Coisas de Diva Coisas de Diva Coisas de Diva

Semana passada estivemos em um encontro de Natura com o maquiador Marcos Costa que nos apresentou as novidades da marca, viu as fotos no nosso Instagram (@coisasdediva)? Entre os lançamentos estão sombra em lápis, blush em bastão e também esta base que te mostro hoje.

A base é indicada para quem tem pele mista ou oleosa, possui acabamento mate e promete controlar o excesso de brillho. A marca conta também que ela é de longa duração, hidrata e previne sinais de envehecimento. Tem FPS15 e também pode ser usada como corretivo.

Diferente de outras bases em bastão que já usei, esta não tem acabamento pesado e artificial. Ela é cremosa, mas em contato com a pele ganha uma textura aveludada de pó. A melhor forma de aplicar é espalhando com as mãos mesmo. Assim é mais fácil de deixar o acabamento homogêneo e natural. Mas tome cuidado, porque é fácil esquecer um cantinho e ficar com o rosto manchado.

A cor que ganhei, a Bege Claro, ficou amarelada e um pouco escura para minha pele. Infelizmente é a cor mais clara entre quatro opções.

Senti que logo depois de passar, meu rosto, que é bem oleoso, ficou opaco, sem brilho, com cor uniforme e toque aveludado. A cobertura é média e achei bem bacana para cobrir as manchinhas da minha pele. Passando ao meio dia, senti que a testa começou a brilhar por volta das 19h, mas o resto do rosto estava aguentando firme. Ah, ela transfere um pouco. A duração na pele é alta mesmo, fiz uma amostra de cor na mão que durou mesmo depois de molhar com água.

Sem nada, com base e maquiada.

Esta base é interessante para quem tem pele oleosa e gosta de cobertura média, mas infelizmente a cor não deu certo para mim.

Ela está disponível em quatro cores (Bege Claro, Bege Mel, Marrom Claro e Marrom Médio) por R$62 com 9,5g.

Ingredientes: CYCLOPENTASILOXANE, OCTYLDODECANOL, CI 77891, ETHYLHEXYL PALMITATE, CERA MICROCRISTALLINA, MICA, PHENYL TRIMETHICONE, POLYETHYLENE, SILICA, DIMETHICONOL BEHENATE, CI 77492, ETHYLHEXYL METHOXYCINNAMATE, OZOKERITE, TRIMETHYLSILOXYSILICATE, TITANIUM DIOXIDE, CI 77007, CI 77491, METHICONE, HEXYLDECANOL, TALC, LAUROYL LYSINE, TOCOPHEROL, LECITHIN, ASCORBYL PALMITATE, GLYCERYL STEARATE, GLYCERYL OLEATE, PYRUS COMMUNIS SEED EXTRACT, CITRIC ACID.

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
44 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários

Essa  base em bastão já existia na linha de maquiagem Marcelo Beauty, mas foi relançada há um tempinho com embalagem nova (outro dia a Sá mostrou um batom líquido da mesma linha aqui) – e já começo minha resenha dizendo que não sei ao certo se gostei dela ou não.

Explico: já usei muuito dessas bases em bastão, devem ter sido umas das primeiras que usei (na época, usava uma da Avon). Isso porque achava elas muito práticas, afinal é só aplicar um pouco no nariz/bochechas e espalhar bem pelo rosto com os dedos – é exatamente assim que tenho usado essa.

Continuo achando prática e rápida para aplicar, ela é bem cremosa mas não achei oleosa (lembrando que tenho a pele mista, ultimamente mais para normal) e tem cobertura média (uniformiza o tom da pele, mas não cobre tudo). Agora chega a parte que eu não curti muito: olhando de perto, parece que ela não adere bem à pele, que ela não se funde bem – de longe, tudo ok, mas se olhar de perto, você vai ver que é uma base.

(Para quem for comprar, fiquem atentas ao mecanismo retrátil da embalagem – a minha veio com algum defeitinho que deixou a embalagem meio frouxa, tanto é que fui fechar e ‘amassei’ a base com a tampa, por isso ela ficou meio feinha em cima).

Tenho usado ela mais no dia a dia mesmo, passando pouquinho e espalhando bem, para deixá-la mais natural – sabe aquele dia que você só quer algo leve, para deixar a pele um tantinho mais bonita? Então, isso. Apesar de não ter curtido muito o efeito, não deixa de ser um produto de aplicação rápida, bom para a hora da pressa (e, como eu disse, tomando cuidado para não exagerar, tá ok!).

A base está disponível em três cores (a minha é a clara) e custa, em média R$ 20 (dá para encontrar a marca em perfumarias e casas de cosméticos).

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
14 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários

Faz algumas semanas que recebi essa base da Avon e lembrei do tempo que eu era mais jovem (#velha) e só usava ela. A cor que eu estou usando é a Bege, que é um tantinho mais escura que minha pele, mas espalhando direitinho não dá para notar.

(o esmalte é o Coisas de Diva, da Tracta)

Ela é uma base de cobertura leve, de fácil aplicação (eu passo com o bastão mesmo, ele é bem cremoso, e depois espalho com os dedos, como se tivesse passando hidratante) e com textura bem natural. E eu gosto dela pelo seguinte motivo: é uma boa base “de emergência” – para aqueles dias que você acorda atrasada e tem que se arrumar meio na correria; ou então para quando você dorme pouco ou está com a pele meio feinha, porque ela deixa o tom da pele mais homogêneo, mas de forma sutil, sem deixar com aspecto ‘reboco’. Ou seja, é boa para o dia a dia.

Eu tenho a pele mista – atualmente, com o tempo mais frio, ela está mais para seca – por isso não achei ela oleosa. Mas como a cobertura é natural, imagino que as meninas que tenham pele bem oleosa talvez não se deem muito bem com ela.

A base custa R$ 16 (6,5 g), mas dá para achar na promoção por R$ 11,99 e são cinco cores – além da Bege, que eu testei, tem a Bege Claro, a Rosado Médio, a Caramelo e a Café. Se alguém estiver procurando alguma loja que tenha os produtos a pronta entrega aqui em Curitiba, tem uma na Galeria Suíssa, no Centro – eu sempre compro lá.

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
74 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários

bases_sso3

Mais um duelo de titãs aqui no blog.
Hoje vai ser: base em pó x base bastão x base líquida.
Os escolhidos para o combate foram: Studio Fix da MAC, Base Stick do Boticário e a Forever Diorskin da Dior.
Fiz um teste com as 3 e tirei fotos para analisar aplicação, cobertura, textura e duração das bases na pele. (Sinto que esse post vai ficar gigante)

Vamos às análises.
Studio Fix MAC (US$ 26 )
Na teoria o Studio Fix é um 2 em 1 (pó e base no mesmo produto). No site da MAC eles dizem que ele tem boa cobertura e dá um efeito mate na pele porque contém sílica na fórmula (que absorve a oleosidade).
Eu acho ele meio mágico, porque tem a aparência de um pó compacto mas quando entra em contato com a pele, ganha uma textura diferente, como se vc tivesse acabado de passar um creminho na pele. Não fica aquele pozinho quando vc passa a mão no rosto, sabe? É difícil explicar, mas ele é diferente.
A cor é bem natural e a textura é bem boa, parece que a pele está aveludada, um loosho. Mas preciso dizer que a cobertura é mais ou menos. Acho que para o dia-a-dia ele quebra bem o galho, porque é bem levinha, dura o dia todo e dá meique uma enganada nas minhas manchas mas sem ficar com aquela cara de “oi? Passei base”.

Base Stick Boticário (R$ 69,90 )
Comprei essa base meio na loka, na hora achei boa mas quando cheguei em casa me irritei muito com a textura que ela tem. Daí joguei na gaveta e não quis mais conversa.
Hoje, quando resolvi fazer esse confronto, dei mais uma chance para a pobre e confesso que mudei de idéia. Essa base é em bastão e olhando assim parece ter uma consistência de creme mais durinha, mas quando vc passa na pele ela vira um pozinho. O que me irrita é essa consistência de creme com areia que ela tem (veja o detalhe na última foto). Mas vamos relevar. Para aplicar precisa de uma esponja ou de um pincel para espalhar e tcharam, até que ela tem uma cobertura razoável.
A base deixa um toque seco, mas menos mate que a Studio Fix. Acho que vou trabalhar com ela um dia só pra ver qual é da duração.
Um ponto negativo é o preço. Meu senhor, como tive coragem de pagar quase 70 reais nessa base?

Forever Diorskin (US$ 42 )
Essa base é meu amorzinho. Praticamente vendi um rim para comprar ela, mas vale cada centavo. Tem ótima cobertura e não deixa a pele opaca. Olhando as fotos deste post até reparei que ela dá um brilho na pele, mas um brilho saúde, não brilho oleosidade. Ela é bem líquida e precisa ser aplicada com um pincel. Tem que ser ágil pq ela seca rápido.
Ela dura muito. Até demais. O demaquilante tem que ser potente pra tirar essa base da pele. Uso a Diorskin para maquiagens mais elaboradas, para festas e baladas, porque ela é bem pesada. Dá aquela sensação de “oi? a construção civil ligou e pediu a argamassa de volta”. Mas quando vejo as fotos das festas que estou com ela, me sinto uma verdadeira diva. Acho que o único ponto negativo é a mini fortuna que ela custa.

bases_sso

Agora comparando as 3:
Não sei se é coincidência, mas o nível de cobertura das bases foi subindo do pó, para o bastão até a líquida. Parece que quanto menos pó, mais cobertura.
E ao contrário, quanto mais pó, mais mate ela deixa a pele.
Colocando uma ao lado da outro no meu braço percebi que a MAC é bem da cor da minha pele, a do Boticário é um tiquinho mais escura e a Dior é um pouquinho mais rosada. Nada que prejudique a saúde do make.
No geral, as 3 bases são muito boas, cada uma para um uso específico. Mais levinha para o dia-a-dia, mais pesada para a balada. O negócio é saber escolher uma para cada ocasião. Acho que, a nível de base, tô bem servida, viu (isso significa: não me deixem comprar mais nenhuma!).

As cores que eu uso de cada uma são:
Studio Fix: NC30
Base Stick: Bege Claro
Diorskin Forever: 20 (oi?)

Realmente, um post gigante. Espero que o post do sorteio continue na pg principal depois disso.
🙂bases_sso2

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
34 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários