Coisas de Diva Coisas de Diva Coisas de Diva

Falar pra vocês que se tem uma coisa para a qual (erroneamente!) eu nunca dei bola, é o tal do couro cabeludo – tive quadros de caspa poucas vezes na vida e, na época, solucionei usando um shampoo apropriado para o caso. Mas aí passei a vê-lo de maneira diferente depois que participei de um workshop sobre o tema!

O evento foi promovido pela Head & Shoulders em parceria como o Hair Advisor aqui em Curitiba mesmo. Fiquei feliz que trouxeram esse conhecimento – voltado a cabeleireiros, especificamente – para cá! Mesmo que eu não trabalhe diretamente com cabelos, posso repassar informações importantes, né?

couro cabeludo

Alguns dados

A palestra que tratou o assunto de maneira mais técnica, mas ainda assim entendível, foi realizada pela dermatologista Juliana Neiva, que atende no Rio de Janeiro. Para começar, ela mostrou alguns dados interessantes da pesquisa* feita pela empresa promotora do evento:

66% das mulheres entendem que o couro cabeludo é pele; 85% das mulheres associam o aumento da autoestima aos cabelos; 54% das mulheres possuem problema de oleosidade; 52% das mulheres usam apenas um produto para o couro cabeludo.

*Não foram apresentadas mais informações sobre a pesquisa, mas acredito que foi realizada com uma amostragem correta de mulheres. As porcentagens são nacionais.

Quer dizer, né: cuidar dos cabelos (e também do couro cabeludo!) é uma coisa importante para a vaidosa mulher brasileira – basta ver o tanto de coisa sobre o tema que existe por aí!

couro cabeludo

Couro cabeludo

Mas vamos então ao couro cabeludo propriamente dito! De acordo com a médica, todo mundo tem vivendo na pele que cobre a cabeça um fungo chamado Malassezia globosa (cientistas, tá correta a forma de escrever?). O que dá problema é quando ele ganha condições para se transformar! Aí é que vem a maldita caspa, que são aqueles restinhos de pele em flocos que surgem graças ao dano causado.

É por isso que a gente precisa entender o couro cabeludo do mesmo jeito que entende a própria pele. Sabem aqueles passos para o rosto de “limpar, proteger e hidratar”? Como essa região do corpo é igualzinho. Além dos produtos da Head & Shoulders, existem outros que compreendem o tratamento adequado do couro cabeludo – vale consultar um dermato e pesquisar de acordo com cada caso.

Antioxidantes e antiglicantes (mesmas substâncias encontradas em cosméticos para a pele!) auxiliam na defesa do couro cabeludo, evitando tretas como a caspa, por exemplo.

Tanto o cabelo quanto o couro cabeludo envelhecem com o tempo! Uma das coisas que mais afetam os fios e a pele são os raios UV – existem até filtros solares para a região! Outros fatores são os maus hábitos e o calor excessivo (do secador, da chapinha, do babyliss…).

Coçar o couro cabeludo com as unhas é um crime (não foi a doutora que disse essa palavra, mas foi assim que entendi, hahahaha)! Isso porque elas causam rupturas na pele. E a renovação celular de um couro cabeludo saudável é de 28 dias, não é assim de uma hora pra outra!

couro cabeludo

Cabelos

Juliana falou também sobre os cabelos em si – porque, afinal também nascem do couro, né? Ela explicou que o folículo piloso (de onde nasce cada fiozinho) tem um ciclo de vida com início, meio e fim:

85% dos fios possuem crescimento contínuo; 14% estão em queda natural; 1% está quietinho, sem crescer nem cair.

É quando muda essa proporção que passamos a perceber diferenças no comportamento dos nossos cabelos. E aí, digo e repito: se algo está fora do normal, procurem um especialista!

Uma coisa interessantíssima que até então eu não sabia: uma vez que o couro cabeludo é todo enervado, nossos índices hormonais podem afetá-lo. Um exemplo é cortisol, fabricado como resposta a momentos de estresse. Segundo a médica, ele pode fazer com que os fios sejam expulsos do folículo piloso. Tá bom pra vocês? Vamos tentar manter a calma, hahahaha!

O calor (mais uma vez ele!) pode criar bolhas internas na raiz dos fios e fragilizá-los. Outro modo de perder cabelos é justamente pelos problemas de couro cabeludo, como a descamação e a oleosidade excessiva – não é que eles saiam pela raiz, mas quebram com mais facilidade. Falando em quebra, não preciso nem dizer que química próxima ao couro cabeludo sem a devida proteção dá chabu, né?

Ufa! Acho que é isso. Espero que vocês tenham gostado! Lembrando que estou levantando informações sobre o assunto – diagnósticos são sempre com o médico, combinado? Até porque doenças relacionadas ao couro cabeludo e aos cabelos existem muitas e cada caso é um caso!

Ilustrações: Shutterstock

PS: A Head & Shoulders é nossa parceira, no entanto, esse conteúdo não é patrocinado! Quis trazer informações colhidas no evento promovido por ela, independentemente de nossa relação comercial.

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
13 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários

força power sos

Faltava só a Máscara capilar Força Power SOS para eu resenhar dessa linha que a The Beauty Box lançou recentemente com cheirinho de marshmallow de amora. Então aí vai ela:

Máscara capilar Força Power SOS

força power sos

A máscara capilar Força Power SOS, da The Beauty Box, promete dar 3 vezes mais força aos fios da raiz às pontas. Isso além de reduzir a quebra deixando o cabelo com aparência mais saudável. Sua fórmula tem complexo a base de vitaminas e aminoácidos que agem profundamente na fibra capilar. Pode ser aplicada desde a raiz. Ela pode ser usada uma vez por semana, com qualquer shampoo e condicionador, e tem perfume de marshmallow de amora. Para usar, é só lavar os fios como de costume, depois aplicar a máscara. Deixe agindo por três minutos e depois enxague bem.

força power sos

A máscara de cílios é a Ousada, da quem disse, berenice? e o batom é o 32 da Latika.

Já comentei no post anterior, mas vale repetir: amo que a embalagem tem tampa de abrir desse jeito aí, e não de rosquear. Porque né, quem tem a prateleira do banheiro cheia sabe do que eu tô falando hahaha. Às vezes, você tira a tampa do produto e aí se atrapalha toda porque não tem onde por, e com essa é só abrir, pegar o produto e pronto.

Bom, a diferença entre as duas máscaras é que essa pode ser aplicada desde a raiz dos fios até as pontas. Ela serve para dar mais força e reduzir a quebra dos cabelos, enquanto a outra, de Reparação Total, promete repor a massa capilar e diminuir o frizz. Honestamente, gostei das duas, tive resultados muito bons com ambas. Achei essa, a de Força Power, uma máscara leve e eficiente, que não deixa os fios pesados, mesmo se aplicada próximo à raiz (lembrando que tenho o cabelo normal, não costuma ser excessivamente oleoso). O cabelo fica bem macio, as pontas ficam com cara de saudáveis.

Se você tem os fios quebrados, recomendo essa; já para quem procura repor a massa, ou seja, quer os fios mais cheios, recomendo a de reparação.

Para quem quiser ver as outras duas resenhas que fiz sobre essa linha, estão aqui: a da máscara de reparação e a das ampolas.

Composição

força power sos

Preço e onde comprar

A Máscara capilar Força Power SOS, da The Beauty Box, custa R$ 57,90. Dá para comprar nas lojas da marca e também no site deles. Essa linha também tem a máscara de reparação e um duo de ampolas para serem usadas juntas.

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
6 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários

Testei o shampoo a seco diferentão da Big Sexy Hair no cabelo fino e oleoso

Que tal um shampoo a seco que serve também para fixar e dar mais volume para os cabelos? Esse é o Big Sexy Hair Volumizing Dry Shampoo que promete neutralizar a oleosidade entre uma lavagem e outra e dar mais volume aos fios.

A marca conta que a fórmula absorve as impurezas e o excesso de cosméticos acumulados nos fios para que eles fiquem leves, soltos e com volume. Com zeolito, uma composição mineral que absorve a oleosidade, as impurezas e os resíduos de cosméticos acumulados nos fios e extrato de semente de girassol, que confere suavidade e brilho ao cabelo.

Testei o shampoo a seco diferentão da Big Sexy Hair no cabelo fino e oleoso

Resenha: o que achei do shampoo seco Volumizing Dry Shampoo

Esse shampoo a seco é bizarro e na primeira vez que fui usar, achei que tinha entendido errado e comprado outra coisa. Na primeira borrifada, ele é igualzinho ao shampoo a seco, mas quando chega aquela hora de espalhar o produto com as mãos, ele parece um fixador. Fiquei confusa!

Testei o shampoo a seco diferentão da Big Sexy Hair no cabelo fino e oleoso

Textura do produto nas mãos.

Mas reli a embalagem e procurei na internet e no final das contas, ele é sim um shampoo a seco, mas é também um spray fixador. Me conta se isso não é estranho? Minha ideia era comprar um shampoo a seco normal, mas como tenho o cabelo bem fininho, achei que essa esquisitice toda poderia ser uma boa.

Ele deve ser usado com um shampoo a seco normal, borrifando nas raízes dos fios de uma certa distância e espalhando com os dedos depois. A diferença começa na textura, que é meio molhada, então o spray não deposita pó sobre o cabelo. O que é bem bom  para mim que tenho o cabelo castanho. Ele não é pó e nem tem cor, então não fica aquele resíduo branco nas raízes.

Testei o shampoo a seco diferentão da Big Sexy Hair no cabelo fino e oleoso

Ao espalhar com os dedos, a gente sente uma sensação de pó e também que a oleosidade está sendo absorvida, é estranho porque, como falei ali em cima, ele é um spray meio molhado. Mas no fim, parece que tem pó no cabelo, como um shampoo a seco normal. Nessa mesma hora, dá para sentir que o cabelo vai ficando mais rígido, mais “emborrachado”, que nem aquela sensação que os pós fixadores dão, sabe? Só que de uma forma BEEEEM mais suave. Com a aplicação, o cabelo perde um pouco do brilho e fica meio mate.

Testei o shampoo a seco diferentão da Big Sexy Hair no cabelo fino e oleoso

Com o cabelo sujo e depois de usar o shampoo e espalhar com os dedos. Ele fica assim bagunçadinho por um tempo se você quiser.

Ou seja, ele absorve sim a oleosidade, dá para reparar vendo minha franja na foto acima. E também cria um volume perto da raiz, dando uma certa fixação nos fios. Na foto dá para ver como o cabelo fica mais “bagunçadinho” se você quiser, e o produto mantem esse visual por um tempo, até a gravidade fazer efeito e ele começar a perder o volume. Mas se achar melhor, pode passar a escova e deixar o visual mais certinhos e no lugar.

Achei a ideia desse shampoo sensacional, mas ele é bem truqueiro, porque quanto mais a gente aplica, mais rígido o cabelo fica. Então acho que precisa aprender a usar a quantidade ideal para que as duas funções funcionam bem. Diria que ele é um misto de shampoo a seco e pó fixador.

Ingredientes da fórmula

Isobutane, SD Alcohol 40-B, Propane, Zeolite, PPG-12-Buteth-16, PEG-12 Dimethicone, Sunflower Extract, Glycerin, Tetrahexyldecyl, Trimethylsiloxyamodimethicone, Trideceth-12, Polyquaternium-59, Butyl Methoxydibenzoylmethane, BHT, Triclosan, Fragrance (Parfum), Limonene, Lilial, Linalool

Preço e onde encontrar

O meu eu comprei naquela viagem para os Estados Unidos, mas por aqui ele pode ser encontrado por volta de R$90.

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
7 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários

la vie est belle

Que eu sou uma entusiasta dos óleos capilares vocês já sabem, né? Por isso amei quando vi que a Lancôme tinha feito um pra linha La Vie Est Belle, ou seja, com o mesmo cheirinho do perfume!

La vie est belle – óleo capilar

la vie est belle

O La vie est belle – elixir in oil é um óleo de finalização para o cabelo. Ou seja, é aquele tipo que a gente passa uma gotinha só para dar brilho, diminuir o frizz e dar uma ajeitadinha nas pontas. Não é para ser usado da mesma forma que uso óleo de coco, hein? Porque a fórmula dele tem silicone, que meio que se acumula nos fios.

la vie est belle

Ele vem nesse frasco bonitão de vidro com pump – a embalagem é com 50 ml, ou seja, dura muito. Mesmo eu que tenho os fios longos uso bem pouquinho, então ele rende bastante.

Sobre o produto em si: ele tem o mesmo cheirinho do perfume da linha, ou seja, se você gosta (como eu), vai adorar esse produto. O perfume fica bem no cabelo, mas não de forma super forte, sabe? É daquele tipo que bate um vento e você sente e se pergunta “ué, mas de onde veio esse perfume?”. Além disso, acho que ele deixa os fios brilhantes e com menos frizz.

Agora, ele é muito melhor que os óleos de finalização que a gente encontra por aí, de marcas muito mais baratas? Não. É um bom produto, mas não é assim genial, super necessário. A não ser, é claro, que você seja louca pelo perfume – aí super apoio porque entendo a paixão por uma fragrância hahaha.

Para quem quiser saber mais sobre o perfume, aqui tem um post sobre.

Composição

la vie est belle

Preço e onde comprar

Pelo que vi, a versão em óleo do La vie est belle custa entre R$ 150 e R$ 170, então é bom dar uma olhada antes – dá para encontrar em perfumarias e lojas de produtos para cabelos (online vi aqui e aqui).

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
14 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários