3 resenhas em 1: Anthelios BB Cream La Roche-Posay

Sabrina, Marina e Thais POR Sabrina, Marina e Thais
Gostou?
| Este post está dentro das categorias: 3 em 13 resenhas
Curte aqui:

Seguindo a fila de lançamentos de BB Creams, La Roche-Posay traz Anthelios BB Cream FPS 50 com a promessa de aliar alta proteção solar UVB/UVA com mais 5 benefícios: prevenir o fotoenvelhecimento, uniformizar a pele, cobrir imperfeições, hidratar e iluminar o rosto.

A marca conta também que a novidade tem fórmula oil-free, pode ser usada em todos os tipos de pele e substitui o protetor solar.

O BB Cream é fluído e fácil de espalhar, não mancha e nem esfarela no rosto. Vale dizer que ele praticamente não tem cheiro.

O que a Sá achou – pele oleosa

Sem nada, com o BB Cream e maquiada (sem base ou pó).

Dia desses caí de amores pelo protetor solar Airlicium da La Roche-Posay, que acho até um dos melhores lançamentos de 2014. Pois desta vez, eu e a marca não nos demos tão bem. O BB Cream tem uma cobertura bastante transparente, então não percebi a “uniformização” do tom da minha pele – que é bem judiadinha pelas cicatrizes de espinhas. Também não gostei desta fator iluminativo que deixou meu rosto brilhando o dia todo. Sabe como é, quem tem pele oleosa não se dá muito bem com coisas brilhosas. Gostei do fato de não ter cheiro de protetor solar, mas acho que, além de ter FPS 50, foi o único ponto positivo que vi nele. Nessa linha de protetor com cor, acho que Anthelios Couvrant da própria La Roche-Posay é uma opção melhor para quem tem pele muito oleosa como a minha.

O que a Thais achou – pele normal com tendência à oleosidade

Sem nada, com o BB Cream e maquiada (somente aí passei corretivo, rímel e batom – Girl About Town, da MAC).

Eu costumo ser super fã da La Roche-Posay, mas senti falta de algumas coisas nesse BB Cream. Em primeiro lugar, ficou aquém em cobertura – muito leve, muito nada! E, em segundo, poderia ter melhor absorção – fico sentindo como se estivesse algo sobre a pele, sabem? Mas é inegável que o fator hidratante é bom. Só não sei em peles muito oleosas, né? Fora que, como a Sá mesma comentou, ele tem micro brilhos, o que deve gerar 5 tipos de pavor em algumas mulheres. Eu não liguei pro glow extra e acho que, por causa do FPS, vou usar na praia! Não que ele vá cobrir super minhas manchinhas, mas ao menos é melhor que só um protetor facial comum. Ah, e pra finalizar, queria dizer que a cor se adaptou bem à minha cara de fantasma, mesmo parecendo bem escura à primeira vista.

O que a Marina achou – pele seca/sensível

(Gente, peço desculpas pelas minhas fotos – sempre faço essas fotos de produtos para o rosto na luz natural, tentando fazer com que a imagem mostre o mais próximo possível da realidade. Mas essas duas últimas semanas estou atolada – para ser gentil – de trabalhos/provas/aulas da pós, saindo muito cedo de casa e voltando muito tarde, então não tive tempo para fazer as fotos. Fiz com luz artificial e flash mesmo às 6h da manhã (espero que isso baste como argumento para me desculpar, risos), é por isso que a segunda foto, só com BB Cream, parece tão brilhante e a terceira, com a make pronta, parece tão perfeita, risos. O flash dá uma ajuda e distorce um pouco. Mas prometo que nos próximos dias tudo volta ao normal por aqui!)

As meninas já falaram e vou ter que concordar com elas – realmente a cobertura é bem leve. O que para mim não é um problema, eu gosto muito de bases ou similares (BB cream, CC cream) assim para usar no dia a dia. Para falar bem a verdade, raramente uso produtos com muita cobertura, então isso para mim foi ok com relação a esse produto. Porém achei que ele não adere bem a pele, parece que nunca é absorvido. Aí tentei aplicar pó por cima (o que de longe ou em fotos – como na minha aqui em cima – parece incrível, mas de perto fica feio) e também não curti, parece que o pó gruda e o negócio todo fica meio pesadão. Para resumir, não curti muito, não – mas como o FPS é alto e ele realmente não tem cheiro de protetor solar, acho que é uma boa para usar na praia ou férias, quando a gente não tem tanta preocupação com maquiagem.

O Anthelios BB Cream FPS50 custa R$ 79,90 com 40g e está disponível em apenas uma cor chamada “universal”.

*BB Cream da Marina foi comprado e o da Sá e da Thais foi enviado pela assessoria de imprensa.

*Episol SEC: efeito antibrilho e toque seco

Sabrina Olivetti POR Sabrina Olivetti
Gostou?
| Este post está dentro das categorias: Publieditorial
Curte aqui:

Segundo os médicos, o uso do fotoprotetor é indispensável para proteger a pele dos efetos nocivos do sol. No verão então, nem se fala! Nada de sair de casa sem proteção alguma, hum!

A Mantecorp nos ajuda nesse cuidado com Episol SEC, o primeiro protetor solar com tecnologia Très Sec que é feita com micropartículas que absorvem a oleosidade da pele. Mantecorp conta que o produto promove toque seco, efeito antibrilho, textura fina, sensação suave sem aspecto esbranquiçado ou de resíduos no rosto.

Episol SEC está disponível em quatro versões: FPS 30, FPS 45, FPS 60 e FPS 100 e é indicado para todos os tipos de pele. Ah, ele é hipoalergênico e à prova d’água (permite imersão de até 80 minutos sem perda de proteção).

Vale dizer que além do fotoprotetor, no verão precisamos tomar alguns cuidados extras como evitar pegar sol entre as 10 e 16h e usar chapéus e roupas de algodão (que retêm 90% da radiação UV) quando for fazer atividade ao ar livre. Hidratação também é importante, então abuse dos líquidos como sucos de frutas e água de coco. O corpo agradece!

O protetor solar Episol Sec pode ser encontrado nas principais redes de drogarias, farmácias e lojas especializadas de todo o País.

Protetor solar facial antioleosidade Anthelios Airlicium FPS30 La Roche-Posay

Sabrina Olivetti POR Sabrina Olivetti
Gostou?
| Este post está dentro das categorias: CosméticosResenha
Curte aqui:

Atenção meninas de pele oleosa, prestem atenção nesse potinho da próxima vez que forem na farmácia!

Este novo protetor solar da linha Anthelios foi criado especialmente para a pele brasileira e promete controlar dinamicamente o brilho toda vez que a pele produz oleosidade ou umidade. La Roche ainda conta que ele dá um efeito blur na pele, proporcionando disfarce dos poros e imperfeições devido ao efeito óptico de dispersão da luz, o que torna as irregularidades menos visíveis. Louco, não?

Gosto de ler essas promessas das empresas mas sou bem cética quanto a elas, quase nunca entregam o que prometem! Mas no caso deste protetor, fiquei chocadona.

Logo depois de aplicado ele dá sim uma disfarçada nos poros deixando-os menos aparentes e com sensação de pele mais lisa. A textura no rosto é sequinha, aveludada, quase como se tivesse um primer por cima da pele. Ele não se compara a nenhuma textura de protetor solar nacional, nem mesmo aqueles para pele oleosa que costumam ser mais interessantes para a gente. Acredito que é a melhor opção de protetor solar para pele oleosa disponível em nossas farmácias no momento.

Protetor na pele da mão e depois de espalhar.

O protetor é cremoso mas não tem toque pegajoso. Passando a mão na pele sinto uma textura lisa, como se tivesse um primer ou pó no rosto. Ele não deixa a pele brilhando e até funciona de forma inversa, deixando o rosto semi opaco por um tempo. Ah, o protetor não esfarela mas escorre e fica esbranquiçado com água ou suor, sendo um dos poucos pontos negativos dele.

O aroma é gostoso, perfumado e não tem cheiro característico de protetor solar (acho que vou chorar de emoção!).

Passando ele ao meio dia, meu rosto começou a brilhar por volta das 19h.

Talvez esteja empolgada demais, mas acho que o Airlicium só perde em qualidade para os protetores asiáticos, mas por aqui, ganhou o lugar de número 1 do meu coração. <3  Quem já testou, conta pra gente suas impressões também!

Comprei por R$66,90 na Panvel. Online tem aqui e aqui.

Protetor Solar Anessa Shiseido Perfect UV FPS50: um primo do Bioré Milk

Sabrina Olivetti POR Sabrina Olivetti
Gostou?
| Este post está dentro das categorias: asiáticosCosméticoseBayResenha
Curte aqui:

1

Depois que testei a gama de protetores de marcas orientais, um novo mundo se abriu diante de meus olhos. Por mais que tenhamos por aqui opções muito boas, nenhuma chega perto dos asiáticos, juro! Os protetores são muito mais fluidos, sequinhos, sem textura alguma, sem cheiro enjoado e ainda tem fator de proteção super alto.

O meu queridinho sempre foi o Bioré Milk, que além disso tudo que citei aqui acima, ainda segura a oleosidade do rosto. Mas ganhei da Kazinha Rosa esta versão tamanho travel do Anessa Shiseido e também curti bastante.

Depois de espalhado, o protetor some no rosto deixando uma textura lisa, quase como de um primer. Acho que a diferença mesmo com o Bioré é que este não controla a oleosidade. Mas ele também é leve, nada pegajoso, não deixa o rosto brilhando e protege bem. As vezes até esqueço que havia passado ele no rosto, de tanto que some na pele.

2

Diz que ele é a prova de água e de transpiração, então seria ideial para dias quentes, praia e prática de esportes. Ainda não pude comprovar a eficácia nesse ponto porque né, Curitiba, chuva, frio e tal.

Mas até mesmo por ser à prova de água, é necessário o uso do óleo de limpeza para a retirada completa do protetor da pele. Acho que este é o único ponto negativo dos protetores orientais, pois por aqui, nenhuma marca fabrica o óleo. Nós já falamos de alguns neste link.

3

 Depois de espalhar o protetor na mão.

Este eu ganhei de presente, mas no eBay e no Ichibankao ele custa mais ou menos R$70 com 60ml. Lembre que a compra é internacional.

Aqui tem a lista completa dos ingredientes.

Quer ver o conteúdo mais antigo? Navegue em posts anteriores!
Página 1 de 1612345