Coisas de Diva Coisas de Diva Coisas de Diva

Quando visitamos a fábrica do Boticário em 2013, soubemos que a marca lançaria “algo ainda melhor que um BB Cream”, só não esperávamos que seria só agora! Imagina a trabalheira que deve ter dado desenvolver este produto!

Teoricamente um CC Cream é um produto multifunções que tem como uma das finalidades principais corrigir o tom da pele. Proteção solar e hidratação também são benefícios que alguns CC Creams possuem.

A proposta do CC Cream de Make B. é de um produto com FPS 20 com  ação anti-idade, antioxidante, hidratante, oil free, que cobre manchas e pequenas imperfeições do rosto. É o próprio multifunções em um um potinho.

O que a Thais achou – pele normal/oleosa

Antes de falar sobre o CC Cream, vou contar uma ANEDOTA: fui no Shopping Mueller para comprar o meu toda feliz, mas a loja do Boticário estava em reforma. Aí, como a gente não desiste nunca, dei um pulo no ParkShoppingBarigüi e, de novo, loja em reforma. Mas aí notei que tinha um quiosque da marca perto da praça de alimentação e pedi por lá! O produto estava escondido no armário, sabe-se lá o motivo, mas a vendedora encontrou para mim. Foi engraçado porque parecia que a gente tava fazendo um contrabando, hahahaha! Isso foi semana passada, então acredito que agora ele já deva estar à vista em todo lugar.

Bom, mas voltando à resenha. Achei o CC Cream, que comprei na cor Nude, muito parecido com a base da Make B., que já usei e aprovei. A embalagem e o aroma são muito semelhantes, a diferença é que o CC Cream é mais grosso. Achei que com os dedos fica mais fácil de espalhar, mas tem que ser rápida porque ele seca fácil. Gostei da cobertura, só ficou devendo no quesito hidratação – com o frio, minha pele anda ressecada em alguns pontos e ele ressaltou isso! Não senti o rosto ficar mais oleoso e a durabilidade é ótima. Ah, para a leitora que pediu da última vez, a maquiagem completa é com o corretivo 4 em 1, do Boticário também, batom Hug Me, da MAC, curvex Contém 1g (o finado!) e rímel One By One, da Maybelline.

O que a Sá achou – pele oleosa

O batom é o Faux.

O CC Cream é bem cremoso, mas na pele absorve rápido ficando opaco na hora, acho que por isso é meio chatinho de espalhar. A cobertura é média, mas achei boa pois disfarçou os vermelhinhos do meu rosto. A sensação ao toque é de que tem algo na pele, como um hidratante leve e ele transfere um pouquinho. Ao longo do dia notei que meu rosto foi ficando mais brilhante que o normal, e não só na zona T. Para quem tem pele bastante oleosa, este brilho incomoda. Não me animei muito com a novidade.

Aproveitando que estou aqui, também tenho uma história para contar sobre a compra do produto. Antes do CC Cream começar a ser vendido, passei na loja do shopping Jardim das Américas para perguntar quando poderia encontrar o produto lá. Na data que a vendedora me explicou, dia 16/07, fui na loja, mas ela falou que tiveram um problema e que o produto não estava lá. Depois de alguns dias voltei e já havia um mini cartaz no stand falando do lançamento, porém não havia demonstradores para escolher a cor. Eu já estava por dentro da novidade porque havia lido sobre ela, mas imagino que para consumidora não deve ser legal escolher a cor sem poder testar e “ver ela com as mãos”. Acredito que as lojas deveriam se preparar melhor quando algo é lançado, não é?

O que Marina achou – pele seca

Olha, vou confessar que esse foi um dos produtos para pele que mais gostei ultimamente. Achei que a cobertura é boa sem ser pesadona – por alguma razão, tenho um dos lados do rosto mais sardento que o outro, e ele equilibrou bem a cor e deixou tudo mais uniforme. Em mim ele não ficou nem oleoso/brilhando nem totalmente seco a ponto de marcar as linhas finas (mas eu sempre aplico hidratante antes, mesmo que o produto que vou aplicar depois indique que é hidratante, por nunca é suficiente para minha pele). Para espalhar, tentei com flat kabuki, minha forma preferida, e não gostei tanto – achei que com os dedos o produto se funde melhor com a pele e fica mais natural. Em resumo, eu gostei bastante (e esqueci de passar batom para a foto da make, hahaha, fuén).

O CC Cream Make B está à venda por R$54,99 com 30ml e disponível em quatro cores: Nude, Claro, Médio e Escuro. Nós 3 compramos a Nude.

Boticário tem também um BB Cream na linha Active, porém é o Protetor Solar Avançado (que saiu de linha) com uma reformulação de nome e com proteção solar mais alta, passou de FPS 45 para FPS 50.

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
113 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários

Bom, depois dos BB Creams, vocês sabem que vieram os CC Creams, né (será que chega no ZZ? #expectativas)? Por aqui, a Thais até já tinha falado um pouco deles e mostrado um da Hard Candy, lembram?

Basicamente, os CC Creams (Color Correcting Cream) são uma evolução dos BB Creams, normalmente também reúnem várias funções e costumam ser menos oleosos.

A L’oréal lançou três CC Creams na linha Nude Magique – nenhum deles está a venda no Brasil, eu fiquei curiosa e comprei esse meu no eBay. Um deses é anti-vermelhidão (tubo branco e verde), um anti-dullness (que eu acho que é mais para dar um viço na pele, tubo branco e roxinho) e um anti-cansaço (tubo branco e laranja). Foi esse último que eu comprei e que mostro aqui hoje para vocês.

O objetivo dele é fornecer cobertura de base, igualar o tom da pele, dar a aparência de pele mais descansada, manter a pele hidratada e protegida do sol (mas o FPS é só 12). Ele tem uma base bege e vários pontinhos escuros (vejam na foto aqui embaixo) que são cápsulas de pigmento que se rompem quando você aplica na pele e transformam a coisa toda em base, se adaptando ao seu tom de pele, achei mágico. Mesmo assim, não sei se funcionaria em meninas de pele bem morena ou negra, porque a base do creminho é clara.

A textura dele é bem líquida, até tem que cuidar na hora de aplicar para não passar demais de uma só vez e não conseguir espalhar tudo. A textura é realmente bem leve, nada oleosa. Minha pele fica sequinha o dia todo (mas lembrando: eu tenho pele mista/normal, então não consigo dizer como ele se comporta em peles super oleosas, ok?).

A cobertura é muito boa, eu adorei – realmente deixa a pele com o tom bem homogêneo sem ficar pesado demais. Mas ela é leve, ou seja, se você precisa de muita cobertura, não sei se é o ideal. Amei esse CC Cream, de verdade. Para mim, o único ponto negativo é que ele tem um sub-tom bem amarelado e eu tenho a pele bem rosada, ou seja, preciso sempre prestar muita atenção se espalhei bem para não correr o risco de ficar com alguma mancha amarela no rosto.

Entendo que provavelmente a maioria da população tem pele mais amarela, mas não seria mais fácil fazer cosméticos com um sub-tom mais neutro, que funcionasse para ambos? Fora isso, não tenho nenhuma reclamação e torço mesmo para que a L’oréal traga os CC Creams para cá.

O meu, como eu disse ali em cima, eu comprei no eBay – chegou mega rápido, coisa de 10 dias, e eu paguei 11 libras (mais ou menos uns R$ 35). O problema é que o vendedor de quem eu comprei não tem mais (é esse aqui, caso alguém queira dar uma olhadinha de vez em quando para ver se voltou). De qualquer forma, dá para comprar de outros vendedores até mais barato do que eu comprei.

Alguém já usou os outros? Gostaram? Estou com vontade de testar :).

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
32 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários

Uns diazinhos atrás eu mostrei por aqui tudo sobre os CC Creams, que, de acordo com os fabricantes, prometem ser os BB Creams em versão melhorada. Nos comentários, algumas meninas disseram que a novidade nada mais é que jogada da indústria cosmética e que um bom BB asiático faz tudo o que o CC está prometendo.

Uma coisa que eu notei e acabei esquecendo de comentar por lá é que, com tantas funções prometidas, nem todo CC Cream faz tudo que esse tipo de produto se propõe a fazer. Ou seja, nem todos são clareadores, ou possuem proteção solar, ou são anti-idade… Por isso, é importante ler bem as embalagens e pesquisar direitinho antes de escolher.

O CC Cream que elegi para testar é o Correction Crème, da Hard Candy. A marca norte-americana vende roupas, acessórios e possui também uma linha de beleza, tudo à venda nos supermercados Walmart (somente nos EUA). O produto veio parar na minha mão por causa de um bazar feito pela Flavia, amiga que volta e meia vai aos Estados Unidos e traz novidades legais. Não sei se ela tem estoque, mas em todo caso o grupo no Facebook é esse aqui.

O CC Cream da Hard Candy se propõe a oferecer 5 resultados: corrigir a tonalidade da pele, atenuando manchas, descolorações e pontos escuros; neutralizar o rosto por meio da reflexão óptica da luz;  dar viço à pele com acabamento impecável; melhorar sua textura para uma aparência macia e natural; não favorecer a oleosidade do rosto com o entupimento dos poros.

Parece muito promissor, né? Pois, na prática, é mais ou menos por aí, só que sem tanta mágica. A cor que eu escolhi foi a 617, Fair, a mais clarinha de todas. Na foto aqui de cima, vocês podem notar que o creme é amarelado, mas com a aplicação ele se adapta e se uniformiza ao meu tom de pele mais rosado. A textura é grossinha, porém espalha bem e não é necessário muito para cobrir a região.

O poder hidratante do CC Cream é bacana, o rosto fica macio com ele. Arrisco dizer, no entanto, que quem tem pele muito oleosa pode sofrer com o “peso” do produto. A cobertura, desde que espalhado de forma natural, é média – cobre boa parte das imperfeições, mas não todas. Para esconder mesmo, seria necessário passar mais, aí o creme fica como uma máscara estranha sobre a pele.

Resultado: não fiquei encantada, mas,  no meu caso, tem sido uma boa mão na roda no dia a dia – basta espalhar com a pontinha dos dedos mesmo, em movimentos circulares, não esquecendo do pescoço!

Acima, estão as fotos da formulação do CC Cream. Os “inactive ingredients” são aqueles que não auxiliam diretamente na performance do produto, mas ajudam na sua estabilidade, aplicação, aceitação… Notem que não é por isso que são seguros para quem tem alergia, por exemplo. Os “active ingredients” são aqueles dois da foto mais pertinho desse texto. Vale ler tudo sempre e ficar de olho!

Paguei 59 reais no CC Cream da Hard Candy, comprando no bazar que mencionei.

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
17 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários

Que o BB Cream virou febre todo mundo já sabe. Mas e o CC Cream, que entrou recentemente no alfabeto da beleza, quem conhece? Eu confesso que até tinha ouvido falar sobre ele, mas acabei não procurando mais informações sobre a novidade – bom, pelo menos até esse post! Bora conhecer direitinho o produto?

Para começar, vamos desvendar o nome: CC Cream quer dizer Color Control Cream. De acordo com o Wikipedia (sorry, eu confio nele), ele foi desenvolvido pelos coreanos para ser uma evolução do BB Cream, concentrando diversos benefícios cosméticos em um só produto. Basicamente, os CC Creams podem ter propriedades hidratantes, anti-idade e anti-oleosidade, além proteção solar, função de primer, cobertura de base e agentes clareadores para uniformizar o tom da pele. Dizem também que sua textura é mais amigável que a dos BB Creams, adaptando-se melhor a rostos oleosos que precisam ficar matificados durante todo o dia.

Parece praticamente um milagre em tubinho, não? Por enquanto, a novidade não chegou ao Brasil, mas muitas marcas lá fora já lançaram seus exemplares. Fiz uma seleção para todo mundo ficar de olho no produto quando for viajar ou quiser encomendar de alguém!

#1 Chanel: Buscou inspiração na exigência das asiáticas com a pele perfeita, prometendo acalmar, hidratar, proteger (com FPS 30), prevenir a ação de agressores externos e corrigir as imperfeições do rosto.

#2 Max Factor: Cobre como uma base, funciona como um BB Cream. Esse é o mote usado pela marca para seu produto, que promete formulação leve, hidratação, correção da tonalidade da pele e brilho natural.

#3 Hard Candy: Promete uma pele radiante e sem falhas, além de proteger o rosto com seu FPS 15. Comprei um e estou testando, em breve conto o que achei por aqui!

#4 Clinique: Livre de óleo, promete uniformizar o tom da pele, criando um look natural. Diz hidratar e proteger o rosto. Pode ser usado sozinho ou debaixo da base.

#5 Smashbox: Disponível em 5 cores, disfarça imperfeições, iguala a pele e previne descolorações futuras. Possui FPS 30.

#6 Sephora: Nem a marca escapou de fazer sua versão do CC Cream! Esta possui 7 tons disponíveis, com fórmula livre de parabenos, sulfatos e ftalatos. Diz a marca que até peles sensíveis recebem bem o produto.

#7 L’Oréal: Um dos mais legais, na minha opinião! São 3 modalidades: para corrigir a vermelhidão, reavivar e tirar a fadiga da pele. Diz oferecer 24h de hidratação e possui FPS 12.

#8 Olay: Quem não pirou nessa embalagem? Combate os sinais da idade, como tom desigual, manchas e rugas, combinando hidratante anti-idade, protetor solar FPS 15 e pigmentos que igualam a pele.

#9 Rachel K: Nunca tinha ouvido falar dessa marca, mas ela aparece bastante entre as indicações de CC Cream. Tem fator 35 e promete rosto impecável, matificado e radiante.

#10 Amore Pacific: Emprega alta tecnologia e usa extratos de bambu, ginseng e chá verde. Promete cobrir a pele de forma natural, protegendo com FPS 50 e hidratando.

#11 Lorac: Condensa 6 itens que neutralizam o tom, matificam, hidratam, dão brilho, acalmam e ajudam a pele a parecer mais saudável e jovem.

#12 Peter Thomas Roth: Vários produtos em um só – anti-idade, protetor solar, uniformizador da pele, hidratante e base. Possui na formulação agentes com doses altas de vitamina C, que auxilia na produção de colágeno e é antioxidante.

E aí, o que acharam do CC Cream? Vale investir ou é mais uma das invencionices da indústria cosmética?

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
91 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários