Coisas de Diva Coisas de Diva Coisas de Diva

Praticamente todos os dias, recebemos uma série de e-mails de vocês, leitoras, apresentando dúvidas sobre os mais variados assuntos. Fico responsável por responder uma a uma e anotar as ideias. É praticamente impossível atender todas, mas volta e meia algum assunto se encaixa na nossa pauta e rola fazer post a respeito – mesmo que demore!

Dessa vez, respondo a dúvida da Adriana – que pode ser a mesma de muitas mães por aí: existem cosméticos infantis, como maquiagens e esmaltes, realmente seguros para as crianças?

Para dar a resposta nos conformes, lá fui eu pesquisar. Encontrei no site da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) uma cartilha muito útil a respeito do assunto. Para quem quiser ler na íntegra, o link está aqui.

Descobri que sim, existem cosméticos infantis de fato apropriados para as pequenas divas (ou divos) desse Brasil! Mas, antes de mais nada, eles precisam ter registro sanitário. Os responsáveis pela criança, antes de permitir que ela brinque com as maquiagens e esmaltes, por exemplo, devem olhar se o número está escrito na embalagem.

A indicação do registro pode ser precedida pelas iniciais MS, ANVS ou pelo nome Anvisa seguido de um número com 9 ou 13 dígitos, que sempre se inicia com o número 2. Antes de serem registrados, os produtos passam por uma detalhada análise técnica onde se verifica a sua conformidade com a legislação sanitária vigente, incluindo análise da segurança do produto e os dizeres de rotulagem.

Outro ponto importante é observar a indicação mínima de idade, que também pode estar colocada na embalagem. Isso garante que não haverá miudezas que podem ser engolidas pela criança, por exemplo, tornando o item seguro.

Maquiagens infantis

Vejam o que a Anvisa diz a esse respeito:

Um requisito essencial para a maquiagem infantil é ter baixo poder de fixação e ser facilmente removida da pele com água. Cada tonalidade de blushes e rouges deve ser testada antes de ser comercializada, para se avaliar o potencial de irritação, sensibilização e toxicidade oral. Além disso, a Anvisa permite que as maquiagens contenham substâncias que possuam gosto ruim (amargo) para evitar que a criança leve o produto à boca.

Atenção: maquiagens para boneca e outras comercializadas como brinquedos não podem ser utilizadas em crianças, pois não são formuladas com ingredientes próprios para a pele infantil e nem propiciam a segurança necessária.

Os batons e brilhos labiais devem colorir os lábios temporariamente. Como nos demais produtos infantis, a fórmula deve ser composta por ingredientes seguros. Antes de comercializar esses produtos, a empresa deve comprovar a segurança de cada tonalidade junto à Anvisa.

O rótulo deve possuir indicações de segurança específicas incluindo a indicação da faixa etária de uso do produto. Em crianças pequenas, um adulto deve aplicar e supervisionar o uso do produto.

Quem mais achou o máximo a ideia de colocar gosto amargo nas maquiagens pros pequenos não comerem?

Esmaltes infantis

Confiram as recomendações:

Esmaltes permitidos para crianças são aqueles à base de água e que saem sem necessidade do uso de acetona ou removedor. Por não possuírem solvente, o cheiro dos esmaltes infantis é bem diferente do presente nos esmaltes para adultos.

Os esmaltes também podem possuir substâncias de gosto amargo, para evitar a ingestão acidental por parte das crianças, e cada tonalidade deve ser testada a fim de se avaliar o seu potencial de irritação, sensibilização e toxicidade oral. O rótulo deve possuir orientações e advertências de uso.

Por garantia, o ideal é não usar esmalte de adulto em criança!

Marcas que fabricam cosméticos infantis

cosméticos infantis

Submarino | Shoptime | Submarino

A Beauty Brinq posiciona-se como a primeira marca de maquiagem verdadeiramente feita para crianças. De acordo com a empresa, todos os produtos são seguros, testados, aprovados e certificados pela Anvisa. Notei que há de fato a classificação de idade nas embalagens. Além disso, os produtos são licenciados Disney – o que é um fator de segurança também, uma vez que as regras impostas para isso são firmes.

cosméticos infantis

Americanas | Renner | Americanas

A Markwins é uma marca britânica, mas está sendo amplamente vendida no Brasil – em especial com sua linha para os pequenos, disponível em grandes redes de lojas de departamento. Segundo a empresa, todos os produtos estão de acordo com as regulamentações europeias para brinquedos e as políticas de fabricação de cosméticos do continente – não sei se são as mesmas do Brasil, mas sugere-se que, como estão sendo vendidos aqui, os kits possuem passagem pela Anvisa. Os produtos formam películas retiráveis, os esmaltes são à base de água e não há a inclusão de vidro nas embalagens ou metais pesados na formulação.

cosméticos infantis

Netfarma | Walmart | Magazine Luiza

A Fenzza Make Up também possui uma linha de maquiagens que parece ser infantil – mas, pelo que entendi, na verdade não é (!). No site, os produtos estão descritos como sendo destinados a adolescentes. Minha recomendação é, portanto, que fiquem de olho no que dizem as embalagens. Como não tive acesso aos itens, não sei se está escrito que devem ficar fora do alcance de crianças. Se tiver isso em algum lugar, ponto negativo: a empresa está levando o consumidor ao erro ao colocar figuras como Monster High e Moranguinho nos produtos, personagens muito mais infantis do que teen, não concordam?

Ufa! Espero ter ajudado mães, tias, madrinhas – e por aí vai – a escolherem direitinho os cosméticos infantis!

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
29 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários
Nos conte o que tem a dizer

Para usar avatar, cadastre-se com seu email em gravatar.com
O que nossas divas já nos disseram
  1. Priscila

    Muito legal o tema!
    Não temos quase nada de informação à respeito disso…e vira e mexe vejo crianças esmaltando unhas com esmaltes de adultos.
    Alguém sabe como remover esses esmaltes infantil? Será que são bons para quem tem alergia?

    • Heloisa Carvalho

      Oi Priscila
      Os esmaltes infantis saem com água! Acredito que, por serem pensados pra criança, devem ter fórmula ~free~ mas é sempre bom ler o rótulo antes.

    • Priscila

      Obrigada Heloisa!

    • Obrigada por responder, Heloisa! <3

  2. Ai que máximo esse post!!

    Não tenho filhas ainda…
    mas sou ‘tia’ postiça de várias e adorei saber mais a respeito…

    Parabéns pra leitora que veio com essa dúvida e à vcs por nos informarem!!!

  3. Isabela

    lembrei de quando eu tinha 10 anos e ganhei um gloss do Boticário da linha infantil que tinha um cheiro MARAVILHOSO de chiclete, aí fui “provar” um pouquinho e quase vomitei, tinha um gosto horroroso hahahahah nunca me liguei qual era o objetivo do gosto ruim, faz sentido…

    • Owwwn! Eu me lembro desses brilhos do Boti, mas acho que nunca comi!

  4. Juliana Gama

    Post muito informativo, parabéns!

  5. Gabriela R. Salomon

    É sempre importantíssimo trazer as informações sobre que tipo de material a criança irá passar nas unhas, olhos. Belo post, Thais 🙂

  6. Julia

    Muito interessante o post! Também sou do time das sem filhos, mas tenho afilhadas e sobrinhos postiços então esse post foi super útil, em pensar que eu me divertia com as makes da minha mãe e da minha vó rsrs…

  7. É bom saber que a Anvisa se preocupa com isso. Mas, eu não gosto de maquiagem para crianças, já a idéia de cremes, xampus e produtos para pele deles é mais plausível.

    http://www.ziperchique.com.br/2016/01/top-5-indispensaveis-da-necessaire-de.html?m=1

    • Ana.

      to contigo! acho que crianças estão em um período muito importante de formação de auto estima e usar maquiagem pode atrapalhar.

    • O duro é que vejo muitas pedindo para usar desde cedo, né? Então seria uma opção para elas se divertirem, criarem um universo lúdico! Mas concordo que não dá pra entrar desde cedo em encanações com a aparência! Vejo muitos exageros por aí, naquele estilo Pequenas Misses…

  8. Miriã Andrade

    Super explicativo o post, com certeza tirou dúvidas de muita gente! 😉

  9. Fernanda Gabriela

    Não sabia que ja havia produtos realmente seguros. Fico aqui me perguntando como sobrevive com aqueles kits chineses cheeeeios de coisa do mal. Quem viv

  10. Fernanda Gabriela

    Meu comentário saiu incompleto acima… Acho que escrevi demais hahaha.
    Em resumo: um salve para quem sobreviveu aos kits dos anos 80/90 que tinham mega cheiro de coisas químicas e não saiam neeeem a pau!!! Rsrsrs

    • E o batom 24h do Paraguai? Jesus, como sobrevivemos? HAHAHAHA

  11. Carina

    Quando eu era criança, tinha aqueles batons 24h, que era verde e ficava vermelho nos lábios e não saía por nada, lembram? HAHAHA PERIGO! (ainda existe?? deve durar mais que uns que eu tenho!)
    E tinha também os nostálgicos brilhos em forma de fruta! Moranguinho, uvinha..

    Não tinha muitos cosméticos específicos e, pra dizer a verdade, não lembro de gostar muito disso quando criança, só mais adolescente.

    • Aiii, os brilhos de uvinha e moranguinhooo! <3 Saudades!

  12. Márcia Daniella

    Queria ter uma sobrinha pra comprar essas coisinhas fofas pra ela! 🙂

    • Eu também! hahahaha Mas agora sou dinda de dois menininhos lindos! <3

  13. Polyana

    Post bem explicado, Thais. Tenho uma filha pequena e raramente ela pede pra usar um esmalte ou brilho. Compro o da linha sophie do boticário. Ela usa tão raramente que vence e vai pro lixo cheinho :/ por isso só compro numa promoção e um por vez 😉

  14. Ana Luísa

    Coitadas das crianças meninas. Desde pequenas ensinadas a ser objetozinhos decorativos. O post é bastante informativo e é bom saber o que é seguro para a saúde física das meninas, mas acho que nenhuma criança devia ser exposta a isso, a “obrigações femininas”. Os meninos são livres para brincar e ser o que quiserem. Eles não são ensinados, ou melhor, massacrados, a se importar tanto com a aparência, simplesmente porque para eles isso não é um fator crucial e determinante como é na vida das meninas e futuras mulheres. E ainda tem gente que acha que isso é natural… Não obriguem ou estimulem suas filhas a uma existência tão limitada.

    • Concordo com seu ponto de vista, Ana, mas também penso que as crianças se encantam com o universo lúdico dos cosméticos, além de também, inconscientemente, quererem imitar suas mães. Por isso, acho que elas têm mesmo que ser livres, felizes e saudáveis psicologicamente, sem pressão, mas têm as opções seguras que coloquei aqui caso queiram brincar com maquiagens, esmaltes e afins! Um beijo! 🙂

  15. Lisandra

    Parabéns, por escrever a respeito de um tema que gera muitas dúvidas. Quem realmente conhece e convive com crianças sabe que este tema não parte apenas do estímulo externo e sim da curiosidade das crianças, muitas vezes faz parte da brincadeira. A maquiagem não é usada apenas para melhorar a aparência, mas faz parte nas brincadeiras de teatro, nas apresentações de ballet, dança…

  16. Adriana

    Muito obrigada pelas informações! Além de esclarecedor ainda com opções lindíssimas para as pequenas. Vocês são realmente demais!

    • <3 <3 <3 Só amor! Esse blog é feito pra vocês!

  17. Ótimo saber o que é seguro ou não comprar pras crianças. Se tivessem colocado gosto amargo naquele gloss de moranguinho nossa vida seria diferente.
    http://www.issoaquiloetal.wordpress.com