meia calça forrada de Fleace na Renner, mas nunca mais vi. Negócio é procurar pelas meias de lã ou as de 100 fios para cima. Por aqui a gente até encontra essas meias grossas em shopping, mas não sei como é no resto do Brasil.

 

#4 Não precisa usar calça sempre

Essa dica meio que complementa a anterior. Dependendo da temperatura, dá sim para usar saia, vestido e shorts com meia calça. A espessura da meia vai depender de quão friorenta você é. Não tenho aqui uma tabela com a variação de fios versus temperatura, mas como você já imagina, meia de fio 15 é super fininha e não esquenta nada. Já a meia de fio 130 é mais grossa, e pode manter as pernas longe do vento em temperaturas um pouco mais baixas.

Por aqui todo mundo usa meia grossa, daquelas que não ficam transparentes na perna, e não temos problema algum com isso. Isso é bastante comum em cidades frias e que a gente se cansa de usar calça jeans todo dia.

Na foto abaixo, estou com uma meia de fio 50, que esquenta bem pouco – quase nada – e pode ser ok para temperaturas por volta de 15-20º durante o dia e para ambientes fechados. Para o friozinho da noite, ela só serve se você ficar num lugar abrigado. Se a ideia é ficar na rua, você vai precisar de uma meia bem mais grossa se não quiser passar frio.

Look para passear no shopping! O vestido é de alcinha, mas por baixo de tudo tem um bolero de lã para fazer as vezes de “manga” por baixo do casaco. #truques

 

#5 Cachecol, luva e touca

Esses anexos parecem frescura, mas para quem pretende visitar os parques em dias abaixo de 10 graus, o melhor é proteger todas as partes do corpo possíveis. Cachecol, luva e touca podem te manter mais quentinha e mais preparada caso vente bastante.

Vídeo: dicas para enfrentar o frio

Neste vídeo eu falo sobre algumas dicas da vida real para enfrentar o frio de Curitiba e também mostro alguns exemplos de looks com a ajuda de nossas leitoras, que são as melhores do Brasil!

No nosso canal tem 6 vídeos na semana, se inscreva para não perder nenhum conteúdo.

Peças que acho essencial para o frio de lascar

Beleza, você conferiu a previsão do tempo e realmente vai estar muiiiito frio por aqui, o que considero por volta dos 10º graus para baixo. Nesse caso, para ficar bastante tempo na rua e passear nos parques, seria bom você ter:

  • uma bota;
  • uma calça ou meia calça muito quentinha e forrada de preferência;
  • um casaco pesado e que te esquente bem;
  • uma blusinha estilo segunda pele, térmica ou de lã bem grossa;
  • cachecol;
  • luva;
  • algo para proteger as orelhas.

 

Onde achar: 01. Casacão | 02. Blusa | 03. Calça | 04. Meia Calça | 05. Gorro | 06. Bota | 07. Blusa

Algumas dessas peças são da AMARO, que tem coleções mensais e também tem sapatos, body feminino, bolsas e tênis, disponível na guide shop e no site da Amaro. Outras são da Dafiti, que vende online. Mas você também consegue encontrar esses itens mais quentinhos em fast fashions aqui da cidade de um jeito bem fácil. Tem para todos os gostos e todos os bolsos.

Aqui você encontra mais dicas de como se vestir no frio e neste post pode ver mais looks para usar em Curitiba.

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
2 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários

Dia desses alguma de vocês – e, pra variar, eu sempre esqueço quem foi! hahahaha – me pediu para selecionar lip balms PORRETAS por conta do inverno rigoroso que tem castigado os lábios da mulherada em algumas partes do Brasil. Como os pedidos são sempre uma ordem, aqui vai!

9 lip balms poderosos para lábios hidratados no frio!

lip balms

Acute Lip Balm Eucerin | Bepantol Derma Regenerador Labial | Bálsamo para Lábios Karité L’Occitane | Bálsamo Labial Avène Cold Cream | Nivea MED Protection | Cicaplast Lábios La Roche-Posay | Carmex Lip Balm Original | Protetor Labial Avon Care Geleia Real | Hidratante Labial Rêve de Miel Nuxe

Notem que as apresentações dos lip balms variam: tem em creme na bisnaga ou no potinho, tem naquele estilo cera na latinha e tem também em bala. A escolha vai depender do que cada uma gosta mais de usar! Em geral, prefiro as versões de bisnaga por conta da aplicação fácil e da potência.

Todas as lojas inseridas nos links são de confiança – a única que não conheço ninguém que tenha comprado é a Care to Beauty, uma loja online de Portugal que faz entregas no Brasil (Lip Balm Carmex).

Resenhas de lip balms que já fizemos!

Querem ver mais detalhes sobre os lip balms mostrados na seleção? Então aqui vão todas as resenhas que já fizemos sobre eles!

Eucerin | Bepantol | La Roche-Posay | Nuxe

Espero ter ajudado vocês a escolherem o próximo lip balm! E que Deus abençoe nossos lábios nesse frio!

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
7 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários