Coisas de Diva Coisas de Diva Coisas de Diva

Recentemente, a Make Up For Ever lançou uma nova base, a Ultra HD Liquid Foundation – nós três testamos esse lançamento para contar para vocês como ela se comporta em todos os tipos de pele, vamos ver?

Resenhas em todos os tipos de pele: base Ultra HD Make Up For Ever

Ultra HD Liquid Foundation

Resenhas em todos os tipos de pele: base Ultra HD Make Up For Ever

A base Ultra HD Liquid Foundation, da Make Up For Ever, veio para substituir a HD Liquid Foundation. Assim como sua antecessora, a Ultra HD também foi feita especificamente para a indústria de filmes e TV – ela promete criar uma pele natural e perfeita em frente às câmeras e a olho nu. Além disso, a marca diz também que ela fica completamente invisível sob uma lente 4K com super foco.

Resenhas em todos os tipos de pele: base Ultra HD Make Up For Ever

Ela promete também longa duração com acabamento natural e é formulada com esferas hialurônicas que garantem hidratação para todos os tipos de pele. Uma coisa importante é que a marca mudou a denominação das cores dessa base – agora, há as letras R (para tons avermelhados) e Y (para tons amarelados) em frente aos novos números. Mas fiquem tranquilas que nas caixinhas há a cor antiga ainda e a nova, para todo mundo se acostumar.

O que a Marina achou – pele normal/seca

Resenhas em todos os tipos de pele: base Ultra HD Make Up For Ever

Sem maquiagem, com a base Ultra HD e com maquiagem completa

Bom, eu já tive a Ultra HD normal – na época, lembro que comprei porque ela era muito famosa, todo mundo elogiava muito e eu, curiosa, aproveitei uma viagem para comprar a base por um preço um pouco mais baixo. Mas a verdade é que comprei pelo frenesi mesmo, essa base nunca fui muito meu estilo – achava ela muito pesada e não curtia tanto o efeito final, ou seja, usava mais para sair à noite. Aí veio a Ultra HD, que eu achei que tem uma textura mais fluida, mais fininha, mais fácil de espalhar – gostei muito mais dessa nova versão! A cobertura ainda é bem alta – e acho que a maioria das fãs dessa base gosta dela justamente por isso, então podem ficar tranquilas, a cobertura continua boa. Como ela é mais sequinha, tem dias que ela marca um pouquinho caso meu rosto esteja com alguma área mais ressecada.

A cor que eu estou usando é a R230, que eu gostei pelo fato de ter um subtom mais neutro – não curto muito as bases muito amarelas porque tenho a pele bem rosada – por outro lado, eu tenho a impressão de que ela seria a cor ideal para mim normalmente, o que não é o caso atualmente, já que estou um pouco bronzeada. Nesse caso, ela fica um pouco clara para mim.

O que a Thais achou – pele normal com tendência à oleosidade

Resenhas em todos os tipos de pele: base Ultra HD Make Up For Ever

Sem maquiagem, com a base Ultra HD e com maquiagem completa (o batom é o Salmão, da linha Kiss Matte, da Yes! Cosmetics – em breve resenha!)

Como sempre digo, minha pele é normal, mas tem certa tendência à oleosidade. Não digo que é mista porque não fica super oleosa em umas partes e ressecada em outras, entendem? Observem que possuo o rosto avermelhado, em grande parte graças às rosáceas nas bochechas. Por isso, acabei escolhendo um tom de base com Y em frente ao número (Y315), para contrabalancear essa questão. No fim, achei que ficou muito amarelado e um tantinho mais escuro do que minha cor original. Mas, se eu me bronzear um pouquinho no verão, acho que rola usar mais.

A textura da Ultra HD é líquida e espalha fácil. Porém, ela seca muito rápido, na minha opinião, então bate aquele desespero para fazer o serviço direito antes que seja tarde demais. Com umas três apertadinhas na válvula, consigo cobrir o rosto inteiro. Sinto que há grande cobertura, mas depois noto que fica uma sensação esquisita de pele craquelada. Olhando de pertinho, dá para ver algumas marquinhas irregulares – é por isso que, nas duas últimas fotos, minhas bochechas ainda estão meio avermelhadas.

Não sinto a pele pesada com ela, mas sei que há alguma coisa ali no rosto, sabem? Nos dias mais quentes, ela acaba transferindo um pouco também. Vejo os porinhos suando e deixando o efeito CRAQUELÊ pior. Enfim. É uma base ok, mas não é minha favorita não. Esperava uma coisa pele-perfeita-de-novela, sacam? De perto, não é bem assim.

O que a Sá achou – pele oleosa

Resenhas em todos os tipos de pele: base Ultra HD Make Up For Ever

Sem maquiagem, com a base Ultra HD e com maquiagem completa

Quando comecei a me interessar mais seriamente por maquiagem, a base HD da Make Up For Ever foi minha primeira aquisição mais cara – a promessa de alta cobertura e textura seca havia me convencido. Senti que ela continua sendo uma base robusta de grande cobertura, mas com o passar dos anos, acho que não é mais o que eu busco. Ela ficou pesada demais na minha pele, dá até para ver ela marcando em volta do nariz e nas linhas de expressão. Fiquei semi feliz em estar com duas espinhas quando fiz essas fotos, assim dá para ver o quanto ela cobriu as duas benditas (nem passei corretivo por cima para deixar só a cobertura da base).  A textura no rosto é opaca, mas dá para sentir que tem alguma coisa sobre a pele quando a gente toca com os dedos.

Ah, escolhi a cor errada! A R230 ficou um tom mais claro do que minha pele. Para comparação, uso C2 da MAC.
Resumindo: é uma base com grande cobertura e opaca, mas que não controla a oleosidade da pele ao longo do dia. Meu rosto começou a brilhar normalmente ao longo do dia. Eu prefiro as bases com acabamento mais natural e menos pesadas.

Abaixo tem um vídeo rapidinho que fiz contando as minhas primeiras impressões sobre esta base, vale a pena ver.

Composição e onde comprar

Resenhas em todos os tipos de pele: base Ultra HD Make Up For Ever

A base está disponível em 25 cores e custa R$ 195 – tem para comprar na Sephora e lá no site tem a tabelinha completa da conversão das cores da HD para a Ultra HD.

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
37 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários

Uma das maiores reclamações que já ouvimos das leitoras (e concordamos também) é a de que as bases nacionais não vêm com uma cartela variada de tons. Mas parece que O Boticário ouviu as nossas preces, pois acaba de lançar a Base Color Adapt! São 12 tonalidades que se adaptam às diferentes colorações de pele.

Base Color Adapt O Boticário testada em todos os tipos de pele

De acordo com a marca, a linha de bases líquidas possui cobertura inteligente, efeito natural, longa duração, FPS 20/UVA ++ e, para completar, é oil free! Já estamos aqui ajoelhadas em agradecimento, hahahaha! Mas, antes de tirarem qualquer conclusão, vamos ver o que cada uma de nós achou dos produtos!

Base Color Adapt O Boticário testada em todos os tipos de pele

Antes, uma pausa de suspense para as amostras das cores Bege Claro 01, Bege Claro 02 e Bege Médio 01. O legal é que O Boticário pensou também nas morenas e negras, criando opções para elas também (infelizmente, só tinha essas três cores aqui comigo no momento, mais o Nude que as meninas compraram). Lembrem-se de que o antebraço da foto não vê sol há muito tempo, por isso é bem branquelo, diferente do rosto – aliás, onde todas devem testar suas bases!

Também já fizemos resenhas triplas do Anthelios BB Cream da La Roche-Posay, do BB Cream da Maybelline para pele oleosa e do CC Cream do Boticário.

O que a Thais achou (pele normal com tendência à oleosidade)

Base Color Adapt O Boticário testada em todos os tipos de pele

Sem nada, com a base e maquiada.

Até hoje não consegui discernir muito bem de que tipo é a minha pele. Não posso dizer mista porque não tenho ressecamento em alguns lugares e oleosidade em outros, então costumo escrever que é normal com certa tendência à ficar oleosa (especialmente na testa). Como podem observar na foto sem maquiagem nem dignidade, tenho algumas manchinhas e rosácea nas bochechas, o que me faz sempre querer uma base com boa cobertura.

Infelizmente, a Color Adapt ficou devendo nesse quesito. Para ficar como quero, tenho que acumular produto nas regiões mais irregulares. A cor que melhor se adaptou a mim é a Bege Claro 01, porque meu bronzeado de Roma já se foi. Fica perfeitinha no rosto, nada a reclamar! Outro ponto que me chamou a atenção é que essa base não deixa a pele oleosa, mesmo nos dias de calor intenso. Por outro lado, começa a acumular em alguns pontos no fim do dia.

Por isso, meu veredito é: gostaria de mais cobertura e que ficasse intacta até eu tirar, por outro lado tem cor ótima e deixa a pele bem sequinha!

O que a Sá achou (pele oleosa)

Base Color Adapt O Boticário testada em todos os tipos de pele

Sem nada, com a base e maquiada.

Não é segredo para ninguém que minha pele é zoada e cheia de cicatrizes, né? Além disso também tenho o rosto bem oleoso, por isso gosto de bases que tenham uma boa cobertura mas com acabamento natural.

A base Color Adapt tem um acabamento natural e levemente opaco, ótima para quem tem a pele oleosa. Ela não deixa o rosto brilhando e nem piorou a situação ao longo do dia. Porém, deixou a desejar na cobertura, que é um tanto transparente. Gostei da textura mas não gostei da cobertura, por isso não pretendo usá-la mais vezes. Prefiro as bases que cobrem melhor minhas manchas. Essa eu passo!

A cor que melhor deu certo para mim foi a Nude, como comparação, uso C2 da MAC.

O que a Marina achou (pele seca)

Base Color Adapt O Boticário testada em todos os tipos de pele

Sem nada, com a base e maquiada.

A Sá já tinha me cantado essa bola: ela disse que eu curtiria essa base porque tem uma cobertura bem natural. Dito e feito: gostei muito dela. Também usei a cor Nude e achei que ela se adaptou bem ao meu tom de pele atual (estou mais bronzeada do que sou naturalmente). Sobre a textura, achei bem sequinha, quem tem pele oleosa pode testar sem medo.

Ultimamente o clima de Curitiba tem estado bem quente e a minha pele anda mais normal do que seca – eu comecei a testá-la justamente nos dias de mais calor e achei bem boa. Maaas tenho impressão de que num clima frio, quando minha pele tem tendência ao ressecamento, ela não seria a ideal para mim justamente porque seria seca demais (notem que ela esfarelou um pouco na região abaixo dos olhos na segunda foto, que é uma área que costuma ser bem seca na minha pele).

A Base Color Adapt está em promoção de R$ 57,99 por R$ 46,39 no site de O Boticário.

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
75 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários

La Roche Posay Anthelios BB Cream

Seguindo a fila de lançamentos de BB Creams, La Roche Posay traz Anthelios BB Cream FPS 50 com a promessa de aliar alta proteção solar UVB/UVA com mais 5 benefícios: prevenir o fotoenvelhecimento, uniformizar a pele, cobrir imperfeições, hidratar e iluminar o rosto.

A marca conta também que a novidade tem fórmula oil-free, pode ser usada em todos os tipos de pele e substitui o protetor solar.

Tem pele oleosa? Então confira os 5 melhores BB Creams que a Sá já testou para este tipo de pele.

La Roche Posay Anthelios BB Cream La Roche Posay Anthelios BB Cream

O BB Cream é fluído e fácil de espalhar, não mancha e nem esfarela no rosto. Vale dizer que ele praticamente não tem cheiro.

O que a Sá achou do La Roche Posay Anthelios BB Cream  – pele oleosa

La Roche Posay Anthelios BB Cream

Sem nada, com o BB Cream e maquiada (sem base ou pó).

O La Roche Posay Anthelios BB Cream tem uma cobertura bastante transparente, então não percebi a “uniformização” do tom da minha pele – que é bem judiadinha pelas cicatrizes de espinhas. Também não gostei desta fator iluminativo que deixou meu rosto brilhando o dia todo. Sabe como é, quem tem pele oleosa não se dá muito bem com coisas brilhosas. Gostei do fato de não ter cheiro de protetor solar, mas acho que, além de ter FPS 50, foi o único ponto positivo que vi nele.

Se você tem a pele oleosa, pode gostar do protetor solar Airlicium La Roche Posay, vale a pena conferir. E se gosta de protetor solar com cor, pode curtir o Anthelios Couvrant, também da La Roche Posay.

O que a Thais achou do La Roche Posay Anthelios BB Cream – pele normal com tendência à oleosidade

La Roche Posay Anthelios BB Cream

Sem nada, com o BB Cream e maquiada (somente aí passei corretivo, rímel e batom – Girl About Town, da MAC).

Eu costumo ser super fã da La Roche Posay, mas senti falta de algumas coisas nesse BB Cream. Em primeiro lugar, ficou aquém em cobertura – muito leve, muito nada! E, em segundo, poderia ter melhor absorção – fico sentindo como se estivesse algo sobre a pele, sabem? Mas é inegável que o fator hidratante é bom. Só não sei em peles muito oleosas, né? Fora que, como a Sá mesma comentou, ele tem micro brilhos, o que deve gerar 5 tipos de pavor em algumas mulheres. Eu não liguei pro glow extra e acho que, por causa do FPS, vou usar na praia! Não que ele vá cobrir super minhas manchinhas, mas ao menos é melhor que só um protetor facial comum. Ah, e pra finalizar, queria dizer que a cor se adaptou bem à minha cara de fantasma, mesmo parecendo bem escura à primeira vista.

Também já testamos o BB Cream para os olhos da L’Oreal, veja a resenha aqui.

O que a Marina achou do La Roche Posay Anthelios BB Cream – pele seca/sensível

La Roche Posay Anthelios BB Cream

(Gente, peço desculpas pelas minhas fotos – sempre faço essas fotos de produtos para o rosto na luz natural, tentando fazer com que a imagem mostre o mais próximo possível da realidade. Mas essas duas últimas semanas estou atolada – para ser gentil – de trabalhos/provas/aulas da pós, saindo muito cedo de casa e voltando muito tarde, então não tive tempo para fazer as fotos. Fiz com luz artificial e flash mesmo às 6h da manhã (espero que isso baste como argumento para me desculpar, risos), é por isso que a segunda foto, só com BB Cream, parece tão brilhante e a terceira, com a make pronta, parece tão perfeita, risos. O flash dá uma ajuda e distorce um pouco. Mas prometo que nos próximos dias tudo volta ao normal por aqui!)

As meninas já falaram e vou ter que concordar com elas – realmente a cobertura é bem leve. O que para mim não é um problema, eu gosto muito de bases ou similares (BB cream, CC cream) assim para usar no dia a dia. Para falar bem a verdade, raramente uso produtos com muita cobertura, então isso para mim foi ok com relação a esse produto. Porém achei que o La Roche Posay Anthelios BB Cream não adere bem a pele, parece que nunca é absorvido. Aí tentei aplicar pó por cima (o que de longe ou em fotos – como na minha aqui em cima – parece incrível, mas de perto fica feio) e também não curti, parece que o pó gruda e o negócio todo fica meio pesadão. Para resumir, não curti muito, não – mas como o FPS é alto e ele realmente não tem cheiro de protetor solar, acho que é uma boa para usar na praia ou férias, quando a gente não tem tanta preocupação com maquiagem.

Uma versão boa e mais em conta de BB Cream é o da marca quem disse, berenice? Conheça ele neste post.

O Anthelios BB Cream FPS50 custa R$ 79,90 com 40g e está disponível em apenas uma cor chamada “universal”.

La Roche Posay Anthelios BB Cream

*BB Cream da Marina foi comprado e o da Sá e da Thais foi enviado pela assessoria de imprensa.

Aproveitando o assunto pele, a Sá fez um vídeo mostrando os melhores lançamentos do ano passado, confira!

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
42 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários

Depois da versão normal (a Fresh, que tem a embalagem em rosa), a Maybelline lançou no Brasil recentemente o BB Cream 8 em 1 Oil Control, feito especialmente para pele oleosa.

Segundo a Maybelline, o BB Cream cobre e reduz as imperfeições, controla a oleosidade, reduz os poros, se ajusta e uniformiza o tom da pele, hidrata, ilumina, não é oleoso e tem FPS 15.

São três opções de cor (claro, médio e escuro) em embalagem de bisnaga de 30 ml, como sua versão anterior.

A textura é bem cremosa e espalha fácil – e como temos peles com características diferentes, fizemos mais uma resenha tripla para vocês verem o que achamos. Vamos lá?

O que a Sá achou – Pele oleosa

Sem nada, com o BB Cream e maquiada (estou sem rímel por causa de uma irritação no olho)

A cobertura dele é leve e bastante natural, mas não chega a cobrir a manchinhas do rosto. A sensação ao toque é de que tem alguma coisa no rosto, como se fosse um hidratante e por isso ele não fica sequinho. Mesmo o BB Cream sendo bem menos oleoso que a versão para pele normal, ainda não é tão sequinho como as meninas de pele oleosa gostariam. Senti que ele ficou meio molhado no meu rosto e não manteve o brilho longe da pele. Entre as opções mais em conta, acho que o BB Cream da L’Oreal ainda sai na frente. Ah, essa cor, que é a mais clara, ficou mais branquinha que o tom da minha pele.

O que a Marina achou – Pele seca/sensível

Sem nada, com o BB Cream e maquiada

O que eu curti nesse BB Cream acho que foi só a cor mesmo – normalmente, os tons mais claros desses produtos com poucas opções de cor costumam ser um pouco escuros e bem amarelados. Já esse achei um tom bem bom para quem tem pele clara – e finalmente, um BB Cream que não tem cor de febre amarela (amor eterno)!!! Por outro lado, não curti muito o produto, não – como sempre comento aqui, minha pele fica um pouco mais seca no clima frio – apesar de agora a situação estar bem controlada, fiquei com medo que ele marcasse as linhas finas do rosto. Isso não aconteceu, mas o BB Cream também deixou minha pele meio oleosa (!!!). Quando me olhei no espelho depois de algumas horas usando, vi que meu rosto estava meio brilhando – não curti muito o efeito, não. E como a Sá disse, ele não é totalmente absorvido pela pele, você realmente sente que passou algo. E como atualmente estou na fase das bases de cobertura leve e que meio que somem na pele, achei essa um pouco ‘gosmenta’.

O que a Thais achou – pele normal com tendência à oleosidade

BB Cream

Sem nada, com o BB Cream e maquiada

Antes de falar sobre como o BB Cream se comportou na minha pele, queria reforçar que achei a textura dele mais cremosa e com uma cor que se adéqua melhor às branquinhas como eu, já que não tem fundo amarelado! Porém, assim como a Sá, percebi que ficou um pouco mais claro do que deveria. Para espalhar é bem fácil e a cobertura é média, mas a sensação de que tem algo sobre o rosto incomoda com o passar do tempo. Como a proposta é para pele oleosa, ao meu ver deveria ter toque sequinho! Com o passar das horas, sinto que a zona T fica mais comprometida e essa sensação não é legal. Amo a Maybelline, mas ainda existem ajustes a serem feitos nesse produto!

O BB Cream custa entre R$ 30 e R$ 35 e dá para comprar em farmácias e perfumarias. Na Sephora, está saindo por R$ 31 e amanhã, que é dia de Black Friday, ganhará 20% de desconto!

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
57 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários