Coisas de Diva Coisas de Diva Coisas de Diva

Sempre que falo aqui (e lá no nosso canal) dos produtos baratinhos que eu amo, algumas meninas me pedem pra fazer o contrário: pra listar os meus produtos caros que valem a pena. Então chegou a vez deles! Listei meu primeiro top 5 de produtos caros, mas ótimos!

Para quem não viu os posts (e vídeos) dos baratinhos que valem muito a pena, aqui estão eles: primeirosegundo, terceiro e quarto. Dá uma olhada, tá cheio de dica legal!

Produtos caros que valem a pena

Máscara Thérapiste, Kérastase: tá com o cabelo quebrado, precisando de uma reconstrução? Essa máscara é absolutamente sensacional! Ela é voltada para cabelos bem danificados – por conta disso, eu uso pouco. Em geral, uso sempre que retoco a cor dos meus fios (já que descoloração detona bastante o cabelo). O ponto positivo é que ela dura muito!

Paleta de contorno Smahbox: essa paletinha vem com três tons – um iluminador, um marrom quente e um marrom frio. Todos eles em pó e totalmente sem brilho. A textura é ótima e as cores são incríveis pra quem tem pele mais clara. Amo o marrom frio, um dos meus favoritos para fazer contorno!

Naked 3, Urban Decay: acho as sombras muito boas, as cores são incríveis. Além disso, os tons mais rosados dessa terceira paleta são os que eu mais gosto e os que mais combinam com minha pele, por isso escolhi essa. Mas cada um pode escolher a que achar que combina melhor, é claro. Mas se você gosta de usar sombra neutra, vale a pena escolher uma, hein?

Perfume , eau de parfum Intense, Armani: acho que é o perfume mais rico que tenho atualmente! Sabe perfume rico? É esse! Super sofisticado e marcante. A embalagem é preta porque ele é uma edição diferente do original, esse é o Eau de Parfum Intense.

Base Teint Miracle, Lancôme: ultimamente ando amando muito testar produtos para a pele. Um desses que comecei a usar há pouco tempo é essa base, a Teint Miracle, da Lancôme. Tem textura leve, acabamento natural, uniformiza bem… Maravilhosa, vale o preço! Aliás, devo fazer uma nova resenha em breve, já que a tem aqui no blog é super antiga – e quem fez foi a Sabrina, que tem pele diferente da minha.

Em vídeo: 5 produtos caros que valem a pena

E, claro, aproveita que você já tá por aqui e se inscreve lá no nosso canal – tá tendo vídeo quase todo dia, estamos preparando o conteúdo com carinho e queremos vocês por lá também! Estamos quaaase quase nos 70 mil! <3

E já que estamos aqui, me diz: que produto caro você ama muito?

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
10 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários

Cês tão lembradas que um tempinho atrás eu fiz um post sobre a importância de a gente cuidar do couro cabeludo? Pois então! Fiquei com isso na cabeça (com o perdão do trocadilho, hahahaha) e aproveitei que recebi o Shampoo Remoção da Oleosidade Head & Shoulders pra começar a cuidar logo disso!

Shampoo Remoção da Oleosidade Head & Shoulders

redução da oleosidade

Meu cabelo é oleoso, daquele tipo que fica BANHENTO na raiz, sabem? E ultimamente eu não andava dando muita bola pra isso (fazia tempo que não usava um shampoo anti-oleosidade!) e seguindo o baile da vida. Mas aí com esse aliado as coisas começaram a mudar – pra melhor!

De acordo com a marca, estamos falando de um shampoo que, além de remover o excesso de óleo produzido pelo couro cabeludo, ainda ajuda a manter a região equilibrada, minimizando a possibilidade de caspa, por exemplo. Bacana, né? Mas e a hora do vamos ver?

O que achei do produto

redução da oleosidade

A textura do Shampoo Remoção da Oleosidade é bem grossa, daquele tipo que demora a escorrer – já dá o maior medinho, né? #gataescaldada Como podem ver, ele não é transparente como costumam ser os produtos da categoria, mas bem ~leitoso~, digamos. O cheiro é uma delícia, amei de cara.

redução da oleosidade

Gostei pra caramba dos resultados! Tinha ficado MEIO ASSIM com a propaganda, que mostrava uma pá de mulher usando o shampoo sem saber que era Head & Shoulders e pirando, hahahaha! Porém, posso atestar que o efeito é bom mesmo: os cabelos ficam bem macios, soltinhos e me parece que estão demorando mais pra virarem aquele óleo – sei que é inverno e pretendo comprar no verão também para ver no que dá. Mas por enquanto está aprovado!

Ingredientes e onde comprar

Aqua, Sodium Lauryl Sulfate, Sodium Laureth Sulfate, Glycol Distearate, Zinc Carbonate, Sodium Chloride, Sodium Xylenesulfonate, Zinc Pyrithione, Cocamidopropyl Betaine, Parfum, Dimethicone, Sodium Benzoate, Guar Hydroxypropyltrimonium Chloride, Hydrochloric Acid, Magnesium Carbonate Hydroxide, Linalool, Hexyl Cinnamal, Benzyl Salicylate, Limonene, Methylchloroisothiazolinone, Methylisothiazolinone.

O Shampoo Remoção da Oleosidade está à venda em farmácias e supermercados. Encontrei online também – o mais em conta sai por R$ 6,00 em promoção na Drogaria Onofre (200 ml). Tem o condicionador também, mas esse não testei.

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
18 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários

Quem tem cabelos lisos e finos, como eu, sabe bem o sofrimento que é para dar um voluminho extra! Mas se tem uma coisa que pode ajudar nisso é o corte. Nesse post, comento sobre os curtos e os compridos: quais os prós e os contras de cada um? Acompanhe comigo!

Breve histórico capilar

cabelos lisos e finos

Quando era adolescente, seria impossível aderir à ideia de me desfazer do cabelão – eu amava o meu e corria da tesoura quase sempre! Com uns 14 anos, tinha ele bem reto e divido no meio, no melhor estilo Morticia Addams, hahahaha! Depois fui percebendo que repicar e ter franja poderia ser uma boa ideia para dar menos peso ao rosto. Fica realmente mais leve e, dependendo do caso, até mais volumoso!

Em 2010, pedi ao cabeleireiro meu primeiro corte ~radical~ em muito tempo. Ficou ótimo, eu gostei, mas acabei voltando ao cabelo comprido. Só que aí me dei conta, alguns anos depois, de que meus fios já não eram mais os mesmos – eles formavam uma ponta porque iam perdendo densidade com o passar do comprimento. Então, convencida pelo meu cabeleireiro na época, passei a tesoura!

Isso foi em 2013. O corte foi médio e eu amei. Prometi a mim mesma que não mudaria nunca mais, que aquele era o melhor jeito de dar um up nos meus cabelos lisos e finos. Só que aí, ano passado, inventei de fazer o granny hair, cansei das manutenções e agora está tudo mais comprido do que esperava – pelo menos até os fios crescerem o suficiente pra eu tirar as pontas descoloridas! E, quer saber? Gosto deles assim também! No fim das contas, pra tudo há coisas boas e alguns poréns. Dá só uma olhada!

cabelos lisos e finos

Prós e contras dos cabelos curtos

Prós: Acho os cortes curtos/médios uma excelente opção para quem tem cabelos lisos e finos. Dá para texturizar muito mais facilmente com produtos de volume e/ou babyliss. As versões mais geométricas (aquelas em que tudo é bem anguloso/retinho) ficam perfeitas também – e não requerem quase nenhum esforço, porque os fios já são naturalmente esticados e no lugar.

Contras: Minha maior tristeza é que, apesar de existirem infinitas possibilidades de estilizar um cabelo curto, quando estou com ele assim sinto a maior falta de prender com facilidade! Já tive alguns cortes que não possibilitavam nem o mais ínfimo rabo de cavalo, que é uma mão na roda pro calor (mesmo que o comprimento seja menor, de vez em quando dá vontade de deixar a nuca ~ventilada~, hahahaha!

Prós e contras dos cabelos compridos

Prós: Mesmo que meu cabelo de hoje esteja num meio termo entre médio e comprido (já deixou de ser um long bob, tá bem indefinido nesse momento!), consigo fazer muito mais coisas com ele: coques, tranças, rabos de cavalo e até mesmo prender com a própria mecha – coisa que amo! Os penteados ficam mais fáceis de fazer pra quem é leiga, como eu, porque há mais material.

Contras: Quase não uso os meus soltos porque 1) não investi num bom corte pra eles porque são temporários; 2) tô aproveitando muito que posso prender como quiser; 3) tem a bendita ponta que torna bem visível o quanto meus cabelos são lisos e finos. Para falar a verdade, minha desmotivação é que os fios compridos, mesmo que bem cortados, não ficam com aparência tão volumosa quanto curtos.

Não há veredito

Adoraria dar um, mas os prós e os contras de ambos pesam da mesma maneira para mim. O que rola, no fim das contas, é entender individualmente o que é mais bacana e o que faz menos falta. A gente não pode ter tudo, infelizmente! Hoje, aproveito bem a versatilidade dos compridos para fazer penteados. Quando for cortar, vou curtir não ter que pensar muito para deixar eles bonitinhos. Saca?

Tenho duas dicas de ouro para você, amiga dos cabelos lisos e finos: 1) cabelo cresce, então não se preocupe com as mudanças; 2) procure sempre um bom profissional – com ele, você conseguirá o melhor efeito possível seja para corte curto, seja para corte comprido.

Post em vídeo

Aqui vai o conteúdo desse post em outro formato!

PS: Não fiz nada pro meu cabelo crescer mais rápido do último ano para cá e, pessoalmente, acho perigoso qualquer método não-indicado por um profissional de saúde. Veja aqui, por exemplo, o caso do tal shampoo bomba.

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
8 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários

Wella está ampliando sua coleção Oil Reflections com algumas novidades. Segundo a marca, essa linha de tratamento tem produtos a base de extrato de semente de camélia, macadâmia, abacate, vitamina E e extrato de chá branco, deixando os cabelos mais macios e luminosos.

A linha agora tem o óleo Oil Reflections, shampoo, condicionador, máscara de tratamento, ampola (exclusiva nos salões) e também o Light Oil que vou te mostrar agora. Diz que ele é recomendado para cabelos finos e normais, porque tem textura mais leve.

Resenha: o que achei do Oil Reflections Light

Como na embalagem não especificava, testei o óleo nos cabelos úmidos e também no cabelo seco. Senti que passando no cabelo molhado, ele ajuda bem na hora de pentear, sem pesar nos fios e sem deixar o cabelo oleoso. Percebi que depois de seco, meu cabelo ficou bem macio e brilhante, com uma sensação de que eu tinha feito escova, mas sem grudar na cabeça ou ficar com aparência de sujo.

A melhor forma de passar o óleo no cabelo seco é apertar a válvula só uma vez, espalhar bem o produto nas mãos e depois espalhar no cabelo. Desse jeito achei que ele deu uma assentada nos fios, deixando eles maios certinhos e também mais brilhantes. Também achei que o óleo não pesou no cabelo dessa forma.

O cheiro dele é bem gostoso, e me lembra algo doce, como baunilha, mas sem sentir enjoativo. Gostei dessa versão light para meu cabelo que é bem fino e oleoso.

Depois de usar o óleo nos cabelos molhados.

Ingredientes da fórmula

Eu não tenho a caixa do óleo aqui e como ele é novo, não achei essa informação na internet. Se alguém tiver a caixa e puder me mandar uma foto da lista dos ingredientes, agradeço!

Preço e onde comprar

O Light Oil Reflections com 100ml custa em média R$125 e o de 30ml custa R$49. Eu ainda não vi os novos produtos em nenhuma loja, mas costuma ter Wella na Beleza na Web.

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
8 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários