Coisas de Diva Coisas de Diva Coisas de Diva

Se você está sempre por aqui – ou se você gosta muito de cuidar dos cabelos, como eu – talvez você já tenha ouvido falar em co-wash. Basicamente, é uma técnica para limpar os fios em que você lava o cabelo usando um condicionador sem petrolatos ou óleos minerais. É uma técnica menos agressiva de limpeza e pode ser feita por qualquer pessoa que tenha o cabelo naturalmente seco ou por quem esteja com os fios ressecados ou fragilizados por alguma razão (química, por exemplo).

Pois bem, a questão é a seguinte: um dia, há algumas semanas, eu estava lá, gastando meus minutos para desembaraçar meu cabelo depois de lavar (em geral é um processo lento, tenho fios finíssimos e em bastante quantidade, embaraçam com uma facilidade espantosa) e comecei a pensar em como fazer para deixar isso mais fácil. Como tenho os fios descoloridos, ou seja, mais ressecados pela química, na hora pensei: vou testar co-wash!

E foi isso mesmo que fiz – passei um mês sem usar shampoo nos fios e hoje vim aqui contar minha experiência com a técnica. Na verdade, vou fazer dois posts com o assunto, ou o relato ficaria muito longo. Hoje, vou falar especificamente da minha experiência, resultados e o que eu achei, amanhã eu vou mostrar e falar melhor dos produtos, ok?

co-wash

Logo depois da primeira lavagem sem shampoo

Co-wash: como eu fiz

Para começar, lavei os cabelos normalmente, com shampoo antirresíduos com sulfato, para tentar retirar o máximo possível de substâncias como parafina ou silicones que pudessem estar acumulados nos fios. Depois, finalizei com condicionador sem óleos minerais (o Yamasterol). Pronto. Depois dessa lavagem, comecei meus 30 dias sem shampoo.

Em geral, lavo os fios a cada dois dias (um dia sim, um dia não) e segui assim. Para a etapa da lavagem, usei basicamente dois produtos alternadamente: Yamasterol e o Pré-shampoo da Salon Line, que é indicado para co-wash (vou falar melhor dele e dar os detalhes amanha, ok?). Lavei exatamente da mesma forma que sempre fiz, massageando só o couro cabeludo com o produto. A única diferença é que esses produtos não fazem espuma alguma. Como eu já estava aplicando o condicionador, minha lavagem tinha só essa etapa mesmo – enxaguava e pronto. Todos os produtos citados aqui foram comprados por mim mesma.

co-wash

Início da segunda semana sem shampoo

Co-wash: e os resultados?

Não vou negar: da primeira vez dá um certo medo do negócio não dar certo e o cabelo ficar ensebado e pesadão, especialmente porque os produtos não fazem espuma (e a gente passa a vida toda associando espuma à limpeza, né?). Mas o que eu tinha a perder? Só alguns minutos – se desse errado, eu só teria que lavar novamente o cabelo.

Logo que saí do banho, notei a primeira diferença brutal: meu cabelo estilo Primo It, que tem vida própria e leva séculos para ser penteado depois da lavagem, estava macio, uns 800% menos embaraçado. Sério, levei uns dois minutos para pentear, meio incrédula e chocada. Mas faltava a parte mais importante: esperar secar para ver como ficaria seco (uso secador só quando necessito mesmo, tipo antes de dormir ou quando vou sair em seguida).

co-wash

Terceira semana sem shampoo

E, para a minha surpresa, o cabelo ficou soltinho e limpo, sem sinal de oleosidade ou aqueles fios meio divididos em grumos (como fica quando está sujo/oleoso). A única diferença negativa que notei é que parecia que o cabelo estava ainda mais liso do que ele já é, mais escorrido, especialmente a franja. E os efeitos se mantiveram mais ou menos os mesmos durante os 30 dias – acho que aos poucos o cabelo foi se acostumando e tive menos essa sensação do cabelo escorridão.

Em resumo: pra mim funcionou bem, sim. O cabelo, especialmente as pontas, quebraram muito menos, já que era muito mais fácil de pentear, e os fios ficaram bem macios. A técnica não deixou meu cabelo mais oleoso, só sentia que ele estava mais liso ainda mesmo, o que não é algo que eu ame, mas acho que valeu a pena em detrimento da saúde dos fios e dos outros benefícios.

Como foi? Vou continuar?

Bom, não vou dizer nem que sim nem que não – tenho muitos produtos em casa que não poderiam ser usados no co-wash, são produtos que eu amo e que não quero jogar fora. Além disso, faz parte do meu trabalho aqui no blog testar coisas diferentes e é algo que adoro fazer. Mas eu também adorei o resultado do co-wash, então talvez eu volte à técnica de vez em quando para dar uma folga aos fios ou mesmo alterne com as lavagens normais.

co-wash

Final da experiência: um mês sem shampoo

Devo dizer que além da minha experiência sem shampoo, aproveitei também para fazer uma experiência antropológica (haha). Muitas das minhas amigas ou conhecidas me perguntam muito sobre cuidados com os cabelos – a maioria delas sabe que é um assunto que eu gosto, além do fato de eu testar muita coisa aqui para o blog. E nesse último mês, cada vez que alguém me perguntava, eu respondia: “pois então, estou fazendo uma experiência, vou ficar um mês sem usar shampoo”.

Juro, não sei dizer quem fez as melhores caras: as pessoas me olhavam como se eu tivesse acabado de dizer que ia ficar um mês sem banho. É engraçado ver como somos tão condicionados a fazer as coisas sempre do mesmo jeito que em geral nem cogitamos a possibilidade de uma alternativa diferente – e olha, essa alternativa pode mudar um pouco nossa vida, mesmo que seja uma coisa simples como um produto para limpar o cabelo. Pense nisso :).

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
69 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários
Nos conte o que tem a dizer

Para usar avatar, cadastre-se com seu email em gravatar.com