Coisas de Diva Coisas de Diva Coisas de Diva

Lembra que estive nos Estados Unidos no final do mês passado? Pois mesmo estando com o orçamento apertadíssimo por causa da obra no apartamento, acabei comprando alguns cosméticos e também alguns itens para casa. Já consegui usar tudo que comprei e hoje te conto um pouco sobre cada produto.

Hydra Genius para peles oleosas L’Oreal

É um hidratante levinho que me lembrou bastante o Hydro Boost da Neutrogena. Ele tem uma consistência leve, quase de gel, e não deixa a pele grudenta ou repuxando. Ele não é matificante, mas não deixa a pele brilhando com aparência de oleosa. A sensação ao toque é de que tem alguma coisa sobre o rosto, mas não é desconfortável. Achei um bom hidratante.

Ele custa mais ou menos US$15 e no ebay tem por R$50 mais o frete.

Mini resenhas: 5 coisas que comprei nos Estados Unidos

Shampoo a seco para dar volume Big Sexy Hair

Esse é um produto bem estranho, porque na essência é um shampoo a seco, mas também é um fixador para dar mais volume aos fios. No final das contas, parece um spray fixador que também funciona para retirar a oleosidade das raízes. Ele é bem bizarro e ainda estou me batendo para usar a quantidade certa sem que meu cabelo fique rígido demais. Mas acho que quando me acertar, ele pode vir a ser sensacional.

Custa em média US$15 e pode ser encontrado no ebay por volta de R$50 mais o frete do vendedor.

Mini resenhas: 5 coisas que comprei nos Estados Unidos

Base Dream Velvet Maybelline

Te falar que essa viagem me pegou de surpresa e mal consegui dar uma pesquisada no que as marcas gringas andam lançando. Achei que essa base da Maybelline poderia ser boa pra gente que tem pele oleosa e não deu outra. Ela dá um acabamento super natural no rosto, sem ter aquela cobertura de massa corrida e sem ficar mega opaca. Estou gostando bastante dela. Comprei a cor 15, mas achei ela um pouquinho de nada mais clara que meu tom de pele. Para comparação uso C2 da MAC.

Custa US$ 11 e no ebay tem por mais ou menos R$ 20 mais frete.

Mini resenhas: 5 coisas que comprei nos Estados Unidos

Protetor Clearly Sheer Coppertone

Apesar de até ser um protetor leve, ele não é tão sequinho quanto aqueles que são nossos preferidos para a pele oleosa. Ele não é oleoso, não deixa a pele ultra brilhando mas também não deixa o rosto opaco. Ainda dá para ver e sentir que tem algo sobre o rosto. Até é um bom protetor, mas a gente tem outras opções melhores por aqui. Ah, mesmo sendo em spray, a recomendação é de borrifar na mão e depois usar os dedos para espalhar na pele.

Custa US$8 com 145g, a minha versão custou US$3 porque é menor. Tem no ebay por R$ mais o frete.

Mini resenhas: 5 coisas que comprei nos Estados Unidos

Ultra Sheer Liquid Neutrogena

Comprei animada com a proposta de uma proteção alta e textura leve, mas apesar de até ser isso ai, ele ainda deixa aquela sensação meio peguenta que a gente não gosta. Outro ponto interessante é que ele não sai na água, criando um filme meio esquisito sobre o rosto. Para tirar, só com demaquilante. Não gostei muito, não.

Custa US$8 e tem no ebay por R$ mais o frete.

Mini resenhas: 5 coisas que comprei nos Estados Unidos

Se você quer mais ideias do que é bacana comprar em viagens, este post super completo pode te ajudar com algumas sugestões.

Vídeo: o que comprei nos Estados Unidos + coisas para casa

Neste vídeo tem todas essas compras que mostrei acima mais alguns itens que comprei para casa. Ah, nele estou usando essa base da Maybelline que trouxe da viagem.

Nosso canal no YouTube está recheado de conteúdo com 6 vídeos por semana. Se inscreva para acompanhar tudo que produzimos especialmente para o canal.

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
11 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários

Oie

Eu não ía mais fazer posts de “Diário de Viagem” mas tenho recebido alguns emails de meninas perguntando sobre o curso de inglês que fiz, então achei que seria interessante fazer esse último e contar mais detalhes sobre o assunto.

Fiz um curso de inglês de um mês numa escola chamada InLingua em Tampa. Quem achou a escola para mim foi minha amiga e quem fez todos os contados para pagamento e organização da papelada foi outra amiga. A escola em si era meio pequena e as salas meio lotadas com mais ou menos 11 alunos. Mas fora isso, achei boa.

Como optei por fazer aulas só de manhã, viajei com visto de turista mesmo. Mas se você pretende ter mais de 20h de aulas por semana, vai precisar de visto próprio para estudantes. Você também vai precisar ver se a escola pode mandar todos os papéis necessários para conseguir esse visto.

Geralmente se você está fazendo o processo de intercâmbio por uma agência, eles mesmos cuidam de todas essas coisas para você.

Cada escola tem um esquema diferente, mas as aulas giram em torno de gramática, vocabulário e conversação. Antes de começar a estudar você fará um teste para verem em qual nível você se encaixa e te indicarão uma turma. Uma coisa legal de ver é se seu professor tem o inglês como lingua nativa. Na minha escola tinha um professor da América do Sul que tinha um sotaque super carregado, daí acho que só atrapalha na hora de aprender.

As turmas tem pessoas do mundo todo, o que torna a experiência do intercâmbio muito legal. A gente sempre fica conhecendo pessoas novas e culturas completamente diferentes. Vale muito a pena. Na escola onde estava tinha gente do Oriente Médio, Coréia, China, Tailandia, França, Colombia e Brasil.

Eu fiquei hospedada na casa da minha amiga, mas se você não tem essa mamata, poderá escolher formas de hospedagem como casa de família, dormitório (não são todas as escolas que tem, só as que ficam em universidades) ou alugar um apartamento para você.

Quando viajei para o Canadá em 97 fiquei em casa de família. A experiência pode ser ótima ou dar muito errado. Tudo vai depender da afinidade que você construir com sua família hospedeira. Mas se você achar que os gênios não bateram, pode pedir para a escola achar outra família para você. Eu dei sorte e a minha era muito tranquila. Já em dormitório são outros 500 e também vai depender se seu colega de quarto é gente boa ou não. Mas enquanto em casa de família o clima é mais familiar, em dormitório as festas e bagunça são mais presentes. Escolha o que tem mais a ver com sua personalidade. Os valores não são muito diferentes (pelo menos nas escolas que pesquisei).

Passeio da escola em uma empresa americana

Um mês passa muito rápido e se pudesse eu ficaria no mínimo 6 meses estudando fora para aprender melhor. Mas a experiência é sempre válida e acrescenta muito nas nossas vidas.

Se algum dia você tiver essa oportunidade, vá com fé porque vale muito a pena.

Se tiver mais alguma dúvida pode perguntar nos comentários que eu tentarei ajudar.

bjs

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
21 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários

Até algum tempo atrás eu achava que a Disney era um lugar onde podia encontrar o castelo da Cinderela, a Torre do Terror, as atrações do Harry Potter, montanhas-russas e tobogãs de água que caiam direto numa piscina de ondas. Grande engano caros colegas.

A Disney não é um parque só, como eu pensava, mas quatro parques diferentes sem contar com mais dois aquáticos. Além disso ainda tem em Orlando três parques da Universal e em Tampa, o Bush Gardens. Ou seja, MUITAS opções de parques para ir (e também muitas entradas para pagar).

Eu fui no Magic Kingdom e Hollywood Studios na Disney, Island of Adventure e Universal Studios da Universal e também no Bush Gardens e vou falar um pouquinho sobre cada um no post de hoje.

Magic Kingdom – Disney
O Magic Kingdom é aquele que vem primeiro na nossa cabeça quando falamos em Disney. É o que tem o castelo da Cinderela, a casa do Mickey e da Minnie e o show de fogos de artifício a noite. Entrar num parque destes é realmente uma experiência única, ainda mais para quem passou a adolescência vendo fotos desses parques nas páginas da Capricho. Mas se você procura fortes emoções e montanhas-russas de deixar o cabelo em pé (literalmente,) esse não é o seu lugar.

O Magic Kingdow é um parque para a família onde os pais podem levar as crianças para se divertir. As atrações mais “adultas” são a Space Mountain e a Splash Mountain. A Haunted Mansion e a Stitch’s Great Scape também são legais mas mais pelos efeitos visuais. As outras atrações são super bem feitas, mas não chegam a emocionar os loucos por aventura.

Hollywood Studios
Esse é o parque que tem o chapéu do Mickey e a Tower of Terror, aquele “hotel” mal assombrado onde o elevador nos mata de medo. De todos os parque que fui foi o que curti menos. Não que seja ruim, mas esse também tem atrações mais voltadas para as crianças e ele parece ser um pouco menor que os outros. Mas sempre é legal ver as atrações 3D onde os espirros de água chegam até a gente. O desfile dos personagens da Pixar também é bem legal e animado, vale conferir os horários naqueles mapinhas que nos entregam na entrada do parque.

Bush Gardens
Esse é o parque que fica em Tampa e é um pouco diferente dos que ficam em Orlando. O Bush Gardens é meio que um zoológico, onde você pode passar bem pertinho dos lugares que os animais ficam. E também é nesse parque que estão as montanhas-russas mais cabeludas da Florida. Parece estranho, mas é legal. Tanto por poder ver os animais de perto (os recintos onde eles ficam são super bem planejados) como para andar nessas montanhas que deixam a gente com o estômago embrulhado. Óbvio que eu dei fiasco e fiquei com a pressão baixa e com dor de cabeça depois de ir numa dessas. Descobri que realmente não fui feita para esse tipo de emoção. Mas para quem gosta, a Sheikra, Montu e Kumba são atrações imperdíveis. Eu me diverti muito na Congo River Rapids, uma atração que é em um riozinho onde a gente se molha muito.

Universal Studios
É nesse parque que tem aquela “estátua” de um tubarão onde todo mundo tira foto quando vem para a Florida. E é aqui que tem a atração dos filmes Tubarão, E.T. e Twister e onde tem uma montanha amendrontadora chamada Rip Ride Rockitt ( que eu só passei perto). Gostei da montanha no escuro do filme A Múmia e do filme 4D do Shrek. As ruas são bem bonitinhas e divididas por temas que imitam cidades dos EUA.

Universal’s Island of Adventure
O melhor sempre fica para o final. Achei os parques da Universal mais legais que os da Disney. Dá para ver a diferença pelo público dentro dos parques, na Disney famílias com crianças pequenas, na Universal – adolescentes. Isso já mostra que as atrações são mais adultas. Mas gostei mais deste porque é aqui que ficam as atrações do Harry Potter. Já tinha visto muitas revistas falando da novidade e estava bem louca para ver com meus próprios olhos. Sim, sou fã dos filmes.

Pois essa parte do parque é realmente muito legal com uma versão de Hogwarts e a vila de Hogsmeade com os telhados cobertos de “neve”. Tem também uma montanha-russa onde você pode escolher um dos dois dragões e “voar”até quase bater no outro time.

Na vila existem as lojinhas de doces, varinhas, truques e também o Três Vassouras onde você pode beber uma cerveja amanteigada (que na verdade é um refrigerante). Algumas são de verdade e outras só tem a fachada. O lado ruim é que as lojas são super pequenas e estão sempre lotadas. Se você quer realmente comprar algo, entre em qualquer outra loja dentro do parque, eles tem os mesmos itens que as lojinhas da parte do Harry sem ser tão cheias.

No castelo existe a Forbidden Journey que é um tipo de simulador onde você pode voar com o Harry Potter. A atração é genial e foi a melhor que fui em todo o tempo que estive aqui. Realmente temos a sensação que estamos voando sobre o castelo, dentro da floresta, nas torres de Hogwarts e participando de um jogo de quadribol. Passamos por aquelas telas redondas que dão a impressão que estamos no filme e também por partes com cenário real. Achei sensacional. Enquanto estamos na fila passamos por corredores do castelos, cheios de quadros que se mexem, pela sala de aula e também pela sala do Dumbledore.

Mas o parque não é só Harry Potter, existe a parte do Jurassic Park, do Continente Perdido e dos heróis da Marvel, a atração do Homem Aranha também é um simulador bem divertido.

Em geral os preços dos parques ficam em torno de US$80 por dia, mas você pode fazer pacotes para mais de um parque que fica mais em conta. As refeiçõs custam entre US$10 e US$20 dependendo do restaurante e tipo de comida. A garrafa de água nos quiosques custa US$2,50.

Vale reservar um dia inteiro para cada parque. Com esse tempo dá para ver quase todas as atrações sem correria. Use roupas confortáveis e se prepare para talvez se molhar um pouco. Quase todos os parques tem brinquedos que acabam espirrando água na gente. Use uma mochila pequena e leve e escolha um calçado muito confortável, se lembre que você vai ficar de pé o dia todo. A maioria das pessoas usa bermuda, blusinha e tênis. Vi também muita gente com chinelo.

E já que estou aqui…

Agradeço as minhas comadres pelo post de hoje cedo e a todo mundo que está me parabenizando!
Pena que estou tão longe de todo mundo, mas quarta-feira já estarei em terras brasileiras. Me aguarde!

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
37 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários

Oie

Oba, chegou a hora das compras. Sabe aquilo que a gente já ouviu falar sobre variedade de marcas e preços baixos? Tudo verdade!

Mas calma que nem tudo é simples. Como já falei antes, Tampa não é uma cidade muito grande e infelizmente não tive a oportunidade de ir para Orlando fazer compras. Então o que acontece é que as lojas daqui não são tão grandes. Em algumas Sephoras ou até mesmo drogarias , você não consegue encontrar aquela marca ou aquele batom que estava de olho. Funciona da mesma forma que as cidades menores no Brasil, às vezes as novidades demoram um pouco mais para chegar. Por isso o conselho é ir no maior shopping porque lá encontrará mais variedade.

Corredores da Sephora

Outra coisa muito legal daqui é que as lojas tem promoções do tipo leve 3 e pague 2. Compre um e ganhe 50% de desconto em outro. Compre um e ganhe outro produto de presente. Vale a pena ficar de olhos bem abertos para aproveitar as oportunidades. E sabe aqueles cupons de desconto que às vezes vem em revistas e panfletos? Funcionam! É só apresentar o papelzinho no caixa e pronto, seu desconto está garantido. Não precisa assinar, carimbar, apresentar comprovante de residência nem nada. Simples assim.

Outra coisa que vale falar é que no Brasil a gente tem acesso a muita informação. Sabemos os últimos lançamentos da MAC antes mesmo de chegarem nas lojas, sabemos que a paleta Nude da Urban Decay está em falta e que a coleção nova da Nars tem uma sombra linda. Por isso, quando entro numa loja como a Sephora não me sinto tão perdida. A maioria das marcas já passaram na telinha do computador, a grande e mais gostosa diferença é poder tocar, ver de perto, experimentar e óbvio, poder gastar o rico dinheirinho nelas.

Marcas populares nas farmácias

Mas cuidado nessa hora, as marcas de farmácia tem opções infinitas e os preços são de levar a loucura, principalmente Revlon e L’Oreal que inexplicavelmente custam 5 vezes mais no Brasil. Mas as marcas mais caras como Chanel, Nars, YSL, por exemplo, continuam caras. Não tão caras como no Brasil mas não chegam a ser aquela pechincha. Um batom dessas marcas custam entre 30 e 40 dólares, então não dá para sair comprando a coleção toda loucamente. Acho que vale se você estiver apaixonada por uma cor específica. Acredite, a MAC fica entre as mais baratas dessas marcas que a gente cobiça.

Para achar as marcas mais descoladas vá a uma Sephora ou uma Ulta. A primeira a gente já sabe como é e tem Make Up For Ever, Nars, Urban Decay, Ilamasqua, Bobbi Brown, Benefit, Too Faced, etc. Na Ulta tem as mesmas marcas mais as baratezas como Cover Girl, Revlon, Maybelline. Só dê uma olhadinha nos sites antes para ver qual vende a marca que você quer. Nessas lojas não tem MAC, para comprar a marca vá à uma loja própria ou à uma loja de departamentos.

Ulta também vale muito a pena

As marcas mais chiques podem ser encontradas mais facilmente nas lojas de departamento como Macys, Dillard’s e Saks Fifth Avenue. Lá tem Chanel, Burberry, YSL, Dior e outras.

Os produtos de cabelo de marcas profissionais você encontra em lojas específicas, acho que em cada shopping deve ter uma assim, não existe uma super rede para isso. Elas são comuns, não se preocupe. Geralmente são as que tem produtos para salão. Eu achei na Beauty Cosmopolitan de Tampa produtos Schwarzkopf, Joico, Redken, MorrocanOil, Fekkai entre outros. E também OPI e China Glaze. Essas lojas sim tem preços animadores. Algumas marcas continuam caras, como uma máscara da Kerastase por 30 dólares, mas alguns shampoos da Redken ficam em torno de 12 dólares. Vale a conferida, só cuidado para não pirar o cabeção. Por outro lado os esmaltes não animam com preços em torno de 9 dólares, ui!

Mais Sephora

Ainda vale a visita às lojas das marcas como Body Shop, Bath & Body Works, Lush, Victoria’s Secret, Bare Escentuals e também as farmácias e mercados como CVS, Walgreens, Target e Wallmart. Farei um post separado para as mais legais.

Também fui em um outlet em Elleton perto de Tampa, onde tem uma loja chamada The Cosmetics Company com MAC e algumas outras marcas de maquiagem um pouco mais baratas que nas lojas. Comprei uma sombra MAC por 10 dólares mas lá eles só tem algumas cores das coleções passadas da marca, tudo estilo ponta de estoque. As cores geralmente são aquelas mais sem graça, mas as vezes dá para encontrar algo bonito.

Como você pode imaginar, dá para fazer uma viagem só indo em lojas. Mas como eu disse, precisa tomar cuidado para não enlouquecer com as marcas que são baratinhas e acabar comprando coisas até para suas netas (que nem nasceram ainda). O melhor mesmo é fazer uma pesquisa na internet e ter uma lista para ir seguindo. Não esqueça que no caixa você ainda terá que pagar 7% de taxas sobre o valor total da compra. Um orçamento para compras e outro para passeios é bem-vindo. Nada de gastar tudo em rímel e acabar não indo visitar lugares interessantes!

Beijos

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
30 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários