Coisas de Diva Coisas de Diva Coisas de Diva

Curitiba pode ser bem fria e existe até uma piadinha na internet com nossa fama de reclamões do inverno. Mas para quem pretende congelar as canelas em terras curitibanas, lá vai meu super guia expert de quem nasceu, vive a vida inteira aqui e também é a pessoa mais friorenta que você vai conhecer.

#1 Nosso tempo é meio louco

É meio piada mas muito verdade, temos todas as estações do ano num dia só. A manhã pode começar fresquinha, o meio dia ser um calorão e a noite você precisar de casaco pesado. Curitiba é isso ai!

Normalmente temos um inverno bem frio, onde a temperatura pode chegar a zero graus, mas isso também depende a cada ano. Por exemplo, semana passada tínhamos temperaturas chegando a agradabilíssimos 20 graus onde dava para andar de meia calça fina, camiseta e casaco leve sem problemas.

Já nessa semana, estamos num frio de lascar e o pessoal está andando completamente encasacado nas ruas com luva, cachecol e touquinha. Teve dias que chegamos aos 3 graus e quase morri de frio dentro de casa mesmo. Por isso, meu conselho é, veja a previsão do tempo poucos dias antes de vir para cá, nunca se sabe se estará um friozão lazarento, fresquinho ou até semi calor.

Visual para almoçar: bota de cano longo, casaco quentinho e lenço.

 

#2 Aposte nas camadas

Como exemplificado no tópico anterior, Curitiba é uma caixinha de surpresas, então minha dica é, se vista em camadas e esteja preparada para tudo. Eu costumo me vestir assim: calçado fechado, calça, camiseta, casaquinho/blusa, casacão. Conforme vai esquentando no meio do dia, vou tirando os casacos, se for esfriando, vou colocando peças por cima.

Nos dias muito frios, complemento tudo isso ai com meia calça forrada por baixo da calça e um casaquinho forrado por baixo do casacão. Essa dica das camadas é boa porque a gente não precisa comprar peças especialmente para o inverno e vai usando o que já temos em casa.

#3 Segunda pele e meia calça forrada

A verdade é que a gente não tem muitas roupas que sejam feitas especialmente para o friozão e que sejam acessíveis e fáceis de encontrar. Normalmente só encontramos roupas forradas ou com tecidos mais tecnológicos em lojas de material esportivo, e que costumam ser bem caras.

Por isso, o negócio é tentar dar um jeito reforçando as camadas de roupas para os dias muito frios. Uma boa pedida é usar meia calça grossa por baixo da calça e procurar por um body quentinho ou casaco térmico para usar por baixo da roupa.

Teve uma época que a gente achava meia calça forrada de Fleace na Renner, mas nunca mais vi. Negócio é procurar pelas meias de lã ou as de 100 fios para cima. Por aqui a gente até encontra essas meias grossas em shopping, mas não sei como é no resto do Brasil.

 

#4 Não precisa usar calça sempre

Essa dica meio que complementa a anterior. Dependendo da temperatura, dá sim para usar saia, vestido e shorts com meia calça. A espessura da meia vai depender de quão friorenta você é. Não tenho aqui uma tabela com a variação de fios versus temperatura, mas como você já imagina, meia de fio 15 é super fininha e não esquenta nada. Já a meia de fio 130 é mais grossa, e pode manter as pernas longe do vento em temperaturas um pouco mais baixas.

Por aqui todo mundo usa meia grossa, daquelas que não ficam transparentes na perna, e não temos problema algum com isso. Isso é bastante comum em cidades frias e que a gente se cansa de usar calça jeans todo dia.

Na foto abaixo, estou com uma meia de fio 50, que esquenta bem pouco – quase nada – e pode ser ok para temperaturas por volta de 15-20º durante o dia e para ambientes fechados. Para o friozinho da noite, ela só serve se você ficar num lugar abrigado. Se a ideia é ficar na rua, você vai precisar de uma meia bem mais grossa se não quiser passar frio.

Look para passear no shopping! O vestido é de alcinha, mas por baixo de tudo tem um bolero de lã para fazer as vezes de “manga” por baixo do casaco. #truques

 

#5 Cachecol, luva e touca

Esses anexos parecem frescura, mas para quem pretende visitar os parques em dias abaixo de 10 graus, o melhor é proteger todas as partes do corpo possíveis. Cachecol, luva e touca podem te manter mais quentinha e mais preparada caso vente bastante.

Vídeo: dicas para enfrentar o frio

Neste vídeo eu falo sobre algumas dicas da vida real para enfrentar o frio de Curitiba e também mostro alguns exemplos de looks com a ajuda de nossas leitoras, que são as melhores do Brasil!

No nosso canal tem 6 vídeos na semana, se inscreva para não perder nenhum conteúdo.

Peças que acho essencial para o frio de lascar

Beleza, você conferiu a previsão do tempo e realmente vai estar muiiiito frio por aqui, o que considero por volta dos 10º graus para baixo. Nesse caso, para ficar bastante tempo na rua e passear nos parques, seria bom você ter:

  • uma bota;
  • uma calça ou meia calça muito quentinha e forrada de preferência;
  • um casaco pesado e que te esquente bem;
  • uma blusinha estilo segunda pele, térmica ou de lã bem grossa;
  • cachecol;
  • luva;
  • algo para proteger as orelhas.

 

Onde achar: 01. Casacão | 02. Blusa | 03. Calça | 04. Meia Calça | 05. Gorro | 06. Bota | 07. Blusa

Algumas dessas peças são da AMARO, que tem coleções mensais e também tem sapatos, body feminino, bolsas e tênis, disponível na guide shop e no site da Amaro.

Aqui você encontra mais dicas de como se vestir no frio e neste post pode ver mais looks para usar em Curitiba.

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
12 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários

Mala para a neve: o que levar para o friozão

Quando fui fazer a mala para a neve fiquei com medinho de não levar roupa suficiente e passar frio, mas agora que voltei dos 6 dias fora, posso contar o que efetivamente usei. Quem sabe não te ajudo para quando tiver a oportunidade de viajar para algum lugar friozão!

Viajei no final de abril, então nos Estados Unidos, já era primavera. Para você ter uma ideia, em Denver, a cidade onde chegamos, estava com temperatura por volta dos 20 graus, bem tranquilo. Já em Vail, que é no meio das montanhas e bem alto, a temperatura oscilava entre -6ºC e 18ºC, o que complica a vida de quem não está disposto a carregar a casa inteira na mala.

Para dias fresquinhos

Nessa categoria entra a temperatura por volta de 10ºC, que não chega a ser um frio lazarento, mas também não dá para sair de braços de fora na rua. Nessa hora eu usava aquelas meias grossas, que podem ser de zilhões de fios ou aquelas forradinhas que já comentei aqui no blog. As forradas esquentam mais! Também apostava nas botas, casaquinho e casacão. Por baixo de tudo isso dá até para usar um vestido ou camiseta de manga curta porque, em todo lugar que a gente entra, o aquecedor está a mil, então sempre passamos calor com roupa demais.

Como em Curitiba é super frio, tenho alguns casacos pesados de lã, mas caso você seja muito friorenta e tenha um dinheirinho guardado, vale a pena comprar lá fora mesmo, aqueles casacos gordinhos e forrados. Melhor ainda se for impermeável. Eles não são a coisa mais linda e fashion do mundo, mas esquentam muito mais que o melhor casaco que a gente encontre por aqui.

Veja também, o que levar na mala de viagem para Curitiba.

Mala para a neve: o que levar para o friozão

A bota de cano baixo e a sapatilha são da Tutu Sapatilhas.

Abaixo de zero

Esqueça o vestido, o negócio aqui vai ser fazer camada sobre camada de coisas quentinhas. Só enfrentei essa temperatura em um dia de viagem e nele fui de bota, meia calça forradinha, leging grossa, segunda pele, blusa de lã, casaco forrado, luva e protetor para orelha. Ainda dá para apostar em cachecol e uma touquinha. Lembre, se você for passear e ficar na rua, vai enfrentar o vento gelado! Mas toda vez que entrar em um café ou numa loja, vai morrer de calor no aquecimento. O truque é ter camadas! Nesse dia passeamos pela cidade e acabou nevando, fiquei feliz de estar com o casaco impermeável, assim não me molhei nadinha e só passei frio no rosto. RISOS

Mala para a neve: o que levar para o friozão

Mala para a neve: o que levar para o friozão

A bota foi comprada na Riachuelo faz uns 6 anos atrás. A blusa de lã é da Farm e o casaco foi comprado na Columbia nos EUA.

Para esquiar

Na montanha é frio, mas a gente se movimenta bastante carregando equipamento e descendo morro abaixo. Teve umas horas que até fiquei com calor – mas lembre que já estávamos no final da temporada de neve!

O recomendado aqui é apostar na meia calça grossa ou segunda pele, calça forrada e impermeável, blusinha segunda pele e o casaco grande forrado e impermeável. Se estiver muito muito frio, vale ter um casaco leve intermediário também.

Mala para a neve: o que levar para o friozão

Com o casaco e com a segunda pele.

Não esqueça as luvas impermeáveis, pois vai por mim, a gente cai bastante e ter algo entre a pele e a neve é uma boa ideia. Se você não tiver roupa impermeável e não quiser investir nisso, não tem problema, mas toda vez que cair ou nevar, sua roupa vai molhar e pode ser que comece a sentir muito frio. Para o invernão, leve também uma touca e cachecol. Bota para esquiar, capacete e equipamentos são alugados todos juntos.

Não esqueça o óculos de sol e de passar MUITO protetor solar. A neve reflete a claridade que é uma beleza e é dois palitos para se queimar.
Para quem vai para o Atacama, aqui tem um post muito completo com dicas do que levar na viagem.

O que levei e efetivamente usei

Para ajudar, segue uma listinha do que levei e usei mesmo para a viagem de 6 dias no final de abril, começo da primavera, para Vail no Colorado nos Estados Unidos. Nesta viagem teve esqui, passeio na cidade e também jantares mais arrumadinhos, então precisei levar coisas mais bonitinhas e outras mais quentes.

– 1 bota de cano curto
– 1 bota acima do joelho (uma bota só que dê para usar com calça e vestido já é suficiente, pirei aqui!)
– 1 sapatilha
– 4 meias calças preta forradas
– 2 meias calça preta finas
– 1 vestido
– 2 macaquinhos (frescura para não repetir roupa no jantar, mas um já dava)
– 2 camisetas
– 1 legging de tecido grosso
– 1 blusa de lã quentinha
– 1 calça impermeável (comprei lá)
– 1 jaqueta pesada impermeável (comprei lá)
– 2 casacos pesados que já tinha (acho que 1 só era suficiente, pois depois que comprei a jaqueta, só usei esse para sair a noite)
– 1 par de luvas
– touca ou protetor de orelha
– cachecol
– 1 bolsa que combine com todas as roupas
– 1 mochila pequena

Não esqueça: óculos de sol, protetor solar e hidratante para corpo, lábios, rosto e tudo mais. O ar é muito seco em Vail. Se esqueci de algo, me conta nos comentários! Vamos se ajudar!

Mala para a neve: o que levar para o friozão

Esse foi o dia mais gelado da viagem e não passei frio. De manhã cedo estava -6ºC. O protetor de orelha foi comprado na Disney em outra viagem.

Preço dos casacos e calças para o friozão

Como chegamos na primavera, encontramos várias promoções de roupas de frio. Em Vail e Breckenridge não tem uma variedade imensa de lojas, por exemplo, você não encontra uma Forever 21 pertinho. Mas tem bastante loja de roupas esportivas com modelos específicos para neve. Os casacos grandes, forrados e impermeáveis custam mais ou menos US$150, mas na promoção, saiam por US$30. O mesmo com as calças forradas e impermeáveis, que custam em média US$80 e estavam por US$25 na promoção. A blusinha fina de segunda pele estava por US$10. Caso vá esquiar e precise destas roupas específicas, também dá para alugar em lojas perto da estação de esqui.

Se você viajar para uma cidade maior, vale uma passada no shopping para encontrar um casaco mais quentinho. Ele não precisa ser desses específicos para esquiar e certamente vai custar bem menos que em uma loja esportiva.

Para quem não curte posts de viagem, pode ficar tranquila que já já volto com as resenhas, só preciso me organizar por aqui. 🙂

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
13 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários