Coisas de Diva Coisas de Diva Coisas de Diva

Desde que contei que fiz minha última viagem só com uma malinha de mão, muita gente me pediu para falar sobre isso e contar o que levei e como sobrevivi. E agora, alguns dias depois que cheguei de viagem, consegui lavar e reorganizar tudo para mostrar aqui haha. Para o post não ficar muito longo e cansativo, dividi em dois: hoje vou mostrar a mala em si e dar algumas dicas, amanhã vou mostrar tudo que levei efetivamente, ok?

Ah, e se você caiu de paraquedas nessa história, eu explico: durante o mês de novembro, fiz uma viagem pelo sudeste asiático com dois amigos – passamos pela Tailândia, Vietnã, Camboja, Cingapura e Indonésia e aos poucos vou fazer alguns posts sobre isso por aqui, mesclando com nosso conteúdo normal de beleza, ok?

dicas para uma mala compacta

Mas voltando ao assunto de hoje, vamos às dicas para uma mala compacta?

1) Leve todos os fatores da sua viagem em conta – quantos dias vai durar a viagem? É uma viagem de férias ou de trabalho? Qual o clima no lugar onde você vai? Comecei a pensar nisso com meses de antecedência, praticamente desde o momento em que comprei a passagem. Juro que comecei com: “vai ser meio difícil levar uma mala grande e ficar carregando pra cima e para baixo…”, aí já passei para: “acho que vou levar uma mala média”, pra “AH, QUER SABER? VOU SÓ COM A DE MÃO”. No meu caso, era uma viagem de férias (ou seja, não precisaria de roupas formais), em lugares muito quentes (sem necessidade de roupas muito volumosas) e com muitas viagens internas (ou seja, eu teria que carregar O PESO DAS MINHAS ESCOLHAS muitas vezes em idas e voltas de aeroportos).

dicas para uma mala compacta

Imagens: Shutterstock

2) A logística também é importante – você vai para um lugar específico e vai ficar nele ou vai ficar pulando de cidade em cidade? Para quem vai para um lugar só, uma mala grande não é tanta chateação assim. Mas pra mim, que ia ter 8 voos internos, seria um saco ficar arrumando mala, fechando mala e carregando tudo isso cada vez que fosse pegar mais um avião.

Além disso, todos esses 8 voos que fiz dentro da Ásia foram por companhias low cost, aquelas que são mais baratas mas cobram por todos os itens extras que você precisar – logo, se eu fosse despachar bagagem, eu teria que pagar um adicional em cada uma das passagens que comprei. Isso fora o tempo extra que seria para despachar e depois pegar a bagagem de novo. E ainda é sempre bom lembrar da possibilidade da sua mala não chegar e criar mais um problema (‘e se a mala não chegar até eu precisar ir pro meu próximo destino?’). Tudo isso aí pesou tanto na minha vontade de ser uma pessoa cada vez mais prática quanto na minha conta bancária.

Ah, quase me esqueço de mais um fator: alguns dos lugares por onde passei, como as praias da Tailândia e Indonésia, são destinos mais ~rústicos, digamos assim. E o que isso significa? Significa que eu ia precisar entrar e sair de barcos para chegar até os lugares, e não estou falando de barcos estilo cruzeiro, não. Ou seja, preparei minha porção aventureira e pensei na dificuldade que seria carregar uma malona gigante e pesada nessas situações.

3) A escolha da mala é importante – e não estou falando do conteúdo dela, e sim da mala mesmo. Pense, em primeiro lugar, em qual bagagem você se sente melhor carregando. Sei que nesse caso muita gente deve pensar naquelas mochilas de mochileiros mesmo, mas pra mim não rola. Comprei uma dessas para fazer minha primeira viagem longa, em 2009, e me arrependi muito. Para quem é maior ou consegue carregar mais peso, talvez seja uma ótima ideia, mas pra mim que sou baixinha, aquela mochila me dava dor nas costas e um mau humor terrível.

dicas para uma mala compacta

Optei por uma mala de bordo (mas fique atenta aos tamanhos exigidos pelas companhias aéreas, porque eles podem variar! A minha tem 35 x 55 x 26 cm e não tive nenhum problema na Ásia) da Kipling, que eu comprei quando ainda estava em Paris, especialmente para essa viagem. Escolhi essa por ser uma mala resistente, muito leve e de um modelo simples, sem muitas divisórias (o que aumenta o espaço interno). Não me arrependi nada, amei minha escolha e sei que essa vai ser minha companheira de muitas viagens.

dicas para uma mala compacta

4) Talvez seja preciso lavar roupa (dependendo da duração da sua viagem, claro) – e está tudo certo. Eu precisei lavar duas vezes ao longo da viagem e foi tranquilo, é fácil achar lavanderias em todo lugar e não costuma ser caro.

5) Desapegar não é tão ruim assim – se você resolver mesmo viajar com uma malinha menor como eu, simplesmente aceite que não vai conseguir levar 10 pares de sapato, looks diferentes para todos os dias ou todos os seus produtos de beleza. É o preço que se paga por uma viagem mais leve e mais prática. Óbvio que não levei tudo que eu gostaria ou tudo que uso no meu dia a dia na nécessaire, mas não me arrependi. Gostei da minha viagem assim como foi, minha vida foi muito mais fácil com menos peso para carregar e quando senti necessidade de algum produto que não levei ou acabou (já que levei tudo mini), eu comprei por lá. Simples. E sobrevivi, viu? 🙂

Ufa, espero que tenham gostado – e amanhã vem a parte 2!

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
71 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários
Nos conte o que tem a dizer

Para usar avatar, cadastre-se com seu email em gravatar.com
O que nossas divas já nos disseram
  1. Priscila

    Adorei, Marina.
    Vejo que muitas pessoas têm dificuldades em fazer malas pequenas (homens e mulheres, viu?) pois parecem que sentem medo em faltar algo. Gente, faltou compra, faltou lava. Simples assim.

  2. Fernanda Gabriela

    Pelo que eu mais ou menos entendi o esquema é focar na viagens e dar um tempo nos mil e um looks lindos do dia e cremes disso e daquilo. Levar somente o indispensável. Acho um desafio que deve valer muito a pena no final, justamente pelo alívio de levar pra cima e pra baixo e tb pela sensação de desapego que é sempre maravilhosa.
    Ps: amei esse modelo de mala e será que vende por aqui? Linda e mto compacta.
    Bjks, Marina e obrigada pelas dicas.

  3. Glau

    Adorei as dicas! Eu só viajo com mala pequena. Quando estou ali, naquele lugar maravilhoso, curtindo sua viagem, a última preocupação que me vem à cabeça é a roupa que vou usar, pra mim tanto faz, desde que seja confortável. Agora, carregar menos peso e ter mais facilidade para me locomover, isso sim é uma preocupação.
    Marina, estou muito apaixonada pelas fotos que você coloca no instagram do coisas de diva e do seu!! 🙂 Que tal umas dicas de fotografia para amadoras que amam viajar?
    bjinhos

    • Obrigada, querida! Vou anotar a sugestão 🙂

  4. Alexandra

    Apenas parem de fazer post “ensinando” a fazer a mala.

    Apenas parem, amigas.

    • Mas eu não estou ensinando nada, estou só contando a minha experiência para caso alguém resolva fazer o mesmo – é basicamente pra isso que serve um blog, pra compartilhar experiências, seja ele sobre o que for. E não somos amigas ;).

    • Laura

      Não entendi a indignação. Eu adorei o post! E, pelo jeito, muita gente tb gostou.
      Adoro posts sobre arrumação de malas e necessaire!

    • Amanda Tavares

      DICAS para uma mala compacta, cadê interpretação de texto?
      E mesmo se fosse um post de COMO FAZER, qual o problema?
      Quase tudo nessa vida a gente aprende, ensinar a fazer uma mala da melhor forma agora é errado?
      Tem gente que fica irritada com muito pouco.

    • Izabela

      Adorei a resposta Marina, educada e no ponto. Melhor ainda o fina “E não somos amigas ;)”. Tem gente que confunde ser leitor de blog com ser editor do blog. Ah para né? Não gosta, não lê, tem no título a indicação do que vem mais pra baixo no texto. E pelo comentário, não deve ter lido tudo antes de clicar em comentários.

    • Fe

      marina, nao é pq uma leitora foi grossa q vc precisa ser grossa tambem! ja nao é a primeira vez q vc responde com patada

    • Não acho que eu tenha sido grossa, minha resposta foi bastante educada, inclusive 🙂

    • Patricia

      Patada??? Na onde? Pq ela disse não ser amiga?
      haha…Não achei grossa nem um pouquinho.
      Foi educada, sim!
      Um dos posts que estava mais esperando. Eu amei, Marina!
      Obrigada por compartilhar com a gente. Aguardo a parte 2. 😉

    • Vanessa

      A Marina foi é educada! Se fosse eu, mandava era morrer no Brás. Como tem gente chata que vem dar pitaco, pelamor. Vai ler Tititi e deixe as meninas em paz!

    • Francielle Kistner

      Gente que se esconde atrás do anonimato e acha que tem o direito de reclamar..zzzzzzz.. Não gostou, não perca seu tempo lendo. Rola pra baixo, muda de página, vá ler um livro, vá viajar! kkkkkkkkkkk.. Mas não torra! =P
      Marina, eu acho que to precisando fazer uma viagem assim, pra aprender essa arte do desapego. Passei 2 anos e meio na estrada (namoro a distancia) e mais 8 anos viajando pra tocar (era DJ) e NUNCA aprendi a fazer mala pequena pra ummmm final de semana! Sou super espaçosa e exagerada! hahahaha.. As vezes que tentei viajar com mala pequena só levei coisa errada, o CAOS!
      Beijos pra tu gata, e adorei a resposta! “Não somos amigas” Chorey! Muack =*

    • Telma

      Por que elas deveriam parar de fazer o que a maioria gosta?? Muitas de nós amamos e não é você que tem o poder de mandar alguém parar de fazer alguma coisa! Se você não gostou por que está aqui? Te orienta garota!!!

    • Alana

      Apenas pare de ser chata colega, apenas pare.

    • Carolina

      Alexandra foi grossa e indelicada na colocação, diferente da Marina, que respondeu muito bem e de maneira super controlada, porque não deve ser fácil ler esse tipo de coisa sem surtar. Parabéns Marina! Parabéns CDD. Pra mim, vocês são as melhores.

      O que eu talvez entenda que ela quis dizer (só podia escrever de outra maneira) e que seria uma observação construtiva, é que esse tipo de tópico de “como arrumar mala, como arrumar gaveta, como arrumar kit de manicure, etc” talvez não seja tão interessante para algumas pessoas, que preferem outros tipos de assunto, como cosmético, etc. Porque no fundo todo mundo sabe – ou deveria saber – como arrumar qualquer coisa né, a gente só não coloca em prática mesmo…rsrs. Mas, acima de tudo, o blog tem que atender um pouquinho de cada assunto, e tenho certeza que muitas leitoras adoraram as dicas, por mais simples que pareçam ser. Tem assunto pra todos os gostos!

  5. Livia

    Mala pequena pra vida! Melhor coisa na hora de ter q pegar metro/onibus etc. Passei 2 semanas com uma mala de mão e foi ótimo! Agora só viajo assim 🙂

  6. Alessandra

    Precisando muito aprender contigo Marina… sou a loka do peso da bolsa, carrego sempre um monte de coisas que nunca uso, mas fico sempre pensando ‘será que vou precisar’… mas quando tiro da bolsa hahaha preciso daquilo! Mas tenho que aprender a desapegar e levar somente o necessário. Excelentes dicas, adorei!!

    • Oi Alessandra!
      Me identifiquei com vc! Sempre que viajo acabo fazendo uma mala enorme e quando retorno percebo que nem usei a metade rss!
      Essas dicas da Marina foram ótimas e me ajudaram bastante, para que na próxima viajem, eu consiga levar somente o necessário e uma mala menor (hehe)!
      bjos meninas!

  7. Anita

    Marina, amei esse post!!
    Vc eh uma verdadeira inspiração para mim! Assim como vc, sou louca por cosméticos, maquiagem, roupas, sapatos e tudo mais.. Mas Tb estou me esforçando muito pra fazer minhas escolhas de forma mais consciente!
    E quanto as malas de viagem, sempre passo perrengue!
    Por isso, estou esperando pela parte 2 pra ver o que vc levou.
    Mas tenho uma pergunta: como vc fez com as compras lá? Imagino que vc tenha comprado quase nada né? Pq não caberia na mala..
    Beijos!!!

    • Realmente essa não foi uma viagem para compras – mas a gente sempre compra alguma coisinha. Dentro dessa mala aí eu levei uma mochila (normal mesmo, pequena, vou mostrá-la no post de amanhã também) enroladinha, aí quando precisei eu fui colocando coisas dentro dela e andava com ambas, a mochila e a mala. As companhias pelas quais voamos todas permitiam entrar com duas coisas no avião, então não tive nenhum problema.

  8. Heloisa Carvalho

    Só consigo ser básica em viagens curtas, tipo um feriadão ou final de semana. Se for mais do que 5 dias de viagem, já desando a colocar coisa que não vou usar! Hahaha.
    E sobre o clima, na minha última viagem levei a maior invertida! Era pra ser uma temperatura amena onde eu estava, algo entre 15° e 25° pelo que pesquisei. Levei vestido, shorts, casaco leve… Chegando lá, num dos dias da viagem, me deparo com neve! E muita neve!!! Tive que vestir quase tudo que estava na mala pra sobreviver, hahaha.

  9. Singra de Abreu

    Maneiro o post!
    É isso mesmo, no geral não usamos tudo que levamos…Desapego é sempre válido!
    Mas, eu confesso que acabo levando bem mais do que preciso. Rs.
    Lugares de praia sempre é mais fácil porque as roupas e biquínis não pesam tanto…O ruim é quando o tempo vira! Kkkkkkkkkk.
    Bjs!

  10. Nelma

    Eu já consegui melhorar muito, antes minha mala tinha um horror de coisas, agora está bem mais enxuta. Hoje levo só embalagens em miniatura, abro mão de alguns cosméticos de uso diário, levo no máximo 3 pares de calçado, mas ainda preciso melhorar pra chegar nesse nível “mala de mão”. Facilita muito a vida não ter que ficar despachando bagagem.

  11. Ana

    Adorei o post com suas dicas e aguardo as demais. Já sofri com malas em viagens e só teve uma vez que fui compacta e deu certo, mas era viagem curta. Tem um pouco a ver com medo de passar aperto kkkkk. Bom, a verdade é que viajar faz tão bem pra cabeça que a gente nem deveria ficar tão encucada com o que vai vestir kkkk, mas desapegar é um processo kkk.

  12. Karla

    Muito bom esse post!!!
    Aprendi a fazer malas quando fui morar fora!!!! Não tinha mais quem (namorado) que me ajudasse carregar o trambolho pesado que levava e não usava nem metade das coisas. E ao contrário de vc, só viajo com uma mochilha (que mesmo eu sendo baixinha, prefiro porque nesse negócio de subir e descer escadas, etc acho mais fácil no meu caso!!!! hahaaha) que cabe 15 kg. Dificilmente levo esse peso todo e volto com quase o mesmo!!! E não importa o tempo de viagem e não me importo tb de repetir roupas, afinal quando preciso, tem lavanderia e farmácia para isso!!! E o mais importante de tudo é curtir a viagem, lugares, cultura local do que ficar pensando no “look do dia”, não é?!?!? Bjs

  13. Jade

    Tô praticando esse desapego com viagens curtas que tenho feito esse ano pq obviamente é bem mais fácil de levar menos coisa, mas ainda assim tento repetir e escolher peças que combinem entre si, o que acho que já ajuda pra quando vier a viagem de verdade. Vc tem as referências da sua mala, Marina? Bjão e obrigada pelas dicas =)

  14. Fazer mala é minha especialidade… até minha amigas pedem ajuda.. ehehe

    Sou bem prática

    bjs

    http://ladycatblog1.blogspot.com/

  15. Jade Cestari

    Adorei! Estou me preparando para ficar dois meses trabalhando fora e já estou vendo como fazer a mala 🙂

  16. Eu sou do time que ama mochila, se preciso de praticidade vou só de mochila. Principalmente se vou ter que andar em lugar não tão lisinho assim (tipo areia, calçadas esburacadas, paralelepípedo, trilha…) ou vou ter que pegar transporte público, mala de rodinha não é nada prático. Vou viajar agora fim de ano e já pensando na mala (mas vai ser camping, então a maior parte do peso é barraca e comida, difícil ficar mais leve).
    http://www.issoaquiloetal.wordpress.com

  17. Gili

    Eu sou a exagerada da mala enorme! Já coloquei um propósito de tentar segurar o exagero na minha próxima viagem, vamos ver se consigo! Que linda a sua mala, amei muito a estampa e as cores!

  18. Fernanda

    Eu adoro esse tipo de dicas, realmente preciso aprender a fazer uma mala pequena. E não tenho vergonha de dizer isso por aí hahaha.
    Tenho certeza que o conteúdo dos posts não agrada todo mundo sempre, mas acredito que o bom senso sempre deve prevalecer. Nunca criticaria o trabalho de vocês por causa de um post que não me foi útil.
    Parabéns meninas e parabéns Marina, pela resposta à Alexandra 😉

  19. Adorei o post! Muito inspirador ver seu caminho para uma vida mais simples e prática! Continue compartilhando! Beijos

  20. Juliana Gama

    Adorei o post! Difícil é desapegar! rs Mas a questão do extravio é importante.. recentemente fui pra Noronha e ia fazer Rio-BH-Recife-Noronha. Tudo com troca de avião. Morri de medo de perderem minha mala! rs

  21. Polyana

    Ótimo post, Marina. Esperando a parte 2 😉

  22. Oi Marina, adorei o post! Não sou muito prática na hora de arrumar a mala, sempre penso que posso precisar de tal coisa e que não vou achar pra comprar, ou que meu sapato vai estragar, a roupa furar e etc. Maluquice minha, né? Huahuaha Mas estou me esforçando pra mudar isso.
    Continue compartilhando suas experiências.
    Beijos

  23. Márcia Daniella

    Deve ser uma delícia viajar assim com uma mala mais leve. Vou tentar usar suas dicas na minha próxima viagem, programada pra janeiro.

  24. Roberta Martins

    Olá Marina!Tudo bem??
    Várias vezes levei coisas desnecessárias em viagens.Perda de espaço e complicado
    para acomodar as prováveis compras,então através das suas dicas vou tentar fazer
    mala bem prática,com aquilo que é essencial.Levar miniaturas e/ou amostras é bom,
    ajuda bastante.Aguardo com ansiedade pela segunda parte do post.
    Beijos,
    Roberta.

  25. Fernanda

    Adorei, Marina! Quero chorar pois já viajei tanto mas sou um desastre para malas. Sempre levo coisas desnecessárias. Faço melhor malas para destinos no inverno…beijo

  26. Marina, esse seu post caiu como uma luva para mim! Vou viajar no natal/ano novo e estou justamente com esse problema de fazer uma mala pequena. Minha maior dificuldade é que vou para lugares muito frios, e roupa de frio ocupa MUITO espaço! 🙁
    Mas olha, adorei as dicas!

    Fiquei com uma dúvida que talvez você consiga responder, voando por essas low cost, você pode levar apenas essa uma bagagem de 10kg? Nem uma bolsa é permitido?

    Beijos!

    • Depende de cada companhia aérea – as que eu usei permitiam mala + uma coisa (bolsa/mochila pequena), mas na Ásia ninguém pesou nem implicou com minha bagagem, já na Europa, por exemplo, dependendo do país eles podem ser mais chatos.

  27. Bárbara

    Marina, arrasou no post! Amei muito as dicas, agora preciso praticar arte do desapego na hora de arrumar a mala…hehhe.
    http://vidadecompras.blogspot.com.br/

  28. Nicolle

    Quando eu crescer, quero viajar com uma mala pequena assim… =p

  29. Amei sua mala, qual o modelo?

    • Puxa, infelizmente não sei dizer :/

    • Naiara

      Também estou procurando uma mala assim e acredito, pelas fotos, que o modelo seja TEAGAN XS BP 33 litros

    • Kaa

      To precisando de uma mala de mão nova e amei essa sua Marina por estar dentro das medidas padrão sem ser pequena demais e nossa, é muito leve! Cabe muita coisa dentro!!
      Não tem ela na Kipling do Brasil (onde a + parecida custa uns R$900. Lá fora tem o que acho ser o seu modelo em vááárias cores por pouco + de R$300 com frete grátis -> http://www.kipling.com/uk-en/teagan-xs-k1538404j00-999.html
      Ah se pudesse comprar… :_(

  30. Ju

    Tb quero saber o modelo/nome da mala!! 🙂
    Doida para a parte 2,3,4…. 🙂

  31. Gabriela Ronchi Salomon

    Sou muito exagerada. Quando fui para SP levei metade da minha casa e usei só 1/10 dela kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Adorei suas dicas, Marina 😀

  32. Luciana

    Gente, que delícia o blog de vocês! Adoro! As dicas são maravilhosas e vocês transitam por assuntos diversos com uma naturalidade! Estou adorando essa parte relacionada a viagens por aqui! Vocês mandam bem em tudo! Parabéns!

  33. Vanessa

    Marina é minha inspiração pra próxima viagem! kkkk
    Ano passado viajei internacionalmente, não levei mta coisa (um amigo que foi junto levou mais!), porém quero ser cada vez mais prática. Comecei há um tempo praticando desapego nas bolsas do dia a dia mesmo: me livrando das enormes, ficando só com as médias pra baixo e tentando ir colocando cada vez menos coisa, a ponto delas estarem mais vazias do que cheias. Funciona, hoje carrego menos peso e a coluna agradece. Em viagem ainda não consegui testar, mas espero que em breve eu consiga seguir esses passos de babagem apenas de mão! Ansiosa para a parte 2!

  34. Helo Inoue

    Adorei!!!!!
    A cada viagem a gnt aceita ou aprende que não precisava de tudo, né? Quero saber se alguma coisa que Vc deixou pra trás fez muita falta??? Ou algo que Vc levou e não precisava! Mas acho que Vc responde isso no próximo post.
    Beijo

  35. Tatá

    Acho que o segrego para começar a fazer uma “boa” mala, é a própria mala !!
    Eu estou fazendo a minha para viajar sábado e acabei de concluir que das 4 malas q eu tenho, apenas 1 é boa !!
    A minha mala é mão é ridícula, ela é oval em cima, dai perde uma espação por causa disso !!
    Juro que eu sou super contida para fazer mala, principalmente em viagens. Ja viajei muito a trabalho, sei bem que mala grande é ruim para quem viaja e para quem recepciona tb !! Mas surpreendi muito com a mala da Marina, principalmente por estar indo para um local mais “exótico” digamos assim, só com muito planejamento mesmo. Eu ja teria levado coisas prevendo 1001 situações !! Meu desafio ainda é variação de temperatura, sabe, qdo não ta nem muito frio, nem muito calor, tenho a sensação que estou fazendo 2 malas…

  36. Ai, como eu adoro seus posts, Marina <3
    Então… fiz uma viagem em maio pra Paris, Londres e Roma e fui com uma mala média digamos assim (pequena, mas maior do que o permitido levar na cabine) e, ó, nunca mais. Estou planejando uma semaninha no Uruguai em março e de jeito nenhum quero despachar mala. A idéia inicial é usar uma mochila do meu dia a dia mesmo porque eu não queria gastar dinheiro comprando uma mala menor mas, ó, gamei na sua!
    A úncia coisa que fico pensando é na quantidade de líquido que posso levar na mala de mão mas eu vou superar levando miniaturas (afinal serão só 5 dias, gente, totalmente desnecessário).
    Um beijo!

    • Eu achei que fosse precisar comprar muito mais coisa lá, mas consegui sobreviver quase um mês só com miniaturas, é super possível! Beijo!

  37. […] a compartilhar minhas dicas para uma mala compacta (se não esteve e se interessa pelo assunto, corre aqui!). Lá no outro post eu comentei que ia dividir o assunto em dois para não ficar muito […]

  38. Lorenza

    Marina, amei o post e aguardo os demais. Eu só viajo com mochila. Só uso mala de rodinha quando levo meu equipamento de mergulho, aí, não tem jeito. Uso muito o transporte público (ônibus, metrô) e a mochila facilita muito tudo. Nem lembro qual foi a última vez que usei mala de rodinha, já estou expert em carregar tudo na cacunda, hahahaha… Só levo as roupas necessárias, o mínimo de sapatos possível e compro tudo mini de cosméticos que existe para levar, afinal, quem vai precisar lidar com o peso extra sou eu, hahahahhahha….

  39. Marina G.

    Adorei o post! E, principalmente, a indicação da mala. Minha maior dificuldade com malas de mão, principalmente, é o peso delas. As malas já são pesadas naturalmente, então fica ainda mais difícil fazer uma mala leve e compacta. Essa que você comprou parece ótima!

  40. Cassandra de Deus

    Olhei no site da Kipling e acho que a mala é a YOURI SPIN 55. Confere, Marina? Parabéns pelo post!

  41. Miriã Andrade

    Eu sempre levo mais do que preciso e aí fico com um monte de roupa sobrando, sem usar. Vou viajar nas férias de fim de ano e vou ficar um mês fora, adorei as dicas e com certeza vou usar! 😉

  42. Renata

    Mala compacta? isso nao me pertence kkkk

  43. Denise Gouveia

    Isso sempre acontece comigo, rsrsr

  44. Ane

    Ótimo post! Não liga para os comentários desnecessários 😉

  45. Tinha lido a parte II do post e vim conferir também a primeira parte!
    Ótimas dicas e essenciais para quem quer levar pouca coisa.

    Beijos,
    http://www.rabisqueimeuhorizonte.com.br/

  46. Luana Santos

    Boa tarde, tambem estou info para uma viagem pela Tailandia e super na duvida da mala, estou querendo USAS a de rodinha mesmo POI’s mochila acabo sentindo muitas dores nas costa. Entao alguem ai ja foi p la com um a mala assim, de rodinha tamanho medio? Pois acho q nao consigo colocar td na mala de Mao cComo a Marina. Me conte Como foi facil o transporte?

  47. […] você perdeu meus posts sobre minha mala pra essa viagem, clica aqui e aqui pra […]

  48. Karina Goto

    Amei a dica! Qual modelo da mala? Bjuu

  49. […] você perdeu meus posts sobre minha mala pra essa viagem, clica aqui e aqui pra […]

  50. […] você perdeu meus posts sobre minha mala pra essa viagem, clica aqui e aqui pra […]

  51. Anna Camila

    Marina, como você se virou com a mala de rodinhas?
    Vou pra Tailândia e queria uma mala de rodinhas que tenha alça de mochila, mas a minha impressão é que elas são menores que as malas só de rodinha…
    Vc passou perrengue com a sua? Ao subir e descer de ônibus…
    Nas praias e tal…
    Obrigada!