Coisas de Diva Coisas de Diva Coisas de Diva

Quem lê sempre o blog sabe que já falei algumas vezes da umectação, que é a hidratação dos cabelos com óleo. Só que quando comecei a fazer, eu nem sabia que tinha esse nome (fiz porque li no rótulo do Óleo Extraordinário, da L’Oréal) e só depois fui pesquisar mais sobre o assunto. O que eu fazia (e continuo fazendo, aliás) era aplicar óleo capilar no comprimento dos fios secos (da metade para as pontas) e deixar um tempo, tipo meia hora/uma hora antes de lavar.

Mas aí, pesquisando no grupo Cronograma Capilar, no Facebook (aliás, quem gosta do assunto vai curtir esse grupo, tem muita informação legal – mas confesso que ultimamente não tenho tido tempo para ler tudo com calma), descobri uma forma mais completa, digamos assim, de se fazer a umectação. Eu já fiz algumas vezes quando ainda estava no Brasil e gostei bastante (aqui ainda não fiz porque ainda não me organizei com todos esses produtos, também não pude trazer tudo que eu tinha do Brasil, #fuén), achei que o cabelo ficou bem hidratado e macio.

Para fazer umectação, você precisa do seguinte:

umectação capilar

1) Shampoo Antirresíduos e máscara de hidratação: primeiro, você lava bem os fios com shampoo de limpeza profunda (meus preferidos são os da Natura, Farmaervas e Phytoervas), que vai deixar os fios livres de sujeita e resíduos de outros produtos. Depois, você aplica uma máscara de hidratação (aqui tem um post da Sá com as diferenças entre as máscaras de hidratação, nutrição e reconstrução), que vai repor a água dos fios.

2) Óleo capilar para umectação: com os fios já secos, você vai aplicar o óleo – essa etapa pode ser feita de um dia para o outro ou mesmo no dia seguinte, o importante é deixar o óleo nos fios por umas boas horas. Eu costumo usar óleos feitos para cabelo mesmo (gosto dos da L’Oréal, Garnier, Phytoervas, mas também tem da Tresemmé, Dove…) e confesso que só fiz com esses, mas diz a lenda que o melhor mesmo é fazer com óleos puros, tipo óleo de coco. Não tem uma quantidade certa, vai passando até os fios ficarem um pouco melequentos. Não precisa deixá-los pingando, mas tem que sentir que passou algo. O óleo vai ajudar a segurar a água que foi reposta nos fios com a hidratação.

3) Máscara reconstrutora: depois de um tempo com o óleo agindo nos cabelos, você lava novamente (com shampoo normal de sua preferência, não antirresíduos), para retirá-lo dos fios, e aí aplica uma máscara reconstrutora que, como o próprio nome indica, vai reconstruir e reparar danos nos fios. E pronto! Todas as etapas feitas :).

Os produtos, claro, podem ser substituídos pelos que cada um preferir – eu coloquei na montagem e citei os que eu mais gosto, mas o procedimento pode ser totalmente adaptado. E aí, quem já fez?

Categorias
Compartilhe nas redes sociais
80 Comentários: Nos conte o que tem a dizer
Visualizar Comentários
Nos conte o que tem a dizer

Para usar avatar, cadastre-se com seu email em gravatar.com