Spray Dehumidifier, Lee Stafford

Marina Fabri POR Marina Fabri
Gostou?
| Este post está dentro das categorias: CabelosResenha
Curte aqui:

Fico super feliz que hoje em dia a inglesa Lee Stafford já esteja disponível no Brasil <3 porque até hoje nunca testei nada deles que não gostei, e hoje é a vez de mais um que eu adorei, o Spray Dehumidifier. Bora!

spray dehumidifier

O Spray Dehumidifier, da Lee Stafford

Adoro a descrição que vem na embalagem: “O spray Dehumidifier é um produto mágico que dá um guarda-chuva para o seu cabelo”, haha. Ele é descrito ainda como uma solução leve, gentil e com efeitos calmantes – é um composto de silicones cosméticos de baixa viscosidade feito para diminuir o frizz dos cabelos. Basicamente, é um spray que você borrifa nos fios já secos(é só chacoalhar o frasco e aplicar a mais ou menos 30 cm) e ele diminui a umidade e frizz. Pode ser aplicado quando quiser.

O que eu achei dele?

spray dehumidifier

Adoro esse tipo de produto, vocês sabem – até recentemente meu favorito era o Fluído para Escova da Eudora, mas aí veio esse e roubou meu coração. O pobre fluído da Eudora caiu uma posição, #climão, haha (mas continuo gostando dele também). Eu amei porque ele é muito leve e parece mesmo mágico. Ultimamente tenho secado o cabelo só com ajuda dos dedos mesmo, sem escova (ou então, se eu tiver um tempinho, deixo secar naturalmente, sem calor) e quando ele está totalmente seco, borrifo esse spray e parece que fiz escova no salão haha.

Diminui MESMO o frizz, até recebi um ou outro comentário uns dias atrás falando que meu cabelo estava sem frizz e o culpado é esse spray aí. Tanto que essa foto é logo depois de lavá-lo, quando normalmente ficava bem estilo ‘poodle’ até os fios se assentarem novamente no lugar.

spray dehumidifier

Sabe o tipo de produto salvador? Aquele para usar quando o cabelo tá meio ‘nhé’ e você não sabe bem o que fazer? E ainda tá atrasada? Para mim é esse aí, porque ele deixa o cabelo mais bonito e alinhado instantaneamente, não pesa, tem textura bem sequinha e não deixa os fios oleosos ou duros.

O único ponto negativo pra mim – que na verdade não é necessariamente negativo – é o perfume dele. Todos os produtos dessa marca tem um perfume bem marcante e forte (li em algum lugar – e já esqueci onde – que lembra o Angel, e de fato parece um pouco), eu gosto, mas sei que pode incomodar algumas pessoas e, dependendo do caso, interferir com outro perfume

Composição e onde comprar

Ingredientes: Butane, cyclomethicone, propane, isobutane, alcohol denat, dimethicone, parfum, buthylphenyl methylpropionol, limonene, linalool, benzyl alcohol.

O frasco de 200 ml do Spray Dehumidifier custa R$ 59 – acho que ele deve durar bem, porque já usei bastante e ainda tenho a sensação de embalagem cheia, sabem? Não sei precisar quanto ainda tem, mas rende bastante.

Aliás, falando em Lee Stafford, comecei super recentemente (ontem, pra ser mais precisa) a testar a famosa máscara que ajuda no crescimento do cabelo – vi muita gente elogiando e resolvi comprar. Alguém já usou e notou diferença no crescimento dos fios?

Anti frizz Miskito Elixir

Thais Marques POR Thais Marques
Gostou?
| Este post está dentro das categorias: CabelosNacionalResenha
Curte aqui:

Imaginem um produto que mistura todos os óleos para cabelo possíveis. É o Miskito Elixir Protected Cream UV! Basicamente, o bonito conta com Ojon, Argan, Mirra, Semi Di Lino, Greenline Inca (?), Macadâmia e Cálamo.

Da Miskito, marca nacional de cosméticos – com a maior cara de gringa! – à venda nesse site (de acordo com a indicação da assessoria de imprensa, que me mandou o produto para teste), o anti frizz promete brilho e maciez com desembarace dos cabelos. A embalagem do produto é pequenininha, de 35 ml, mas ele rende bem.

A textura é essa, um creminho leve, com cara de sérum! O aroma não é o mais delicioso do mundo, mas não incomoda e lembra o da linha Damage Solution, que eu já mostrei nesse post. Recomenda-se o uso após a lavagem e condicionamento dos fios, com eles ainda úmidos. A marca afirma que o anti frizz possui propriedades termo-protetoras.

Aqui em cima tem uma imagem que mostra e não mostra o resultado do produto. Explico: vocês vão acabar achando que meus fios estáticos são frizz, quando na verdade são resultado de uma cabeça recém-levantada do travesseiro (tirei essa foto de manhã cedinho, após ter lavado com shampoo e condicionador EOS e finalizado com o produto da Miskito na noite anterior). Naquele frizz chato das pontas o sérum ajuda, sim. Sinto meus cabelos mais macios e desembaraçados com ele!

O valor é de 59 reais pelo produto e ele está à venda aqui. Se eu pagaria esse valor por ele? Talvez não, acho que só desembolsaria tanto por um verdadeiro milagre em forma de anti frizz. Uma coisa que eu gostei, no entanto, foi que olhando os ingredientes (letras minúsculas que a foto não conseguiu captar) não havia nenhum tipo de silicone e os óleos prometidos estavam todos lá.

Na bancada do meu banheiro: produtos para pele e cabelos!

Sabrina Olivetti POR Sabrina Olivetti
Gostou?
| Este post está dentro das categorias: CabelosCosméticosImportadoNacionalResenha
Curte aqui:

Tenho um monte de cosméticos na bancada do meu banheiro. Alguns uso bastante, outros só de vez em quando. Hoje te mostro um pouco mais sobre eles. Guardo tudo nessa cestinha trançada de fitas de plástico que encontrei na TokStok, o material é bacana porque não estraga com a umidade do banheiro. Vem comigo que te mostro tudo que tem ai dentro!

Tônico Revitalizante Nivea –  As vezes acho que só o demaquilante ou o óleo de limpeza não estão dando conta de tirar toda a maquiagem do rosto, meio neurótica, eu sei. Então uso este tônico como um passo final da limpeza do rosto. Mas uso ele a noite, pois este não colabora muito com as peles oleosas.

Óleo de limpeza Softymo Kosé – Este óleo serve como sabonete e demaquilante ao mesmo tempo.  Tem sido um dos meus queridinhos dos últimos tempos. A resenha completa sobre ele está aqui.

Protetor solar Bioré Aqua – Sempre li maravilhas sobre os protetores japoneses e este Aqua foi o primeiro que testei. Por mais que as marcas daqui digam que seus protetores são sequinhos para peles oleosas, não existe comparação com os japoneses. Este da Bioré some na pele depois de aplicado, como se você não tivesse passado nada. Era o meu preferido até eu testar seu primo, o Bioré Milk. A resenha do Aqua está aqui.

Protetor solar Bioré Milk – Além de não deixar a pele oleosa, este protetor funciona ainda como um matificante. Ele não deixa resíduos na pele, não dá uma sensação pesada, não adiciona oleosidade e ainda controla o brilho. Só não é perfeito porque não é vendido no Brasil. Marina falou tudo sobre ele aqui.

Demaquilante Melt Down Urban Decay – É minha arma secreta para aquelas maquiagens mais chatonildas de longa duração ou a prova d’água. Sabe aquele rímel que não sai nem a pau? Pois este demaquilante tira tudo. Falei mais sobre ele aqui.

Água Termal La Roche-Posay – Não costumo usar água termal e até acho uma frescurinha, mas ela é uma boa aliada para os dias que faço aplicação de laser no rosto. Deixo ela na geladeira e vou usando nas horas de dor intensa. Ah, ainda não consegui fazer mais nenhuma aplicação do laser, ainda preciso arranjar umas folgas no trabalho para isso. O tratamento está do mesmo jeito que comentei neste vídeo, mas ainda pretendo fazer as outras aplicações.

Listerine – Não é para o cabelo e nem para o rosto, mas como ele mora ali na bancada, tai na foto! :) Ô negocinho que arde na boca, hein!

Pomada de textura BB Texture Bumble and Bumble – Teoricamente esta pomada melequentinha serve para dar aquele ar de “acabei de sair da praia” nos cabelos. O problema é que em mim ela nunca funcionou muito bem. Acredito que o problema seja meus fios escassos e fininhos, mas de vez em quando faço uma ou outra experiência pra ver se alguma coisa ajuda – atá o momento, sem sucesso.

Óleo Thermal Protection Frizz-Ease John Frieda – Este óleo serve como protetor térmico e ajuda um pouquinho na tarefa de eliminar o frizz dos cabelos. Uso uma gotinha no comprimento dos fios ainda úmidos. O lado bom é que, passando pouquinho, ele não pesa nos fios. Falei mais sobre ele aqui.

Pomada Thrill Osis – Comprei esta pomada quando viajei e achei que podia ser uma boa para dar textura aos meus fios. Na verdade ela é quase uma colinha e deixa meu cabelo com cara de “não lavo faz 3 semanas”. Nhé! Mas para não perder o investimento, uso bem pouquinho no topo da cabeça para abaixar os fios rebeldes.

Óleo K-Pak Joico – Este é um daqueles óleos finalizadores que servem para deixar os fios mais macios e brilhantes. Ele até tem óleo de argan na composiçao, mas ainda acho que o Moroccanoil original é melhor que ele. De qualquer forma, o potinho está ai e acho que vai durar eternamente pois uso só uma gotinha de cada vez, da mesma forma que uso o Frizz-Ease. Quando não uso aquele, uso este.

Finalizador Magic Finish Osis – Mais um ingrediente das experiências que faço com meu cabelo. Comprei este sérum acreditando que pudesse me ajudar a combater o frizz dos fios mas ele não funciona. Já faz tempo que estou dando uma chance pra ele mas acho que está na hora de passar o item para frente. Ele tem uma textura oleosa, ams não chega a ser um óleo. Já tentei usar de todas as formas mas ele não faz nada no meu cabelo. :( Tai um dinheiro jogado fora!

Loção Fortificante Elseve – Esta loção promete deixar os fios mais fortes e diminuir a queda. Ele é uma aguinha, não dá textura alguma nos fios, não pesa e não deixao cabelo  oleoso e deve ser usado no couro cabeludo antes de secar o cabelo. Uso todo dia mas confesso que ainda não vi uma super diferença. Mas continuo ai na fé, mal não deve fazer!

Protetor térmico Got2B – Também comprei este protetor térmico em uma viagem. A Got2Be é uma linha mais em conta da  Schwarzkopf e tem um monte de protudos bacanas com preços amigos. Agora só falta ela desembarcar no Brasil! O protetor é legal, mas como ele é também um pouco condicionante, deixa meus fios muito lambidões. Bem escorridos, sabe como? Acho quedeve ser legal para as meninas que fazem escova e gostam do cabelo bem lisinho.

Spray de Sal Tigi – Este spray também dá aquele ar de “cabelos de praia” e pode ser usado nos fios úmidos ou secos. Eu gosto de borrifar um pouquinho nas raízes para dar um tanto de volume. Mostrei o processo aqui e as leitoras falaram que não ficou legal, mas eu confesso que fico bem feliz com o resultado de mini volume + baguncinha no meu cabelo.

Spray condicionador leave-in Sexy Hair – Este condicionador em spray desembaraça bem meus fios sem deixar o cabelo pesadão mesmo sem precisar de enxague. Acho que é uma boa opção para as meninas de cabelos oleosos e fininhos. Fiz resenha sobre ele neste link. E o legal é que agora a marca é vendida em salões de beleza aqui no Brasil.

Spray fixador High Hair Wella – Comprei este spray com a esperança que ele pudesse, ou dar um pouco de volume no meu cabelo, ou ajudar a fixar melhor os cachos do Baby Liss. Nada feito nos dois jeitos. O problema é que ele tem um jato molhado, mais pesado do que um aerosol, e acaba murchando os fios. Em vez de ajudar, só piora o problema. Também preciso dar ele para alguém que vá fazer um uso melhor do danadinho.

Spray condicionador Frizz-Ease John Frieda – Ganhei este spray a pouco tempo e ainda estou tentando entender como ele funciona. Ele não é tão potente que substitua o condicionador, então acho que preciso usá-lo depois de passar um condicionador normal, só para ajudar no frizz mesmo. Fico devendo um teste mais completo sobre ele.

Shampoo seco para morenas Batiste – O shampoo seco serve para dar um enganada nos dias que o cabelo não está lá muito soltinho, para “desgrudar” um pouco os fios da cabeça. Este é legal porque não é branco, então não deixa aquela aparência acizentada em quem tem os fios mais escuros. Mas vale dizer, para quem tem cabelo oleoso, ele não substitui o shampoo tradicional. Marina falou sobre a versão “normal” dele aqui. A marca já é vendida no Brasil.

Ufa, agora acho que está na hora de fazer uma limpa nessa minha cestinha e ficar só com o que eu uso mesmo!

Frizz-ease Thermal Protection John Frieda

Sabrina Olivetti POR Sabrina Olivetti
Gostou?
| Este post está dentro das categorias: CabelosResenha
Curte aqui:

Desde que me conheço por blogueira me coço para testar esse tal de Frizz-Ease da John Frieda. Já peguei várias vezes o frasquinho na mão, mas diante dos preços nada camaradas da marca aqui no Brasil, acabava desistindo da compra. Ele até foi um dos mais citados naquele “Preferidos das Leitoras” que fiz uns tempos atrás.

Dia desses fiz a louca e arrematei o dito cujo junto com um shampoo da mesma marca. Acabei escolhendo uma versão que promete, além de reduzir o frizz dos fios, também proteger contra o calor do secador de cabelos.

O Frizz-ease é um óleo e deve ser aplicado em uma ou duas gotas nas madeixas ainda úmidas. Pra mim que só tenho “5 fios de cabelo”, uma gotinha já dá pro gasto. Esfrego ele na palma das mãos e depois passo nos fios. Após isso seco o cabelo normalmente.

Notei sim que ele ajuda um tanto no frizz, mas por outro lado, também deixa a aparência bem ESCORRIDA. Estou em uma empreitada científica comigo mesma para descobrir uma quantidade adequada de óleo que diminua o frizz mas sem deixar o cabelo lambidão demais. Mas de qualquer forma, acho que foi o anti frizz que mais deu certo no meu cabelo que é ultra fininho e oleoso.

Meu antes e depois ficou meio ruim, pois ainda me bato com essa câmera nova. Em alguns momentos tenho quase certeza que ela ri da minha cara por não conseguir tirar fotos decentes.

Paguei R$60 na DrogaRaia.

Quer ver o conteúdo mais antigo? Navegue em posts anteriores!
Página 1 de 212