Reflexão: precisamos mesmo estar na moda?

Sabrina Olivetti POR Sabrina Olivetti
Gostou?
| Este post está dentro das categorias: ModaReflexão
Curte aqui:

Dia desses vi um comentário assim: “tomara que isso continue na moda pra eu continuar usando sempre”. Fiquei pensando sobre o assunto.

Acho que o bacana da moda é que ela possibilite que a gente encontre nosso estilo. Uma forma de nos vestirmos, de nos sentirmos bem e bonita e que “comunique” quem somos. Penso que mais interessante do que estar na moda, é encontrar este estilo próprio. E não precisa ser um estilo super fashionista ou mega antenado, não! Apenas o nosso estilo.

Estilo próprio: não precisa estar na moda

Ana do Hoje vou Assim Off

Eu não sou uma pessoa fashion, mas hoje já sei o que gosto e o que não gosto. O que funciona no meu corpo e também o que faz eu me sentir estranha.

Demorei para me encontrar. Já passei pela fase gótica, pela patricinha, pirigueti,  e pelo “não sei o que comprar então vai camiseta e calça jeans mesmo”. Hoje percebo que gosto de roupas coloridas, mas que não chamem atenção demais. Não gosto de coisas justas, ultra decotadas ou que mostram muito uma parte do corpo. Não me sinto bem.

Audrey do Big or Not Big

Recentemente estou percebendo que já não gosto de coisas muito “menininha”. As marcas que costumava comprar já não andam me interessando mais. Notei que estou passando por uma transição na vida e meu estilo está mudando um pouquinho. Mesmo ainda sendo fãzona de vestidos e saias rodadas, tem algumas estampas e modelos que já não me identifico mais. Isso é ruim porque quando preciso de roupa, fico meio perdida. As lojas que costumava fazer a festa já não se encaixam mais com meu perfil e fico sem saber onde procurar coisas para mim. Da mesma forma, ainda não me identifico com roupas mais sérias ou mais ~~adequadas~~ a minha idade. Estou num momento perdida modisticamente.

 
Carla do Modices

 

Enfim, tudo isso é para dizer que acho que, mesmo perdida agora, tenho meu estilo e nem sempre me identifico com o que está na moda. Isso faz de mim uma pessoa mal vestida? Acho que não! Estou bem louca por um sutiã de tirinhas e acho que usarei o modelo eternamente com roupas com as costas decotadas. Mas passei reto pela moda das calças com listras verticais, lembra delas?

O bom da moda é poder pinçar o que o mercado nos oferece no momento. O bacana é escolher o que está em alta e se encaixa com nosso estilo e usar o item a nosso favor. A moda passou? Não faz mal, porque aquele item é nossa cara, se encaixa no que gostamos de usar. Qual o problema de continuar vestindo felizona algo que não está mais nas prateleiras mas que tem tudo a ver com a gente? Vamos nos permitir, amiga!

http://umanosemzara.blogspot.com.br/

Joanna do Um Ano Sem Zara

Leia também:  Reflexão – A beleza e o medo. Vale a pena!

E né, dinheiro ainda não está dando em árvore, então vamos fazer a grana investida render mais do que uma estação.

Para este post selecionei fotos de meninas que tem estilo próprio, que usam, sim, coisas que estão na moda no momento, mas que também tem estilo próprio, usando os itens de forma atemporal. Vale a pena ficar de olho nelas para servir de inspiração.

5 dicas para permanecer digna até o fim da balada!

Thais Marques POR Thais Marques
Gostou?
| Este post está dentro das categorias: Maquiagem
Curte aqui:

Pensam que eu não sei dos planos de algumas de vocês pra hoje? Vão tudo pra balada, né? hahahaha Ainda não sei a meu respeito mas, se fosse sair pra ferver, apostaria nessas 5 dicas de maquiagem que vou dar para continuar com tudo bonitinho até o fim da noite! Venham comigo!

#1 Batom líquido

5 dicas para permanecer digna até o fim da balada!

Tá pra nascer ser inventado um batom que tenha melhor durabilidade que o líquido de efeito matte. Ele é pigmentado, gruda nos lábios e, quando sai, é sempre a partir do meio da boca. Ou seja, para deixar a cor por igual, basta levar na bolsa e reaplicar, sem precisar mexer no contorno (porque aí, minhas amigas, o caos pode se instalar, especialmente depois de alguns drinks).

Aqui dá para encontrar todas as resenhas que já fizemos sobre batom líquido.

#2 Lencinhos matificantes

5 dicas para permanecer digna até o fim da balada!

Uma verdadeira mão na roda anti-derretimento. É super normal suar um pouco quando a pista está fervendo e, para contornar o problema, basta dar uma enxugadinha de leve no rosto com papel toalha e finalizar pressionando os lencinhos matificantes sobre a pele. Eles absorvem a oleosidade sem estragar a base que foi aplicada anteriormente.

Querem saber mais sobre o assunto? Vejam posts sobre lenços matificantes já feitos no blog!

#3 Pó translúcido compacto

5 dicas para permanecer digna até o fim da balada!

Tá, mas por que compacto? Porque eu conheço meu eleitorado e sei que o pó translúcido solto vai abrir, vai cair na bolsa e vai fazer meleca. Fora que ele requer o uso de um pincel. Então, pra facilitar a vida, melhor levar a versão compacta, que já vem com esponjinha de aplicação. O esquema é parecido com o dos lencinhos matificantes: pressionar sobre o rosto, especialmente na zona T (testa, nariz e queixo). A pele vai voltar a ficar sequinha!

Aqui dou a sugestão de um pó translúcido compacto que gosto bastante.

#4 Lápis colorido

5 dicas para permanecer digna até o fim da balada!

Digamos que é um aliado para dias de preguiça, quando a gente quer se arrumar mas precisa fazer isso de forma eficiente. Eu gosto de usar na linha d’água e rente aos cílios superiores, algumas vezes até puxando um gatinho. Borrou? Não tem problema, é só levar na bolsa, passar mais um pouquinho e esfregar o dedo fazendo um esfumado – não estou brincando, já me salvei assim muitas vezes no banheiro da festa.

Os lápis 24/7, da Urban Decay, são os nossos favoritos do universo inteiro, não adianta!

#5 Corretivo líquido

5 dicas para permanecer digna até o fim da balada!

Toda e qualquer besteira que a gente fizer com a maquiagem pode ser resolvida com corretivo. O batom borrou pra um lugar muito errado? Calma. Tem que tirar o excesso, reaplicar e acertar a pele com corretivo. Aquela espinha que tava bem escondida deu o ar da graça? Corretivo. O rímel borrou e ficou panda? Limpa e passa corretivo. Ele é multifuncional, quebra um super galho e dá para levar tranquilamente na bolsa.

Temos várias resenhas de corretivos líquidos para quem quer escolher o seu!

E aí, gostaram das dicas? Quem for colocar em prática tem a obrigação moral de me contar se deu certo depois, hein?

Délice de Poudre Duo, o bronzer/iluminador da Bourjois

Marina Fabri POR Marina Fabri
Gostou?
| Este post está dentro das categorias: MaquiagemResenha
Curte aqui:

Talvez algumas de vocês lembrem, mas os bronzers e iluminadores dessa linha Délice de Poudre, da Bourjois, faziam o maior sucesso há alguns anos. Lembro que amava muito o iluminador, um dos primeiros produtos desse tipo que comprei. Só que aí eles meio que desapareceram (ao menos aqui do mercado brasileiro) e recentemente voltaram, só que em forma de duo, que é esse que eu mostro hoje.

delice de poudre

Délice de Poudre Duo, o bronzer/iluminador da Bourjois

Antes os bronzers e o iluminador eram vendidos em separado – e agora, pelo que vi, até dá para achar o bronzer sozinho, mas o iluminador eu nunca mais vi.

delice de poudre

O Délice de Poudre vem nessa embalagem fofa – ela é de papelão durinho, e o produto tem aparência de barra de chocolate (e cheirinho também, mas é bem gostoso e suavezinho). O bronzer tem um tom de marrom claro sem brilho e o iluminador é um champagne bem clarinho com cintilância discreta.

Resenha: o que achei dele?

Começando pelo iluminador, que eu já conhecia e já tinha usado – ele é bem diferente dos iluminadores ‘normais’ porque ele é realmente muito discreto. Dá para usar no rosto todo sem problema algum, não vai ficar super brilhante nem parecendo oleoso. Pelo contrário, eu acho que ele serve mais para dar um viço de leve na pele. Ótimo para usar quando você está com aparência de cansada no rosto, acho que ele ajuda a dar uma disfarçada de leve.

Sei que muita gente vai falar que não aparece e não faz diferença – e de fato, o efeito dele não é super evidente e é bem difícil captar em foto. Mas garanto que é lindo e eu gosto muito.

delice de poudre

Já o bronzer, que eu nunca usado, tem um tom bem ‘quente’ – eu gosto de usar como blush mesmo e achei a cor e o efeito bem bonitos na pele. O único cuidado necessário é o de aplicar com cautela, porque ele é bem pigmentado – para essas fotos mesmo eu tive que esfumar bastante porque tinha aplicado muito.

Em resumo: gostei muito do produto e acho que vale para quem é mais discreta e não curte iluminadores muito aparecidos nem blush/bronzer com muito brilho.

Composição e onde comprar

Dá para comprar o duo Délice de Poudre na Sephora, ele custa R$81.

delice de poudre

Dicas gastronômicas e culturais de agosto

Sabrina, Marina e Thais POR Sabrina, Marina e Thais
Gostou?
| Este post está dentro das categorias: Dicas culturais e gastronômicas
Curte aqui:

Tá aí pensando ainda nos planos para o final de semana? Se não tiver nenhum, aproveita nossas dicas culturais de hoje:

Banda Wild Childs: descobri numa dessas playlists aleatórias do Spotify e adorei. A vocalista é mulher e o estilo é meio indie, hipster, calminho. Ouça, por favor, a minha música favorita que se chama Fools (abaixo), e que leva o nome do novo albúm que será lançado agora no dia 02.

Site Quanto Custa Viajar: O site é uma ferramenta que informa os preços atualizados dos principais custos de viagem para várias partes do mundo. Tudo bem facinho de encontrar e de usar. Bom para já ir calculando o orçamento do próximo destino!

Livro Cartas Amarelas: O Cartas Amarelas é um livro não só de receitas, mas que conta também com as cartas que Gui Poulain escrevia enquanto estava morando em Paris. O livro é de um capricho e de uma delicadeza que olha, todo mundo deveria ter uma cópia em casa. Recomendo fortemente! Ele está á venda por R$90 aqui.

Blog Casa de Colorir: Quem aí lembra da Oficina da Thalita, que era um quadro do programa Decora com a Bel Lobo? Pois então, infelizmente, ela não está mais dando dicas de DIY na TV, mas tem um blog maravilhoso de decoração chamado Casa de Colorir. Tem muita coisa pra fazer sozinha e dar um up em algum cantinho!

Canal 5 Minutos: Ok, eu sei que a dica não tem nada de nova, mas é para quem nunca parou pra assistir o famosíssimo canal no Youtube da Kéfera. Confesso que nunca tinha dado muita bola, até que assisti um vídeo e… Pronto, não consigo parar. Acho ela muito engraçada – amo gente espontânea assim, que não tá nem aí pro que os outros vão pensar. Fora que a Kéfera é de Curitiba. <3

Filipe Catto: Fica difícil definir o estilo musical dele, mas é algo tão intenso que me deixa sempre suspirando. A grosso modo, sua voz lembra a do Ney Matogrosso, mas ele mesmo diz que os dois não têm nada a ver. Acho que, para entender, é preciso mesmo ouvir. Filipe está lançando agora um novo disco, chamado Tomada, e eu estou curiosíssima para escutar! Enquanto isso, deixo vocês com uma das minhas favoritas dele, Saga:

Americanah, Chimamanda Ngozi Adichie: lembram desse post aqui, no qual eu digo que queria muito ler esse livro? Pois bem, comecei e já estou adorando – ainda estou na metade, então não vou me alongar muito, mas gostei tanto do estilo que já quis indicar. É sobre uma nigeriana que vai morar nos Estados Unidos e cria um blog que ela mesma aprende a descrever como “de comportamento”, mas é um pouco mais que isso, ela fala sobre questões raciais. E aí ela resolve voltar para Lagos, na Nigéria, e precisa se readaptar. Depois eu volto para contar mais!

Restaurante Tuna: juro, via as fotos desse restaurante ainda quando estava em Paris e morria de vontade de comer tudo que tem lá, mas em especial esse prato aí, que é de arroz com molho de sakê, cebola e shoyu, bife à milanesa e ovo frito. Fui lá hoje e AMEI, quero voltar para experimentar o resto do cardápio.

Filme Cidades de Papel: não curto muito John Green, mas adoro Cara, então quis ver esse filme – é bem estilo sessão da tarde, mas até que é bonitinho!

Quer ver o conteúdo mais antigo? Navegue em posts anteriores!
Página 4 de 1.51723456